Ações

Mudanças entre as edições de "Cavalo"

 
Linha 11: Linha 11:
 
===Classificação por raça e uso===
 
===Classificação por raça e uso===
 
*Os corcéis são animais altos, fortes e esplêndidos, geralmente espirituosos. Corcéis dão ao [[cavaleiro]] um ar majestoso em [[torneio]]s. Eles normalmente são o tipo mais valioso de cavalo, sendo bem criados e altamente treinados, mas muito caros. {{Ref | ADWD | 9}} Corcéis podem afundar na neve. {{Ref | ADWD | 41}}
 
*Os corcéis são animais altos, fortes e esplêndidos, geralmente espirituosos. Corcéis dão ao [[cavaleiro]] um ar majestoso em [[torneio]]s. Eles normalmente são o tipo mais valioso de cavalo, sendo bem criados e altamente treinados, mas muito caros. {{Ref | ADWD | 9}} Corcéis podem afundar na neve. {{Ref | ADWD | 41}}
*Os corsários são menores que os corcéis, mas são mais rápidos, aptos para a guerra e para a caça. {{Ref | ASOS | 47}} Os cavalos de batalha são geralmente coringas, embora em raras ocasiões possam ser corcundas.<ref name="date">[[Beric Dondarrion]] menciona "Muitos dos meus homens andam em ronceiros, cavalos de tração e mulas contra inimigos montados em coringas e destriers. " ('' [[A Storm of Swords]] ', [[A Tempestade de Espadas - Capítulo 39 | Arya VII]])}} </ref> São a montaria esperada para cavaleiros e nobreza quando eles se encontram em situações de combate ou justa.
+
*Os corsários são menores que os corcéis, mas são mais rápidos, aptos para a guerra e para a caça. {{Ref | ASOS | 47}} Os cavalos de batalha são geralmente coringas, embora em raras ocasiões possam ser corcundas.<ref name="date">[[Beric Dondarrion]] menciona "Muitos dos meus homens andam em ronceiros, cavalos de tração e mulas contra inimigos montados em coringas e destriers. " (''[[A Tormenta de Espadas]] ', [[A Tormenta de Espadas - Capítulo 39 | Arya VII]])}} </ref> São a montaria esperada para cavaleiros e nobreza quando eles se encontram em situações de combate ou justa.
 
*Cavalos grandes são cavalos de guerra usados em campanhas {{ref|ASOS|38}} e em [[torneio]]s.{{ref|AGOT|30}}{{ref|ACOK|2}} Alguns nobres da [[Baía dos Escravos]] montam cavalos grandes.{{ref|ASOS|57}}
 
*Cavalos grandes são cavalos de guerra usados em campanhas {{ref|ASOS|38}} e em [[torneio]]s.{{ref|AGOT|30}}{{ref|ACOK|2}} Alguns nobres da [[Baía dos Escravos]] montam cavalos grandes.{{ref|ASOS|57}}
 
*Palafréns têm uma capacidade de deslocamento que os torna uma montaria mais confortável para longas jornadas de viagem. Um palafrém bem criado pode ser tão caro quanto um corcel. Mesmo a realeza e a alta nobreza são frequentemente vistas cavalgando palafréns,{{Ref|aCoK|17}}{{Ref|aCoK|31}}{{Ref|aCoK|41}} embora eles não sejam feitos para combate ou justa.
 
*Palafréns têm uma capacidade de deslocamento que os torna uma montaria mais confortável para longas jornadas de viagem. Um palafrém bem criado pode ser tão caro quanto um corcel. Mesmo a realeza e a alta nobreza são frequentemente vistas cavalgando palafréns,{{Ref|aCoK|17}}{{Ref|aCoK|31}}{{Ref|aCoK|41}} embora eles não sejam feitos para combate ou justa.

Edição atual tal como às 02h55min de 1 de julho de 2019

Um cavaleiro da Casa Manderly monta seu magnífico cavalo de guerra. © Fantasy Flight Games
Cavaleiro das Flores montando uma égua. © Fantasy Flight Games
Um guerreiro ândalo por Carolina Eade © Fantasy Flight Games
Corcel de Jardim de Cima por Storn Cook © Fantasy Flight Games
Um garrano das Ilhas de Ferro por Zach Graves © Fantasy Flight Games
Um estandarte do norte por Dimitri Bielak © Fantasy Flight Games

Cavalos são mamíferos de quatro patas do mundo conhecido. Eles são usados para transporte, em combate, como um recurso patrimonial e como um símbolo de status. Em As Crônicas de Gelo e Fogo, temos diversos tipos de cavalos, e sua classificação por raça e uso.

Tipos de cavalo

Classificação por raça e uso

  • Os corcéis são animais altos, fortes e esplêndidos, geralmente espirituosos. Corcéis dão ao cavaleiro um ar majestoso em torneios. Eles normalmente são o tipo mais valioso de cavalo, sendo bem criados e altamente treinados, mas muito caros. [1] Corcéis podem afundar na neve. [2]
  • Os corsários são menores que os corcéis, mas são mais rápidos, aptos para a guerra e para a caça. [3] Os cavalos de batalha são geralmente coringas, embora em raras ocasiões possam ser corcundas.[4] São a montaria esperada para cavaleiros e nobreza quando eles se encontram em situações de combate ou justa.
  • Cavalos grandes são cavalos de guerra usados em campanhas [5] e em torneios.[6][7] Alguns nobres da Baía dos Escravos montam cavalos grandes.[8]
  • Palafréns têm uma capacidade de deslocamento que os torna uma montaria mais confortável para longas jornadas de viagem. Um palafrém bem criado pode ser tão caro quanto um corcel. Mesmo a realeza e a alta nobreza são frequentemente vistas cavalgando palafréns,[9][10][11] embora eles não sejam feitos para combate ou justa.
  • Garranos são a única escolha razoável de cavalo além da Muralha. Tanto a Patrulha da Noite quanto o povo livre os utilizam em números consideráveis, tanto para andar e transportar carga. Entre os cavalos, garranos são notáveis por sua capacidade de lidar com terrenos irregulares e temperaturas frias. Sob o frio extremo, eles se saem melhor do que os palafréns e muito melhor do que os corcéis, que têm demandas alimentares consideravelmente maiores e não são particularmente capazes de lidar com a neve.[12][13][14]
  • Cavalos ronceiros são cavalos fortes e capazes, sem criação particular. Apesar dos ronceiros serem cavalos de guerra capazes, são relegados aos cavaleiros andantes, escudeiros e homens de armas não-cavaleiros. Ronceiros são comuns como montaria e também podem ser usados como animais de carga.[4]
  • Corcéis de areia são comuns em Dorne. Eles são menores do que os cavalos de guerra normais e não podem suportar o peso da armadura que um cavalo de guerra geralmente usa. Eles são capazes de correr por um dia e meio antes de se cansarem.[5]
  • Castrados são cavalos inferiores.[15]
  • Zebralo é um feroz cavalo híbrido, sua cor é listrada preto e branco, e tem origem em Essos.[6]
  • Pôneis são perceptivelmente pequenos mesmo quando totalmente crescidos. Eles são úteis para a condução de cartas, para transportar cargas e montarias para pequenos passageiros.[16]
  • Mulas são os descendentes de um burro macho e um cavalo fêmea. Elas geralmente são inférteis, embora seja possível que as mulas fêmeas se reproduzam. Mulas são valorizadas por sua resistência e versatilidade para tarefas não relacionadas a combate. As mulas são excelentes animais de trabalho e podem ser montadas, embora não sejam destinadas a combate.[4]
  • Cavalos de tração, também chamados de cavalos de arado, são cavalos fortes destinados a tarefas pesadas. Eles não são necessariamente impróprios para a montaria, embora não sejam a melhor escolha para situações de combate.[17]

Por capacidade de reprodução

  • Um castrado malhado é um cavalo castrado de qualquer raça ou ocupação. A castração é útil para tornar o cavalo menos hormonal e supostamente mais fácil de lidar.
  • Uma égua é uma fêmea de qualquer raça ou ocupação. Uma jovem égua é conhecida como potra.
  • Um garanhão é um cavalo não-castrado de qualquer raça ou ocupação. A presença de testosterona pode tornar os garanhões mais impressionantes fisicamente do que as éguas ou castrados comparáveis, mas também torna seu comportamento mais agressivo.

Cultura

Dothraki por Rene Aigner ©

Cavalos são altamente valorizados pela maioria das culturas em Westeros eEssos.

Westeros

Nos Sete Reinos, espera-se que um cavaleiro seja capaz de comprar armadura e um cavalo de guerra.[18]

Norte

Enquanto a cavalaria nortenha monta corcéis de batalha, os clãs das montanhas preferem garranos.[12][13]

Além da Muralha

A Patrulha da Noite e o povo livre empregam garranos além da Muralha.[19][20][21] Alguns cavaleiros montam corcéis de batalha, embora a maioria dos patrulheiros prefira garranos.[22]

Dorne

Dorne é famosa pelos seus valorosos corcéis de areia, cavalos bonitos e estimados.[5]

Essos

Arqueiros a cavalo são mais comuns em Essos do que em Westeros.[23]

Qohor

O povo de Qohor sacrifica cavalos, bois e bezerros ao Cabra Negra.[24]

Volantis

Carruagens Volantinos são puxadas por equipes de quatro cavalos.[25]

Dothraki

Os Dothraki medem a riqueza em grande parte pela posse de cavalos e passam a maior parte de suas vidas montando-os. O cavalo está no coração da vida dos Dothraki, que às vezes são chamados de "senhores de cavalos". Para os Dothraki, o cavalo é uma montaria e uma inspiração para todo o trabalho. Eles adoram um deus cavalo. [26]

O estilo de vida nômade, assim como muitos tabus culturais, estão diretamente associados ao cavalo. Os Dothraki temem o oceano, pois seus cavalos não podem beber água salgada.[27] Pessoas incapazes de cavalgar são menosprezadas na cultura dothraki, e a capacidade de cavalgar está associada ao prestígio social.[26]

Com a morte de um Dothraki, seu cavalo é abatido e depois sacrificado na pira funerária de seu mestre.[28] Os Dothraki consomem quase exclusivamente carne de cavalo, e eles a preferem em detrimento de carne bovina e suína,[29]. Eles atribuem muitas propriedades à carne de cavalo, especialmente para mulheres grávidas. Eles bebem uma bebida de baixo teor alcoólico derivada do leite de égua fermentada.[30] Os Dothraki consideram os barcos como cavalos de madeira.[27]

História

Na antiguidade, as pradarias de Essos eram ditas ser populadas por centauros.[31] Os Sarnori usavam carros puxados por cavalos sanguinolentos, mas eles foram derrotados pelo Dothraki.[31]

Cavalos foram trazidos pela primeira vez para Westeros pelos Primeiros Homens, que viajaram através do Braço de Dorne.[32] Os Primeiros Homens usaram cavalos, armas de bronze e armaduras contra os filhos da floresta.[33] De acordo com a Velha Ama, os Outros cavalgaram cavalos mortos e pálidos durante a Longa Noite.[34]

Citações

Alguns cavaleiros nunca dão nomes para seus cavalos. Desse jeito, quando os animais morrem em batalha, o pesar não é tão difícil de suportar. Sempre há mais cavalos por aí, mas é difícil perder um amigo fiel.[35]
Duncan o Alto para Aegon Targaryen.
Garanhões eram treinados para dar coices e morder. Em uma batalha eles eram armas, como os homens que os montavam.[36]
— pensamentos de Brienne de Tarth.

Veja também

Sobre a página

Esta página utiliza conteúdo baseado em Horse, um artigo de A Wiki Of Ice And Fire.

Referências

  1. A Dança dos Dragões, Capítulo 9, Davos.
  2. A Dança dos Dragões, Capítulo 41, O Vira-casaca.
  3. A Tormenta de Espadas, Capítulo 47, Arya.
  4. 4,0 4,1 4,2 Beric Dondarrion menciona "Muitos dos meus homens andam em ronceiros, cavalos de tração e mulas contra inimigos montados em coringas e destriers. " (A Tormenta de Espadas ', Arya VII)}}
  5. 5,0 5,1 5,2 A Tormenta de Espadas, Capítulo 38, Tyrion.
  6. 6,0 6,1 A Guerra dos Tronos, Capítulo 30, Eddard.
  7. A Fúria dos Reis, Capítulo 2, Sansa.
  8. A Tormenta de Espadas, Capítulo 57, Daenerys.
  9. A Fúria dos Reis, Capítulo 17, Tyrion.
  10. A Fúria dos Reis, Capítulo 31, Catelyn.
  11. A Fúria dos Reis, Capítulo 41, Tyrion.
  12. 12,0 12,1 A Dança dos Dragões, Capítulo 41, O Vira-casaca.
  13. 13,0 13,1 A Dança dos Dragões, Capítulo 42, O Prêmio do Rei.
  14. A Dança dos Dragões, Capítulo 62, O Sacrifício.
  15. O Cavaleiro dos Sete Reinos, O Cavaleiro Andante.
  16. A Guerra dos Tronos, Capítulo 1, Bran.
  17. A Tormenta de Espadas, Capítulo 11, Jaime.
  18. So Spake Martin: Some Info About Knighthood, July 30, 1999
  19. A Fúria dos Reis, Capítulo 68, Jon.
  20. O Festim dos Corvos, Capítulo 5, Samwell.
  21. A Dança dos Dragões, Capítulo 58, Jon.
  22. A Guerra dos Tronos, Prólogo.
  23. So Spake Martin: Military Questions, June 21, 2001
  24. O Mundo de Gelo e Fogo, Além do Reino do Pôr do Sol: As Cidades Livres, Qohor.
  25. O Mundo de Gelo e Fogo, Além do Reino do Pôr do Sol: As Cidades Livres, Volantis.
  26. 26,0 26,1 A Guerra dos Tronos, Capítulo 68, Daenerys.
  27. 27,0 27,1 A Guerra dos Tronos, Capítulo 54, Daenerys.
  28. A Guerra dos Tronos, Capítulo 64, Daenerys.
  29. A Guerra dos Tronos, Capítulo 31, Tyrion.
  30. A Guerra dos Tronos, Capítulo 46, Daenerys.
  31. 31,0 31,1 O Mundo de Gelo e Fogo, Além do Reino do Pôr do Sol: Além das Cidades Livres, As Pradarias.
  32. A Guerra dos Tronos, Capítulo 66, Bran.
  33. O Mundo de Gelo e Fogo, Os Sete Reinos: Dorne, A Ruptura.
  34. A Guerra dos Tronos, Capítulo 24, Bran.
  35. O Cavaleiro dos Sete Reinos, A Espada Juramentada.
  36. O Festim dos Corvos, Capítulo 31, Brienne.

Links externos