Berrante de Joramun

De Gelo e Fogo wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Joramun, herói lendário retratado no vídeo de História e Tradição sobre a Patrulha da Noite da HBO.
Para teorias sobre o berrante, visite Berrante do Inverno/Teorias

O Berrante de Inverno, também conhecido como o Berrante de Joramun, é um chifre lendário com propriedades mágicas. Ele supostamente foi soprada por Joramun, um dos selvagens Rei-Para-Lá-da-Muralha. Quando ele tocou, "acordou os gigantes da terra." [1] Atualmente, é alegado que se o corvo for soprando, derrubará a Muralha. [2] Mance Rayder afirma ter encontrado o Berrante de Joramun em uma sepultura abaixo de uma geleira, no alto das Presas de Gelo. [3]


Aparência

O berrante que Mance Rayder chama de Berrante de Joramun tem dois metros e meio, aproximadamente. Tem um bocal tão largo que Jon Snow conseguiria colocar os braços até a altura do cotovelo. [4] Sua cor é preta [3] com anéis dourados que possuem runas antigas dos Primeiros Homens gravadas. À primeira vista Jon acha que os anéis são bronze, mas quando ele se aproxima, ele percebe que são feitas de ouro, "ouro velho, mais marrom do que o amarelo . [4] É dito ter mil anos. [3]

Não se sabe do que o chifre é feito. Jon Snow acha que, se veio de um auroque, é um dos maiores auroques que já viveu. [4]

Eventos Recentes

A Tormenta de Espadas

Mance Rayder inicialmente alegou ter aberto cinquenta sepulturas em busca do corno, mas não conseguiu encontrá-lo. No entanto, quando Jon Snow retornou do acampamento selvagem, dessa vez como irmão da Patrulha da Noite, Mance apresentou o que ele disse ser o Berrante, contando a Jon sobre seus planos de soprá-lo se os selvagens não conseguissem tomar a Muralha. [4]

Quando Jon pergunta por que eles não usaram o berrante, soprá-lo e acabar com tudo de uma vez. Isto é Dalla quem responde,

“Nós do povo livre sabemos de coisas que aqueles que se ajoelham se esquecem. Às vezes, a estrada mais curta não é o mais segura, Jon Snow. O Senhor Chifrudo certa vez disse que magia é uma espada afiada que não tem punho: não tem forma segura de ser manuseada.”

A discussão na tenda vira-se para a ameaça dos Outros e Mance observa que, se ele soar o Berrante de Inverno, a Muralha cairia, como as canções dizem. Dalla então fala,

“Mas uma vez caída, quem deterá os Outros?” [4]

Mance planeja oferecer o Berrante em troca de deixar o seu povo passar através da Muralha. Se a Patrulha da Noite recusar, Tormund Terror dos Gigantes soaria o corno de madrugada dentro de três dias. Mas a Batalha de Castelo Negro põe fim a esse plano.

A Dança dos Dragões

O suposto Berrante é queimado por Melisandre quando ela leva "Mance Rayder" (que na verdade é Camisa de Chocalhos) à morte pelo fogo.

Quando Melisandre acende o Berrante ele explode em chamas e sobe com uma lufada com serpentes de verde e amarelo, fogos e crepitação. Os homens da Patrulha da Noite têm que lutar para se manterem em seus cavalos. Um gemido vem da paliçada enquanto o povo livre vê sua esperança em chamas. Durante meio segundo as runas esculpidas nos anéis de ouro parecem brilhar no ar. Os homens da Rainha, em seguida, colocam o berrante da fogueira, onde ele repousa entre, troncos, folhas e gravetos. No período de três batimentos cardíacos, tudo está em chamas e "Mance Rayder" morre em agonia. [3]

Mais tarde, enquanto o povo livre atravessa pela Muralha Tormund menciona a Jon Snow que o berrante destruído era falso; Mance nunca encontrou o verdadeiro. [5] Tormund diz a Jon,

“Ela queimou aquele belo e grande corno, sim. É uma porra de um pecado, pra mim. Tinha mil anos, aquilo. O encontramos na tumba de um gigante, e nenhum homem dos nossos tinha alguma vez visto um tão grande. Deve ter sido por isso que Mance teve a ideia de te dizer que era o de Joramun. Queríamos que os corvos pensassem que o tínhamos em nosso poder pra deitar a Muralha abaixo com um sopro. Mas nunca encontramos o verdadeiro, por mais que cavássemos. Se tivéssemos encontrado, todos os ajoelhadores nos Sete Reinos iam ter pedaços de gelo para lhes arrefecer o vinho durante o verão inteiro. ” [6]

Frases

“Estou chorando porque não encontramos o Berrante de Inverno. Abrimos meia centena de sepulturas e deixamos todas essas sombras à solta no mundo, e não encontramos o Berrante de Joramun, para botar a baixo essa coisa fria!”[2]
- Ygritte


“O Berrante de Joramun? Não. Chame de Berrante da Escuridão. Se a Muralha cair, a noite também cairá, uma longa noite que jamais terminará. Isso não deve acontecer, não vai acontecer! O Senhor da Luz viu seus filhos em perigo e enviou seu campeão, Azor Ahai renascido.” [3]
Melisandre


“- Queimou? - Tormund deu um tapa na coxa e assobiou. - Ela queimou aquele belo berrante, sim. Um maldito pecado, eu digo. Tinha mais de mil anos. Nós o encontramos no túmulo de um gigante, e nenhum de nós tinha visto um berrante tão grande. Deve ter sido por isso que Mance teve a ideia de falar para você que era de Joramun. Ele queria que os corvos pensassem que ele tinha o poder de soprar sua maldita Muralha para baixo. Mas nunca encontramos o verdadeiro berrante, nem com tudo o que cavamos. Se tivéssemos, cada ajoelhador nos seus Sete Reinos teria pedras de gelo para esfriar seu vinho por todo o verão.”[6]
- Tormund, para Jon Snow


Joramun soprou o Berrante do Inverno e acordou gigantes da terra. Aquele berrante enorme com suas faixas de ouro velho e inscrições de runas antigas ... teria Mance Rayder mentido para ele, ou era Tormund quem estava mentindo agora? Se o berrante de Mance era uma farsa, onde está o verdadeiro? [6]
- pensamentos de Jon Snow

Notas e Referências