O Festim dos Corvos - Capítulo 45

De Gelo e Fogo wiki
Ir para: navegação, pesquisa


Samwell V
Capítulo de O Festim dos Corvos
O Festim dos Corvos.jpg
PDVSamwell Tarly
LocalCidadela
Página576 PT-BR Leya (Outras versões)
Cronologia dos capítulos (Todos)
Jaime VI
Cersei X ← Jaime VII → Samwell V

Sinopse

O Vento de Canela passa pelos Estreitos Redwyne em seu caminho para Vilavelha. Por duas vezes eles conseguiram passar despercebidos dos piratas, e em uma vez tiveram que afastar um dos barcos da frota de ferro antes de chegarem ao seu destino e serem submetidos a inspecções aduaneiras.

Os homens de ferro já tinham saqueado Porto Ryam e tomado Vilavinha e Porto da Estrela do Mar. Eles também invadiram vários navios nessa área. Sam descobre que até mesmo Vilavelha está em risco, até que Lord Paxter Redwyne consiga trazer sua frota de volta de Pedra do Dragão. Enquanto isso, Lorde Leyton Hightower não deixa sua torre há anos, enquanto seus filhos lutam para proteger a grande cidade. Seu filho mais novo, Sor Humfrey Hightower, navegou para as Cidades Livres para contratar mercenários ou persuadir sua meia-irmã Lynesse a emprestar-lhe alguns.

Ao se preparar para desembarcar na Cidadela, Sam pondera se seria melhor deixar Goiva em Monte Chifre visto que só lhes resta um pequeno regimento de guardas, mas no final das contas ele decide que é melhor a selvagem ficar a bordo do Vento de Canela até que ele termine sua visita.

"Além disso, se ficar muito mais tempo com Goiva, como encontrarei forças para deixá-la?"

Ao chegar à Residência do Senecal, Sam é forçado a esperar um longo tempo antes de ser atendido. Sua paciência estava quase se esgotando quando Sam é abordado por Alleras, que lhe informa que vai demorar mais alguns centavos para obter seu "ingresso de entrada". Mas quando Alleras se apresenta, Sam se surpreende ao descobrir que o garoto é chamado de "Esfinge". Samwell, então, conta a Alleras a toda história de como ele chegou Vilavelha, deixando de fora apenas os segredos que ele jurou manter - Bran Stark, Mãos Frias e outras coisas.

Depois de ouvir tudo o que aconteceu, especialmente o apelo de Meistre Aemon à Cidadela, sobre entregar um Meistre para Daenerys, Alleras o convence a esquecer o Senescal. Os arquimeistres acreditariam pouco no que Sam tem a dizer, mas há um que acreditará: Arquimeistre Marwyn.

Na Ilha dos Corvos, Sam reconhece Leo Tyrell, mas antes que muitas palavras pudessem ser trocadas, Marwyn, o Mago aparece e leva Sam e Alleras para a sua câmara.

Marwyn primeiro descreve como os valirianos utilizaram o Vidro de Dragão para vários tipos de magia, notando o interesse de Sam na vela de obsidiana. Sam, em seguida, repete o que disse para Alleras, afirmando que Meistre Aemon estava convencido de que Daenerys era a prometida da profecia, e não príncipe Rhaegar ou Stannis. O Arquimeistre Marwyn diz que profecias podem ser inconstantes e traiçoeiras, mas continua interessado. Ele deixa claro a Sam que Meistre Aemon poderia ter sido morto pelos arquimeistres se ele tivesse falado sobre esses ideias a eles. Quando Sam pergunta o por quê, Marwyn responde: "Quem vc acha que matou todos os dragões da ultima vez? Galantes matadores de dragões armados de espadas? O mundo que a Cidadela está construindo não tem lugar para feitiçaria, profecias ou velas de vidro, e muito menos para dragões. Pergunte a si mesmo por que foi deixado que Aemon Targaryen desperdiçasse a vida na Muralha, quando, por direto proprio, deveria ter sido promovido a arquimeistre. O motivo foi seu sangue. Não podiam confiar nele. Assim como não podem confiar em mim."

Comandando Alleras a cuidar de Sam, Marwyn revela o seu plano de viajar para Baía dos Escravos, como Meistre Aemon tinha pretendido. Ele tem a intenção de tomar o Vento de Canela, na esperança de chegar até Daenerys antes da "ovelha cinza" - como ele chama os outros arquimeistres. Ele aconselha Sam a trabalhar rapidamente para se tornar Meistre e o manda para uma cela, o aconselhando a nunca mencionar nada sobre profecias, dragões, ou Daenerys a ninguém na Cidadela. Marwyn afasta rapidamente, e Alleras revela a Sam que a reunião não foi acaso. O Mago sabia que Sam estava vindo, supostamente algo que viu na vela.

O noviço presente no quarto, que durante todo o tempo ajuda Sam a se instalar, finalmente divulgar seu nome: "Eu sou Pate, como o menino porco".[1]

Lista de Personagens

Aparecem:


Mencionados:


Lugares e Termos Mencionados


Notas e Referências

  1. Fica implícito que este Pate na verdade é o Alquimista, que roubou a identidade do outro Pate, como vimos no Prólogo do livro. O verdadeiro Pate, portanto, está morto.

Nota: Esta página utiliza conteúdo da A Wiki Of Ice And Fire. O conteúdo original está em Samwell V - A Feast for Crows.