Wylis Manderly

De Gelo e Fogo wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Manderly.png
Wylis Manderly
Manderly.png
Wylis Manderly.jpg
Wylis, arte por sir-heartsalot ©
Título Sor
Lealdade Casa Manderly
Nascimento Em entre 252 d.C. e 263 d.C., em Porto Branco[1]
Aparece
Aparece
Mencionado
Aparece
Mencionado
Wylis Manderly, por The Mico/Тхе Мичо ©

Sor Wylis Manderly é um cavaleiro da Casa Manderly. Ele é o filho mais velho e herdeiro do Lorde Wyman de Porto Branco.[2] Wylis é casado com Leona Woolfield e tem duas filhas com ela, Wynafryd e Wylla.

Aparência e personalidade

Veja também: Imagens de Wylis Manderly

Wylis é muito gordo, careca e com um grande bigode. Ele é quieto e formal.[2]

A esposa de Wylis, Leona, é muito devota a ele.[3]

Eventos recentes

Info Aviso: Esta seção contém revelações sobre o enredo (spoilers).

A Guerra dos Tronos

Quando Robb Stark convoca seus juramentos, Sor Wylis lidera os homens de Porto Branco no lugar do pai, Lorde Wyman Manderly, que não podia mais cavalgar por causa do seu tamanho e então ficou para trás para organizar as defesas da cidade. O exército Manderly consistia de 1 500 homens (incluindo 20 cavaleiros e seus escudeiros, outros 200 soldados a cavalo, espadachins e combatentes de infantaria a pé) e marchou de Porto Branco até Fosso Cailin, onde Robb estava reunindo suas forças para avançar para o sul. Wylis é acompanhado por seu irmão mais novo, Wendel, e pela senhora Catelyn Stark, por Sor Rodrik Cassel e Sor Brynden Tully, que por sua vez estavam vindo do Vale de Arryn. Catelyn acha que ele é um dos homens mais gordos que ela já viu e sente pena do cavalo dele, mas ela ainda gosta dele.[2]

O exército nortenho então marcha para o sul e chega nas Gêmeas, onde são recebidos por Sor Stevron Frey, que convida Robb para entrar no castelo e se encontrar com Lorde Walder Frey. Os homens juramentados de Robb, não confiando em Walder, aconselham ele a não ir e Sor Wylis sugere que Lorde Walder deveria sair e se encontrar com Robb ao ar livre, a vista de todos. No fim Catelyn decide ela mesma entrar nas Gêmeas e dialogar com o Senhor da Travessia.[2]

Um acordo é firmado com os Freys e o exército nortenho atravessa as Gêmeas e se divide, com Sor Wylis marchando com lorde Roose Bolton e boa parte da infantaria, descendo pela Estrada do Rei para combater as forças do Lorde Tywin Lannister que esperava por eles nas margens do Tridente. O objetivo de Lorde Bolton é distrair as tropas Lannister por tempo suficiente para que Robb Stark, não detectado, conseguisse romper o cerco a Correrrio. A tropa nortenha sob comando de Lorde Bolton é repelida na Batalha do Ramo Verde, onde Wylis acaba sendo capturado por homens de Lorde Tywin.[4][2][5]

A Fúria dos Reis

Lorde Tywin Lannister oferece trocar Sor Wylis, mantido cativo em Harrenhal, para o seu pai, lorde Wyman, se a Casa Manderly retirasse seu apoio a Robb Stark, que havia sido coroado Rei do Norte. Wyman, contudo, mantém sua lealdade e recusa a oferta. Durante a festa da colheita em Winterfell, Wyman fala com Sor Rodrik Cassel, Meistre Luwin e Bran Stark a respeito da situação. Ele fala que não quer ver o filho Wylis definhando num lugar amaldiçoado como Harrenhal e diz que uma troca de prisioneiros pelo filho pode ser feita posteriormente. Além disso, lorde Manderly diz que Wylis não iria querer ficar de fora da guerra de qualquer maneira. Na conversa, Wyman descreveu seu filho como galante e feroz como um mastim.[6]

Em resposta a proposta de paz oferecida por Robb Stark via Cleos Frey, Tyrion Lannister oferece trocar Wylis e Harrion Karstark pelo jovem Willem Lannister num troca de prisioneiros.[7]

Enquanto em Harrenhal, os prisioneiros feitos na batalha do Ramo Verde são guardados na Torre do Terror. Wylis e alguns outros ganham permissão para procurar comida pelo castelo.[4]

Harrenhal acaba sendo conquistado por soldados de lorde Roose Bolton após o grupo mercenário Bravos Companheiros trocarem de lado quando Tywin parte do castelo.[8] Wylis é libertado e permanece com a tropa de Roose.[9]

A Tormenta de Espadas

Wylis permanece com o lorde Roose Bolton e suas tropas quando eles deixam Harrenhal. Eles se movimento para o Norte indo pelo Tridente para atravessar Vau Rubi e se encontrar com os homens de Robb Stark nas Gêmeas para o casamento de Edmure Tully com Roslin Frey.

Quando o exército de Roose chega no rio, ele ordena que seus homens atravessem usando pequenos barcos. Wylis e os cavaleiros de Porto Branco protegiam a retaguarda. Quando dois-terços da tropa nortenha atravessou, os homens da Casas Locke, Norrey e Burley são de repente atacados por forças Lannister e são destroçados na Batalha do Vau Rubi. Wylis tentou reagrupar seus homens da melhor forma possível, mas ele foi surpreendido por centenas de cavaleiros sob a liderança de Sor Gregor Clegane, que força os nortenhos a recuar em direção ao rio. Muitos se afogam ou são mortos na luta, com vários fugindo ou são capturados, incluindo Wylis.[10][9]

Durante o encontro com Robb Stark nas Gêmeas, Lorde Bolton diz que ele não tinha teve como ajudar os homens na margem sul do rio.[9] Roose e lorde Walder Frey então trai o rei Robb durante o Casamento Vermelho.[11] O Lorde Roose havia, algum tempo antes, feito um acordo secreto com Tywin Lannister e Walder para matar Robb.[12] Roose planejou enfraquecer as tropas fiéis ao Rei do Norte e acabou por, propositalmente, atrasar suas tropas, deixando assim Wylis e seus homens expostos no Tridente para que fossem atacados pelos Lannisters.

O Festim dos Corvos

O Trono de Ferro negociou com o Lorde Wyman Manderly sobre trazer Porto Branco a paz do rei atrás do novo Protetor do Norte, o lorde Roose Bolton. Wyman sugere que ele vai casar suas duas netas com membros da Casa Frey e abrir os seus portos para os navios Lannister, mas apenas se Wylis for solto são e salvo. O Pequeno Conselho e a rainha regente Cersei Lannister exige que Lorde Wyman execute Davos Seaworth, um prisioneiro em Porto Branco, como um gesto de boa vontade.[13] Apesar das testemunhas Frey informarem ao Grande Meistre Pycelle que Wyman de fato houvesse executado Davos,[14] Cersei parece não ter certeza se Wylis ainda está vivo como prisioneiro em Harrenhal.[15]

Quando Cersei manda seu irmão, Sor Jaime Lannister, encerrar o Cerco de Correrrio, ela ordena que ele vá até Harrenhal e pegue Wylis vivo.[15]

Quando Jaime chega em Harrenhal, ele é informado que Vargo Hoat, líder dos Bravos Companheiros e o homem que controlava Harrenhal, foi assassinado por Gregor Clegane e sua carne foi servida para Wylis e outros prisioneiros. Wylis ainda esta vivo e é entregue para Jaime. Ele esta visivelmente quebrado psicologicamente. Sor Jaime informa Wylis que ele o escoltará até Lagoa da Donzela e de lá ele irá de barco até Porto Branco. Ao ouvir isso ele cai em lágrimas. São necessários quatro homens para levanta-lo.[15]

Jaime manda Wylis para Lagoa da Donzela com um grupo de outros prisioneiros. Eles são escoltados por Sor Ronnet Connington e seus homens.[16][17]

A Dança dos Dragões

Após chegar em Porto Branco, Davos Seaworth, que esta na cidade para negociar um acordo entre a Casa Manderly e Stannis Baratheon, descobre que os Lannisters ainda mantém Wylis como prisioneiro. Davos vê isso com maus olhos, pois o fato do Trono de Ferro ainda manter Wylis como refém pode tornar Lorde Wyman menos suscetível nas negociações.[18] Lorde Wyman repudia Davos e é extremamente hostil a ele. A esposa de Wylis, Leona, o acusa de querer instigar mais traição, embora Davos perceba que ela esta agindo puramente por medo pelo marido. Na presença da comitiva Frey, liderada por Rhaegar, Jared e Symond Frey, Wyman ordena que Davos seja preso e executado.[19]

Quando Wylis finalmente chega em Porto Branco, seu pai lhe dá uma festa no Castelo Novo. Durante a festa, Wyman finge ir ao banheiro para se encontrar com Davos para informa-lo que ele não iria morrer. O lorde Wyman informa que ele tinha recebido uma carta de Tywin Lannister, dizendo que uma das condições para que Sor Wylis fosse solto, o Lorde Manderly deveria jurar lealdade ao Trono de Ferro e ao novo Protetor do Norte, Lorde Roose Bolton. Se Wyman se recusasse, Wylis seria executado e Porto Branco destruída pelos Lannisters. Wyman explica que ele falsificou a execução de Davos, matando outro prisioneiro em seu lugar, para garantir que Wylis fosse solto.[3]

Em Winterfell, no casamento de Ramsay Bolton e "Arya Stark" (que na verdade é Jeyne Poole), Hosteen Frey questiona Wyman sobre o desaparecimento de três Freys em sua comitiva, sugerindo que os Manderlys os executaram. Lorde Wyman repudia isso e afirma que os três Freys eram seus convidados e que eles haviam levado seu filho e herdeiro para casa. Wyman ainda diz que os Freys meramente entregaram os ossos do seu filho morto, Wendel, após o Casamento Vermelho, mas sim Lorde Tywin Lannister que realmente retornou Wylis são e salvo para casa.[20]

Info Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo (spoilers).

Família

 
 
 
 
 
Wyman
 
 
 
 
{Halys
Hornwood}
 
{Donella}
 
Ramsay Snow
 
 
Marlon
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Wylis
 
Leona Woolfield
 
{Wendel}
 
 
{Daryn Hornwood}
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Wynafryd
 
Wylla
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Referências