A Guerra dos Tronos - Capítulo 11

De Gelo e Fogo wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Daenerys II
Capítulo de A Guerra dos Tronos
A Guerra dos Tronos.jpg
PDVDaenerys
LocalFora dos muros de Pentos, Essos
Página76-82 PT-BR Leya (Outras versões)
CenaWinter Is Coming (Série HBO)
Cronologia dos capítulos (Todos)
Daenerys I
Jon II ← Daenerys II → Eddard II

Daenerys III

Daenerys Targaryen casa-se com Khal Drogo em uma cerimônia com uma dúzia de mortes que dura o dia inteiro. Ela recebe presentes: entre eles, três ovos de dragão, de Illyrio Mopatis. À noite, Drogo cavalga para longe com Daenerys antes de fazer amor com ela.

Resumo

Daenerys e seus presentes de casamento, extraído de 'A Guerra dos Tronos - Edição Ilustrada', por Levi Pinfold ©.

Enquanto espera o casamento de Daenerys, Illyrio Mopatis explica que o khalasar de Drogo com mais de 40.000 guerreiros Dothraki e suas famílias e rebanhos reunidos fora dos muros de Pentos fizeram os outros magísteres tão incomodados que eles dobraram a guarda da cidade. Os Dothraki estão comendo tudo à vista, e Illyrio acha que seria melhor que o casamento terminasse o mais rápido possível. Sor Jorah Mormont se ofereceu e foi aceito para servir o irmão de Daenerys, Viserys Targaryen. Viserys está impaciente para Drogo ajudá-lo a recuperar seu trono. Illyrio explica-lhe que o Khal deve primeiro apresentar sua noiva a Vaes Dothrak, e depois esperar até que os presságios sejam favoráveis à guerra. Viserys se queixa com a demora, mesmo depois dos avisos de Illyrio e Jorah para ter paciência.

Naquela noite, Daenerys sonha com Viserys perseguindo e batendo nela enquanto diz: "Você acordou o dragão." Ela foge dele, mas tropeça e cai. Então nota que sangue escorre de suas coxas. Ela escuta um som de rasgar e estalar, como se algo se quebrasse dentro de uma grande chama. Quando ela se vira, nota que Viserys não estava mais ali, mas sim grandes colunas de fogo por toda a parte e no meio de tudo aquilo estava um dragão. Ela acorda tremendo de medo com um brilho fino de suor em sua pele.

Daenerys finalmente se casa com Khal Drogo sob o céu aberto, na frente de quarenta mil guerreiros Dothraki. Ela está sentada com seu novo marido, e eles nem sequer conseguem conversar, pois não compartilham uma língua comum. Em pleno dia, ela vê homens Dothraki possuindo dançarinas e montando-as ao ar livre como animais. Uma briga começa e a primeira morte do casamento é computada. Illyrio explica que um casamento Dothraki sem pelo menos três mortes é considerado maçante. Daenerys sente-se tomada pelo terror por estar em um lugar tão diferente com selvagens de uma cultura tão distinta, mas teme principalmente por seu marido Khal Drogo, que apresenta um rosto severo e cruel.

Daenerys e Khal Drogo, extraído de 'A Guerra dos Tronos - Edição Ilustrada', por Magali Villeneuve ©.

Ao pôr do sol, Daenerys recebe seus presentes de noiva. Viserys dá a ela três aias que não lhe custaram nada (Dany sabia que Illyrio tinha custeado o presente): Irri, Jhiqui e Doreah. Sor Jorah Mormont lhe dá uma pilha de livros de Westeros, pedindo desculpas pelo humilde presente, contudo Daenerys adora o presente. O presente de Illyrio Mopatis são cedas e tecidos e 3 grandes e lindos Ovos de Dragões petrificados: um verde com detalhes em bronze, outro creme-claro com detalhes dourados, e o último profundamente negro com detalhes escarlates. Os Companheiros de Sangue de Khal Drogo também lhe dão presentes: Haggo lhe dá um grande chicote de couro com cabo de prata; Cohollo oferece um magnífico Arakh com relevos de ouro; Qotho lhe oferece um magnífico arco de dupla curvatura feito de Osso de Dragão. Daenerys oferece esses presentes para Drogo. Vários outros presentes se sucederam, até que o último presente foi oferecido por seu esposo. Drogo lhe presenteia com uma magnífica égua prateada. Daenerys monta corajosamente na égua.

Quando finalmente o sol se pôs por completo, o momento das núpcias chegou. Viserys ameaça Dany, dizendo para não decepcionar seu marido. Aterrorizada, ela lembra que é do Sangue do Dragão, mas isso pouco ajuda e começa a chorar até que Drogo diz sua primeira palavra na língua comum de Westeros: “Não”. Dany se surpreende e tenta conversar, mas logo descobre que essa é a única palavra no idioma comum que Drogo conhece. Pacientemente, seu marido a acalma e, com o tempo, consuma o casamento.

Citações

Já lhe disse, tudo está acertado. Confie em mim. O khal lhe prometeu uma coroa, e a terá (...) no momento que o khal escolher (...) quando os presságios favorecerem a guerra.[1]
Illyrio, para Viserys.
Aconselho-o a ser paciente, Vossa Graça. Os dothrakis cumprem com a palavra dada, mas fazem as coisas ao seu próprio ritmo. Um homem inferior pode suplicar um favor ao khal, mas nunca deve ter a presunção de censurá-lo.[2]
Jorah Mormont, para Viserys.
Sou Daenerys, Filha da Tormenta, Princesa da Pedra do Dragão, do sangue e semente de Aegon, o Conquistador.[3]
— Daenerys, em pensamento.
Ovos de dragão, vindos das Terras das Sombras para lá de Asshai. As eras os transformaram em pedra, mas ainda possuem uma beleza ardente e brilhante.[4]
— Illyrio, para Daenerys.
Dê-lhe prazer, minha doce irmã, senão juro que verá o dragão acordar como nunca acordou antes.[5]
— Viserys, para Daenerys.

Passagens destacadas

Listas

Personagens

Aparecem:

Aparecem:

Mencionados:

Casas

Aparecem:

Mencionados:

Locais

Outros termos

Links externos

Sobre a página

Esta página utiliza conteúdo baseado em A Game of Thrones-Chapter 11, um artigo de A Wiki Of Ice And Fire.

Referências

  1. A Guerra dos Tronos, Capítulo 11, Daenerys, página 76.
  2. A Guerra dos Tronos, Capítulo 11, Daenerys, página 76.
  3. A Guerra dos Tronos, Capítulo 11, Daenerys, página 78.
  4. A Guerra dos Tronos, Capítulo 11, Daenerys, página 79.
  5. A Guerra dos Tronos, Capítulo 11, Daenerys, página 81.
  6. A Guerra dos Tronos, Capítulo 11, Daenerys, página 81.
  7. A Guerra dos Tronos, Capítulo 3, Daenerys.