Alicent Hightower

De Gelo e Fogo wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Hightower.png
Alicent Hightower
Targaryen.png
Alicent Hightower.jpeg
A rainha viúva Alicent Hightower, por FlaggerMousse ©.
Título Senhora
Rainha
Rainha Viúva
Lealdade Casa Hightower
Casa Targaryen
Os Verdes
Esposa(o) Viserys I Targaryen
Nascimento Em 87 d.C. ou 88 d.C.
Morte Em 133 d.C.
Livro(s) The Rogue Prince (Aparece)
Outros
Mencionada
Aparece

Alicent Hightower foi a segunda esposa do Rei Viserys I Targaryen. Ela era filha de Sor Otto Hightower, que foi feito Mão do Rei Jaehaerys I Targaryen, e depois do próprio Rei Viserys I. Foi mãe do Rei Aegon II Targaryen, dos príncipes Aemond e Daeron, e da Rainha Helaena.

Aparência e personalidade

Veja também: Imagens de Alicent Hightower

Alicent era descrita como uma garota esperta e amável com dezoito anos. Mesmo após quatro partos, ela permaneceu uma mulher tão bela quanto era antes de sua primeira gravidez.

Biografia

Chegada à corte

Alicent chegou à corte do Rei Jaehaerys I quando tinha quinze anos, em 101 d.C., quando seu pai, Sor Otto, foi nomeado Mão do Rei. Ela se tornou uma companhia constante para o Velho Rei, cuja saúde estava falhando. Logo, ela preparava suas refeições, ajudava-o a tomar banho e se vestir, e lia para ele. No fim, o Rei Jaehaerys a confundia com sua filha, Saera Targaryen. Ele eventualmente morreu em 103 d.C., enquanto Alicent lia para ele.

Alicent permaneceu na corte enquanto seu pai manteve o cargo de Mão do Rei do sucessor de Jaehaerys, Viserys I. Logo no início do reinado do novo rei, Sor Otto e o Príncipe Daemon Targaryen começaram a ter estranhamentos um com o outro, e o bobo da corte, Cogumelo, sugeriu que a causa foi um suposto estupro de Alicent por Daemon. A verdade nessas histórias permanecem a se confirmar.

Casamento

Nos anos que se seguiram, Alicent chamou a atenção do Rei Viserys I, cuja primeira esposa, Rainha Aemma Arryn, morrera. O pequeno conselho sugeriu que o rei se casasse agora com Laena Velaryon, mas ele contrariou-os e escolheu Alicent para ser sua esposa. Os dois se casaram em 106 d.C., a despeito dos rumores das pessoas que alegavam que a Mão do Rei ultrapassara os limites. Alguns até mesmo duvidavam da virgindade de Alicent, e rumores circulavam qde que ela entregara sua inocência ao Príncipe Daemon, e até ao Rei Viserys I enquanto a Rainha Aemma ainda vivia. Apesar disso, Alicent se casou com o rei.

No início, a Rainha Alicent teve um bom relacionamento com sua enteada, a Princesa Rhaenyra Targaryen. Mas quando Alicent deu à luz a um filho, Príncipe Aegon, uma filha, Princesa Helaena, e outro filho, Príncipe Aemond, em rápida sucessão e Rhaenyra permaneceu como herdeira de Viserys, esses sentimentos começaram a mudar. Ambas as mulheres queriam ser a primeira-dama do reino, mas só havia lugar para uma.

O maior apoiador de Alicent era seu pai, Sor Otto. Ele eventualmente foi longe demais na questão da sucessão e pressionou Viserys, que o demitiu. Expulso da corte, Sor Otto retornou para a Torralta. O "partido da rainha", um grupo de poderosos lordes amigos da Rainha Alicent, permaneceu, apoiando os direitos dos filhos de Alicent.

Em 111 d.C., um grande torneio foi realizado em Porto Real no quinto aniversário do casamento do rei com a Rainha Alicent. No banquete de abertura, a rainha vestira um vestido verde, enquanto a princesa vestira-se dramaticamente no vermelho e preto Targaryen. O acontecimento foi notado, e desde então tornou-se tradição referir-se a “Verdes” e “Negros” ao falar dos partidários da rainha e dos partidários da princesa, respectivamente. No próprio torneio, os Negros se deram melhor quando Sor Criston Cole, em nome da Princesa Rhaenyra, tirou todos os campeões da rainha de suas montarias, incluindo dois de seus primos e seu irmão mais novo, Sor Gwayne Hightower.

O Príncipe Daemon era um dos que se opunham a Alicent e seus filhos, e após retornar a Porto Real, zombava deles e dos Verdes em geral para entreter a Princesa Rhaenyra. Dizem que ele agia friamente com Aegon e Aemond porque eles o haviam levado para mais baixo na linha de sucessão.

Quando a Princesa Rhaenyra fez dezesseis anos, o pequeno conselho começou a procurar um pretendente a marido para ela. Alicent sugeriu que seu filho mais velho fosse o escolhido, dez anos mais novo que a Princesa Rhaenyra. Viserys não aceitou a proposta mesmo com a insistência de Alicent, já que acreditava que ela agia assim apenas por querer o seu sangue no trono.

Rhaenyra acabou se casando com Sor Laenor Velaryon em 114 d.C., e a Rainha Alicent conseguiu um novo membro para os Verdes: Sor Criston Cole, antigo protetor de Rhaenyra. Cole lutou no torneio de casamento de Rhaenyra usando o favor de Alicent, e foi nomeado protetor pessoal da rainha depois disso.

Por volta de 115 d.C., a inimizade entre os Verdes e os Negros se aprofundou. Alicent teve o seu quarto filho, Príncipe Daeron que, assim como seus irmãos, tinha os típicos traços Targaryen. Rhaenyra, por sua vez, tivera os príncipes Jacaerys e Lucerys Velaryon, que não se pareciam nem com Rhaenyra e nem com seu marido. Alicent estava convencida de que o pai das crianças era o protetor da princesa, Sor Harwin Strong.

Em 120 d.C., Sor Laenor morreu, apunhalado numa feira. A família real compareceu ao funeral e, durante a noite, o Príncipe Aemond se envolveu numa briga com os filhos de Rhaenyra, onde acabou tendo seu olho arrancado por Lucerys. Alicent, furiosa, exigiu que o olho de Lucerys fosse arrancado também, o que não foi atendido. Após o incidente, o Rei Viserys I decidiu que Alicent e seus filhos permaneceriam na corte em Porto Real, enquanto Rhaenyra e sua família viveriam em Pedra do Dragão. Mais tarde naquele ano, Rhaenyra deu à luz ao seu primeiro filho com o Príncipe Daemon. Ele era claramente um Targaryen e Rhaenyra o batizou de Aegon, o que enfureceu Alicent, já que considerava uma provocação ao seu próprio Aegon.

Dança dos Dragões

Veja também: Dança dos Dragões

O Rei Viserys I morreu durante um cochilo no terceiro dia da terceira lua de 129 d.C.. Segundo Cogumelo, Alicent teria apressado a morte dele com uma pitada de veneno, mas isso não é apoiado por nenhuma outra fonte. O servo que encontrou o corpo do rei avisou primeiramente à rainha, que se uniu ao agora Senhor Comandante da Guarda Real, Sor Criston Cole, e reuniu o pequeno conselho. Nas deliberações que se seguiram, o único apoiador de Rhaenyra, Lorde Lyman Beesbury, foi morto, e começaram a fazer os preparativos para a coroação do Príncipe Aegon e de sua esposa-irmã, Helaena. No Poço dos Dragões, após Criston coroar Aegon, foi Alicent que retirou a coroa da própria cabeça e coroou sua filha, curvando-se e dizendo "minha rainha".

Após a coroação, ela se mudou para novos aposentos na Torre da Mão onde o pai residia desde que fora restaurado ao cargo no fim do reinado de Viserys. A Rainha Helaena a visitava com seus filhos todas as noites. Como a Torre da Mão era menos segura do que a Fortaleza de Maegor, foi lá que os dois agentes do Príncipe Daemon, Sangue e Queijo atacaram a família real e mataram o herdeiro do rei, Príncipe Jaehaerys.

Quando Rhaenyra tomou Porto Real, Alicent foi forçada a se render. Ela foi algemada com correntes de ouro, enquanto seu pai e os demais membros do pequeno conselho (à exceção de Sor Tyland Lannister, que foi arrastado para as masmorras para tortura já que Rhaenyra desejava saber onde ele escondera o tesouro de Viserys) tiveram as cabeças decepadas, acusados de traição. Rhaenyra poupou Alicent alegando ser em memória de seu pai e marido dela que "a amara um dia". Quando a loucura de Helaena a forçou a cometer suicídio pulando de uma janela da Fortaleza de Maegor, Alicent rasgou suas roupas e amaldiçoou a rival.

Alicent sobreviveu a Rhaenyra, mas seu filho Aegon II só viveu meio ano a mais do que a irmã após assassiná-la em Pedra do Dragão. Seus outros dois filhos já haviam morrido na guerra, assim como seu neto mais novo, o Príncipe Maelor Targaryen. Restava-lhe uma neta, Jaehaera Targaryen, que foi casada com o filho de Rhaenyra, agora Rei Aegon III, para selar a paz entre Verdes e Negros.

Fim da vida

Alicent foi aprisionada com o fim da Dança dos Dragões, e permaneceu cativa pelo resto de seus dias. Sua neta Jaehaera nunca gerou descendência de Aegon e teve o mesmo fim da mãe, caindo de uma janela da Fortaleza Vermelha. Se foi suicídio ou assassinato nunca saberemos.

A Rainha Viúva morreu em 133 d.C. por conta da Febre de Inverno.

Citações

O garoto é do próprio sangue de Alicent, ela o quer no trono.”
— Rei Viserys I Targaryen para sua Mão, Lorde Lyonel Strong, sobre a insistência dela em casar Aegon com Rhaenyra

Família

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Hightower
Desconhecido
 
Esposa
Desconhecida
 
 
 
 
 
Esposa
Desconhecida
 
Otto
 
Bryndon
 
Hobert
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Ormund
 
Esposa
Desconhecida
 
 
 
Filho(s)
Desconhecido(s)
 
Alicent
 
Viserys I
Targaryen
 
Gwayne
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Filhos
Desconhecidos
 
 
 
Aegon II
Targaryen
 
Helaena
Targaryen
 
Aemond
Targaryen
 
Daeron
Targaryen
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Jaehaerys
Targaryen
 
Jaehaera
Targaryen
 
Maelor
Targaryen