Abrir menu principal

 

O Grande Império da Aurora foi um reino mítico que dominou toda a área entre as Montanhas Ossos e o Deserto Cinzento, do Mar Tremente ao Mar de Jade, incluindo ainda a ilha de Leng, sendo o predecessor do Império Dourado de Yi Ti.

Ascensão e queda

De acordo com as lendas, o governante do Primeiro Império Dourado foi Deuz-na-Terra, o único filho do Leão da Noite e da Donzela-Feita-de-Luz, que viajava por seus domínios em um palanquim entalhado em uma única pérola e carregado por cem rainhas, suas esposas. Ele governou por dez mil anos, até que ascendeu para as estrelas para se juntar a seus antepassados no além. Seus domínios então passaram para seu filho mais velho, o Imperador de Pérola, que governaria por mil anos. O poder passou então de forma sucessório para Imperador de Jade, o Imperador Turmalina, o Imperador de Ônix, o Imperador de Topázio e o Imperador de Opala. Cada reinado que se sucedeu foi mais curto que o outro e cada monarca enfrentou mais problemas que seu antecessor, pois os homens selvagens e as bestas da terra pressionavam as fronteiras do Império, com reis menores ficando mais orgulhosos e rebeldes, e o povo comum se entregando mais aos pecados, como avareza, inveja, luxúria, incesto e assassinatos.[1]

Quando a filha do Imperador de Opala ascendeu ao trono como a Imperatriz de Ametista, seu irmão invejoso a derrubou e se proclamou o Imperador da Pedra de Sangue, governando pelo terror e escravidão, onde ele praticou artes obscuras e necromancia, tomando uma mulher-tigre como noiva, se banqueteando com carne humana e descartando os deuses Yi Ti par a idolatrar uma pedra negra que caíra do céu. Essa Traição de Sangue, como é conhecida nos anais de Mais a Leste, foi o que teria inaugurado uma era de escuridão chamada de Longa Noite, com a Donzela-Feita-de-Luz dando as costas ao mundo, enquanto o Leão da Noite veio para punir a fraqueza dos homens. A escuridão acabou quando um grande guerreiro se levantou e liderou os virtuosos para a batalha portando sua famosa espada Luminífera. A luz foi então restaurada, mas o Grande Império nunca mais foi restaurado, com o mundo restaurado se tornando um lugar onde cada tribo seguia seu caminho, com medo de todas as outras, com guerra, luxúria e morte prevalecendo.[1]

Legado

Acredita-se que os Cinco Fortes foram construídos sob comando do Imperador de Jade.[1]

Referências

  1. 1,0 1,1 1,2 O Mundo de Gelo e Fogo, Além do Reino do Pôr do Sol: Os Ossos e Além, Yi Ti.