Tyland Lannister

De Gelo e Fogo wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Lannister de Rochedo Casterly.png
Tyland Lannister
Lannister de Rochedo Casterly.png
Título Sor
Mestre dos Navios
Mestre da Moeda
Mão do Rei
Lealdade Casa Lannister
Os Verdes
Nascimento Em entre 89 d.C. e 97 d.C.
Morte Em 133 d.C.[1]
Livro(s) O Mundo de Gelo e Fogo (mencionado)
The Rogue Prince (mencionado)
A Princesa e a Rainha (mencionado)

Sor Tyland Lannister foi um cavaleiro da Casa Lannister. Feito Mestre dos Navios e membro do Pequeno Conselho durante o reinado de Viserys I Targaryen, ele foi nomeado Mestre da Moeda no começo da Dança dos Dragões. Ele era o irmão gêmeo mais novo do Lorde de Rochedo Casterly, Jason Lannister.[2][3]

História

Juventude

Em 112 d.C., Sor Tyland e seu irmão gêmeo mais velho, Sor Jason, competiam pela mão de Rhaenyra Targaryen, ambos sem sucesso.[3] Algum tempo depois, Tyland foi feito Mestre de Navios pelo rei Viserys I Targaryen.[4]

A Dança dos Dragões

Enquanto o corpo do falecido rei Viserys I apodrecia na Fortaleza Vermelha, o pequeno conselho se reuniu nos aposentos da rainha-consorte Alicent Hightower. Lá aconteceram conversas demoradas e intensas a respeito da sucessão ao trono. Durante a reunião, Tyland apontou que apesar de muitos lordes terem, no passado, declarado que apoiariam o direito de sucessão da princesa Rhaenyra Targaryen, a maioria desses nobres já tinham morrido. Ele mesmo lembrou a todos que era uma criança naquela época e nunca fez tal juramento a Rhaenyra.[2]

Quando a Dança dos Dragões, a grande guerra civil Targaryen, começou, Sor Tyland apoiou a reivindicação do rei Aegon II Targaryen e foi nomeado Mestre da Moeda pela rainha-viúva Alicent Hightower. Uma vez no cargo, Tyland tentou agir rápido para garantir os recursos do tesouro real. O ouro da coroa foi divido em quatro partes. Uma parte foi confiada ao Banco de Ferro de Bravos, por segurança, outra foi mandado para Rochedo Casterly e a terceira para Vilavelha. O resto ficou na capital para os Verdes usarem para subornos, presentes e para contratar mercenários.[2]

Quando o príncipe Aemond Targaryen, agindo como Regente e Protetor do Reino, convocou os lordes leais a Aegon II e formou um conselho, ele anunciou sua intenção de dar batalha aos senhores rebeldes de Rhaenyra. Embora muitos do Conselho Verde não apoiassem essa ação agressiva, Sor Tyland o apoiou.

Quando as tropas leais a Rhaenyra tomaram Porto Real, em 130 d.C., a rainha-viúva Alicent se rendeu junto com seu pai, Sor Otto Hightower, o Lorde Jasper Wylde e Sor Tyland Lannister.

Enquanto estavam na Fortaleza Vermelha, a rainha Rhaenyra começou a recompensar seus amigos e punir severamente aqueles que seriam ao seu meio-irmão Aegon II. Sor Tyland foi preso e torturado, sendo cegado, castrado e mutilado, tudo com o intuito de fazer ele falar onde estava o dinheiro da coroa.[2] Apesar de tudo, Tyland se recusava a ceder.[4]

Após os Verdes recuperarem Porto Real, Sor Tyland foi mantido como Mestre da Moeda e foi enviado para as Cidades Livres para contratar mercenários para lutar pelo rei Aegon II.

Eventos posteriores

Após o fim da Dança e a ascensão de Aegon III Targaryen ao Trono de Ferro, um novo pequeno conselho foi formado com membros dos dois lados da guerra. Tyland foi feito Mão do Rei para o jovem Aegon III. Era esperado que ele fosse uma Mão fraca, mas Tyland desafiou as expectativas. Ele morreu de febre do inverno em 133 d.C..[1]

Referências