Ações

Mudanças entre as edições de "Batalha do Tridente"

m (Batalha)
 
Linha 72: Linha 72:
 
==Consequências==  
 
==Consequências==  
 
A vitória foi decisiva na guerra. O caminho até [[Porto Real]] estava agora livre para os rebeldes, e a única força significativa leal aos [[Targaryen]] encontrava-se [[Cerco de Ponta Tempestade|cercando Ponta Tempestade]], liderada pelo Lorde [[Mace Tyrell]]. Os rebeldes também descobriram que forças [[Lannister]] estavam movendo-se rapidamente em direção à capital. [[Robert Baratheon|Robert]] havia sido ferido durante a batalha, então [[Eddard Stark]] liderou o exército rebelde pela [[Estrada do Rei]], correndo para alcançar [[Porto Real]] antes dos Lannister. {{ref|agot|12}}
 
A vitória foi decisiva na guerra. O caminho até [[Porto Real]] estava agora livre para os rebeldes, e a única força significativa leal aos [[Targaryen]] encontrava-se [[Cerco de Ponta Tempestade|cercando Ponta Tempestade]], liderada pelo Lorde [[Mace Tyrell]]. Os rebeldes também descobriram que forças [[Lannister]] estavam movendo-se rapidamente em direção à capital. [[Robert Baratheon|Robert]] havia sido ferido durante a batalha, então [[Eddard Stark]] liderou o exército rebelde pela [[Estrada do Rei]], correndo para alcançar [[Porto Real]] antes dos Lannister. {{ref|agot|12}}
 
Sor [[Barristan Selmy|Barristan]] estava próximo da morte quando levado até [[Robert Baratheon|Robert]]. Apesar de [[Roose Bolton]] ter aconselhado a matar o cavaleiro, [[Robert Baratheon|Robert]] poupou sua vida e mandou seu próprio [[meistre]] cuidar de suas feridas. {{ref|agot|33}}
 
  
 
==Sobre a página==
 
==Sobre a página==

Edição atual tal como às 22h27min de 8 de julho de 2019

Batalha do Tridente
Battle of the Trident Robert Rhaegar by Mike S Miller.jpg

Robert e Rhaegar se enfrentam no Vau Rubi, por Mike S Miller ©
Conflito Rebelião de Robert
Data 283 d.C.
Local Vau Rubi, no Ramo Verde do Tridente
Resultado Vitória rebelde
Beligerantes
Exército Rebelde Exército Lealista Targaryen
Comandantes
Lorde Robert Baratheon
Lorde Eddard Stark
Lorde Hoster Tully
Lorde Jon Arryn
Príncipe Rhaegar Targaryen
Príncipe Lewyn Martell
Sor Barristan Selmy
Sor Jonothor Darry
Forças
~ 35 000 soldados + 40 000 soldados
Baixas
Desconhecidas Desconhecidas, mas maiores que as dos rebeldes

A Batalha do Tridente foi o confronto decisivo da Rebelião de Robert. A batalha foi travada entre os exércitos rebelde e real no Ramo Verde do Tridente, sobre o que posteriormente ficaria conhecido como o Vau Rubi. Terminou com a vitória dos rebeldes.

Contexto

Após a derrota em Septo de Pedra, o Rei Aerys II finalmente percebeu que a rebelião era uma grande ameaça aos Targaryen, talvez a maior que sua dinastia enfrentaria desde Daemon Blackfyre. As forças rebeldes reuniam-se na margem leste do Ramo Verde, e os Baratheon haviam se juntado com os Stark, Tully e Arryn, com força suficiente para ameaçar Porto Real. Comandados por Robert Baratheon, marcharam para o sul pela Estrada do Rei em direção à principal travessia do Tridente.

Neste momento, o Príncipe da Pedra do Dragão Rhaegar Targaryen havia reaparecido para comandar o exército real. O Rei Aerys, sem escrúpulos, havia lembrado os Martell que a Princesa Elia estava em seu poder, e enviou o tio dela, Príncipe Lewyn Martell da Guarda Real, para comandar dez mil dorneses, e os reuniu ao exército de Rhaegar. Ao mesmo tempo, Sor Barristan Selmy e Sor Jonothor Darry foram enviados para reunir as forças dispersadas do Lorde Jon Connington, e juntá-las ao exército. Rhaegar, ainda, convenceu seu pai a pedir ajuda ao Lorde Tywin Lannister.

Apesar de um exército e esquadra significativos, comandados pelos Lordes leais Mace Tyrell e Paxter Redwyne, estarem cercando Ponta Tempestade, poucos homens da Campina foram mandados ao norte para lutar. O exército real, comandado por Rhaegar, de quase 40 mil homens, marchou pela Estrada do Rei até a travessia sobre o Tridente, já que provavelmente os rebeldes planejavam tomar esta rota.

Combatentes

Exército Rebelde

Consistia de:

Total: Aproximadamente trinta e cinco mil.

Exército Real

Consistia de:

Total: Aproximadamente quarenta mil.

Dizia-se que o exército real era maior, porém os rebeldes tinham mais experiência em batalha. Dos quarenta mil, um décimo eram cavaleiros; o resto compunha-se de arqueiros, cavaleiros livres e soldados a pé. A infantaria consistia de lanceiros e piqueiros. [2]

Batalha

Rhaegar e Robert, por M. Luisa Giliberti ©

A batalha ocorreu no cruzamento do rio Tridente, na parte que ficaria conhecida como vau rubi,[3] com Rhaegar tomando a iniciativa e tentando cruzar o rio.[4] Robert Baratheon usou sua voz forte para comandar suas forças à luta.[5]

Os dorneses, sob comando do príncipe Lewyn Martell, ameaçaram o flanco esquerdo de Robert. Sor Lyn Corbray, pegando a espada ancestral de sua Casa das mãos do seu pai ferido, liderou suas tropas avante e esmagou os dorneses. Durante o ataque, Lyn matou o ferido Lewyn.[6] Enquanto isso, em outro lugar na batalha, Sor Barristan Selmy matava vários homens[7] e lorde Jason Mallister matou ao menos três juramentados de Rhaegar Targaryen.[8]

Muitos lordes e cavaleiros perderam suas vidas ou fizeram seus nomes na luta, mas a batalha foi decidida quando Robert e Rhaegar se enfrentaram, em combate individual, em seus cavalos, sobre a parte rasa do rio. Robert eventualmente matou Rhaegar com uma paulada firme do seu pesado martelo de guerra, acertando o peito do seu adversário. A pancada foi tão violenta que os rubis que adornavam a armadura de Rhaegar se espalharam por todo o rio, o que deu o nome de "vau rubi" a aquela região.[3] Com seu líder morto, o exército lealista quebrou e fugiu,[2] com muitos se dispersando de volta para Porto Real.[9]

Sor Barristan havia sido ferido no combate e estava perto da morte. Ele foi levado a Robert e lorde Roose Bolton o aconselhou a mata-lo, mas Robert decidiu poupar a vida de Barristan e mandou seu próprio meistre para tratar dos seus ferimentos.[7] Lorde Wyman Manderly concedeu a Toca do Lobo para Sor Bartimus como recompensa por ele ter salvado sua vida durante a batalha.[10] Ambos os filhos de Mors "Papa-corvos" Umber foram mortos no Tridente[11] e lorde Grandison faleceu devido a ferimentos recebidos durante o combate.[12] O filho do lorde Goodbrook fez as pazes com Hoster Tully e Robert, passando para o lado dos rebeldes.[13]

Baixas notáveis

Consequências

A vitória foi decisiva na guerra. O caminho até Porto Real estava agora livre para os rebeldes, e a única força significativa leal aos Targaryen encontrava-se cercando Ponta Tempestade, liderada pelo Lorde Mace Tyrell. Os rebeldes também descobriram que forças Lannister estavam movendo-se rapidamente em direção à capital. Robert havia sido ferido durante a batalha, então Eddard Stark liderou o exército rebelde pela Estrada do Rei, correndo para alcançar Porto Real antes dos Lannister. [9]

Sobre a página

Esta página utiliza conteúdo baseado em Battle of the Trident, um artigo de A Wiki Of Ice And Fire.

Referências