Rei das Ilhas de Ferro

De Gelo e Fogo wiki
Ir para: navegação, pesquisa
A coroa de madeira trazida pelo mar, por JZee.

Rei das Ilhas de Ferro é o título dado ao monarca das Ilhas de Ferro, nos períodos históricos em que estas foram independentes. Os reis dos nascidos do ferro eram chamados também de Alto Rei, Rei das Ilhas e Rei de Ferro.[1] Enquanto a Casa Hoare governava as Ilhas de Ferro, eles expandiram seus domínios e anexaram as Terras Fluviais, se proclamando Reis das Ilhas e dos Rios.[1] Após a Conquista de Westeros por Aegon I Targaryen (que terminou na extinção da linhagem dos Hoare), os novos governantes das ilhas, os Greyjoy, se submeteram ao Trono de Ferro e abandonaram os títulos monárquicos.[2]

História

Na antiguidade, cada uma das Ilhas de Ferro eram governadas por um Rei da Rocha (que reinava sobre a terra) e um Rei do Sal (que reinava no mar, comandando os navios). Tais reis eram escolhidos nas Assembleias de Homens Livres.[3] O profeta Galon Varabranca eventualmente convocou todos os pequenos reis da Rocha e do Sal para o Monte de Nagga na Velha Wyk, onde Urras Greyiron foi escolhido como o Alto Rei das Ilhas de Ferro, o primeiro desde o Rei Cinzento, reclamando soberania sobre todos os nascidos do ferro. Quando o rei morreu, sua "coroa de madeira" foi quebrada no mar e seus sucessores, que foram sempre escolhidos na Velha Wyk, fariam sua própria coroa. De acordo com o livro Histórias dos Nascidos no Ferro, pelo arquimeistre Haereg, houve pelo menos 111 Altos Reis.[4]

Eventualmente a tradição da Assembleia de Homens Livres foi sendo deixada de lado até que o rei Urron Greyiron assassinou os outros candidatos a coroa e tornou o título de rei hereditário. Os pequenos reis da Rocha e do Sal também tiveram seus títulos removidos e eles foram rebaixados aos status de lordes. A Casa Greyiron passou os próximos mil anos governando as Ilhas,[5] utilizando o termo de "Rei das Ilhas de Ferro" e um monarca passou sempre a usar a coroa do seu predecessor (como faziam os reis no continente).[6] O governo dos Greyiron foi eventualmente derrubado quando os Ândalos cruzaram o Mar Estreito e invadiram Westeros.[5] As Ilhas de Ferro passaram a ser governadas pela Casa Hoare, que reinariam como monarcas absolutos até a Guerra da Conquista, salvo por um breve período que foram governados pelo lorde Aubrey Crakehall e as Terras Ocidentais.[7]

Durante o reinado do rei Qhored Hoare, os nascidos do ferro tomaram terras na porção ocidental de Westeros junto ao Mar Poente. Os sucessores de Qhored, contudo, foram perdendo estes territórios, cedendo o controle da Árvore, da Ilha dos Ursos e boa parte da costa oeste,[3] sofrendo derrotas pelas mãos das Casas Hightower, Gardener, Lannister e Stark, que cresciam em poder no continente.[4]

O rei Harwyn Hoare iniciou uma nova expansão dos nascidos do ferro e invadiu as Terras Fluviais, anexando o Tridente aos seus domínios, expulsando as forças do rei Arrec Durrandon da região.[3] Seu neto, o rei Harren Hoare, conhecido como O Negro, governou entre as colinas do Gargalo até a Torrente da Água Negra. Harren o Negro foi o último dos Reis das Ilhas e dos Rios. Quando Aegon o Conquistador chegou em Westeros, ele marchou para Harrenhal a frente de um exército e com o seu dragão Balerion. Harren e sua família foram queimados vivos em seu castelo, colocando um fim na linhagem dos Hoare.[8] Alguns lordes das Ilhas de Ferro reivindicaram para si o título de Reis de Ferro, mas foram esmagados pelo rei Aegon Targaryen quando ele invadiu as Ilhas de Ferro em 2 d.C.. Vickon Greyjoy foi então apontado como o novo Senhor das Ilhas de Ferro.[2]

As Ilhas foram então submetidas a três séculos de submissão ao Trono de Ferro de Porto Real, até que Balon Greyjoy lançou uma grande rebelião para tentar tornar suas ilhas independentes novamente. Ele esperava que o recém coroado Senhor dos Sete Reinos, Robert Baratheon, não conseguisse reunir tropas suficientes para derrota-lo. Apesar de sucessos iniciais importantes, como saques nas Terras Ocidentais, a frota de ferro acabou sendo estraçalhada e Pyke foi tomada por tropas leais aos Baratheons. Balon dobrou o joelho novamente e se submeteu ao Trono de Ferro mais uma vez.[2]

Uma década mais tarde, com o caos que se seguiu no começo da Guerra dos Cinco Reis, Balon se proclamou novamente Rei e buscou também anexar o Norte aos seus domínios.[9][10] Após a morte dele, seu sucessor, Euron Greyjoy, decidiu usar o título de Rei das Ilhas e do Norte, apesar da presença dos homens de ferro no norte de Westeros ser mínima após uma série de revezes militares.[11]

Referências e notas

  1. 1,0 1,1 O Mundo de Gelo e Fogo, História Antiga.
  2. 2,0 2,1 2,2 O Mundo de Gelo e Fogo, Referência errada.
  3. 3,0 3,1 3,2 A Guerra dos Tronos, Referência errada.
  4. 4,0 4,1 O Mundo de Gelo e Fogo, Referência errada.
  5. 5,0 5,1 O Festim dos Corvos, Capítulo 11, A Filha da Lula Gigante.
  6. O Mundo de Gelo e Fogo, Referência errada.
  7. O Mundo de Gelo e Fogo, Referência errada.
  8. O Mundo de Gelo e Fogo, Referência errada.
  9. A Fúria dos Reis, Capítulo 11, Theon.
  10. A Fúria dos Reis, Capítulo 24, Theon.
  11. A Dança dos Dragões, Referência errada.

Ver também