Ações

A Dança dos Dragões - Capítulo 11

Revisão de 00h54min de 9 de dezembro de 2018 por LPrati (discussão | contribs)
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Daenerys II
Capítulo de A Dança dos Dragões
A Dança dos Dragões.jpg
PDVDaenerys Targaryen
LocalMeereen, Essos
Página132-142 PT-BR Leya (Outras versões)
Cena. (Série HBO)
Cronologia dos capítulos (Todos)
Daenerys I
Jon III ← Daenerys II → Fedor I

Daenerys III

Dany lida com a situação de Meereen e recebe aparições de Quaithe.

Resumo

Homens de Daenerys continuam a ser assassinados pelos Filhos da Harpia nas ruas de Meereen. Desta vez, eles planejaram um ataque aos Imaculados totalmente armados e em pares. Nove pessoas morreram, incluindo um dos irmãos de Missandei, chamado Mossador. Mais uma vez, Daenerys ordena uma investigação, permitindo que Skahaz mo Kandaq torture um vendedor de vinhos, e acaba descobrindo que três de seus homens libertos estavam entre os mortos.

Furiosa, Dany ordena que os Imaculados patrulhem apenas na região das muralhas da cidade, e impõe um imposto de sangue para grandes famílias de Meereen, para financiar uma nova força mista de libertos e cabeças-raspadas, para patrulhar as ruas da cidade sob o controle de Skahaz. Com isso, as famílias de Zhak e Merreq se preparam para deixar a cidade; a rainha então ordena que sua riqueza permaneça na cidade, assim como alguns de seus filhos sob sua custódia.

"Escute-me, Daenerys...", por Sara Bindle © FFG.

Naquela noite, Dany oferece Missandei a oportunidade de voltar a Naath, mas a menina se sente mais segura com ela. Depois ela se perde nos pensamentos em Daario Naharis, esperando que o mercenário permaneça leal a ela. Dany então vai tomar um banho em seu terraço, e é surpreendida pela voz de Quaithe:

"Escute-me, Daenerys Targaryen. As velas de vidro estão queimando. Logo virá a égua descorada, e depois dela os outros. A lula e chama negra, leão e grifo, o filho do sol e dragão do pantomimeiro. Não confie em nenhum deles. Lembre-se dos Imortais. Cuidado com o senescal perfumado."

Depois de pedir a ela para lembrar-se de quem é, Quaithe desaparece.

Quando o sol nasce, Dany quebra o jejum e se prepara para mais um tribunal.

Na corte, ela olha com desconfiança para Reznak mo Reznak - ele poderia ser um traidor de quem Quaithe falou? Hizdahr zo Loraq implora pela sétima vez para a reabertura das arenas de luta, desta vez ardilosamente apresentando ex-combatentes que voluntariamente pedem para serem colocados de volta ao combate. Ela promete considerar tudo o que eles disseram, e em seguida, encerra a sessão.

Momentos depois, Barristan Selmy conta pra ela como ele escapou de Porto Real e dos guardas de Joffrey, e defende Eddard Stark quando Daenerys com ódio o chama Ned de traidor. Barristan revela que o Stark argumentou contra matá-la durante uma reunião no pequeno conselho. Dany então pede para ver os seus dragões: Rhaegal e Viserion foram acorrentados em um fosso desde o assassinato da menina Hazzea, mas Drogon ninguém conseguiu domar, e foi visto pela última vez voando para o norte para o Mar Dothraki.

Links externos

Sobre a página

Esta página utiliza conteúdo baseado em A Dance with Dragons-Chapter 11, um artigo de A Wiki Of Ice And Fire.