Ações

Arlan de Centarbor

Centarbor.png
Arlan de Centarbor
Centarbor.png
Sor Arlan de Centarbor TheMico.jpg
Sor Arlan, por The Mico/Тхе Мичо ©.
Título Sor
Cultura Terras Fluviais
Nascimento Em +/- 147 d.C., em Centarbor
Morte Em 209 d.C., em Campina
Mencionado
Mencionado
Mencionado

Arlan de Penytree.png

Sor Arlan de Centarbor foi um cavaleiro andante, mestre de Dunk até a sua morte, pelo frio, na estrada em direção ao Torneio de Vaufreixo. Ele tinha mais de sessenta anos quando morrera, o que é uma idade muito avançada para o período em que vivera.[1] Ele nascera na vila de Centarbor, nas Terras Fluviais.

Aparência e características

Veja também: Imagens de Arlan de Centarbor

Sor Arlan era um homem pequeno e magro de aproximadamente sessenta e poucos anos.[1] Ele era um homem gentil, mesmo quando criticava[2] e costumava brincar com Dunk ao dizer “Dunk, o pateta, cabeça-dura como uma muralha de castelo”.

História

Um ano antes do último dragão morrer durante o Reinado de Aegon, Desgraça dos Dragões, Sor Arlan visitou Porto Real com seu avô. Na época ele era apenas um garoto, mas ele afirma ter visto o último dragão vivo.[1]

Em algum momento após se tornar cavaleiro, Sor Arlan derrubou Sor Damon Lannister, o Leão Grisalho, do cavalo em um torneio em Lannisporto.[1] Alguns anos depois, em 192 d.C. ou 193 d.C., Sor Arlan derrubou do cavalo o Lorde Stokeworth e o Bastardo de Harrenhal em uma justa em Porto Real.[1]

Seu sobrinho, Roger de Centarbor, foi seu escudeiro até morrer na Batalha do Campo do Capim Vermelho,[2][3] durante a Primeira Rebelião Blackfyre em 196 d.C.. Sor Arlan lutou sob o estandarte de Lorde Hayford. Ele esteve próximo ao Lorde Hayford quando este foi morto por Lorde Gormon Peake.[2]

Em 199 d.C. ou 200 d.C., Sor Arlan quebrou quatro lanças contra o Príncipe Baelor Targaryen em um torneio em Ponta Tempestade.[1]

Provavelmente algum tempo depois desse torneio em Ponta Tempestade,[N 1] Sor Arlan encontrou Duncan nos becos da Baixada das Pulgas em Porto Real, e tomou-o como seu escudeiro.[2][3] Os dois permaneceram juntos durante anos e a personalidade de Dunk foi muito influenciada pelos ensinamentos e lições de Arlan que fez o melhor que pode para ensinar o novo escudeiro.

Em algum momento Sor Arlan e o jovem Dunk, também acompanhados de Sor Bennis do Escudo Marrom, estiveram no grupo de cavaleiros contratados por um comerciante de Dorne para escoltá-lo em segurança de Lannisporto ao Passo do Príncipe em Dorne. Nessa época Sor Bennis beliscava Dunk muito forte enquanto Sor Arlan não estava por perto, mas Dunk nunca falou nada para Sor Arlan.[2]

Sor Arlan e Dunk serviram a Leo Tyrell do Jardim de Cima durante os primeiros anos que Dunk serviu a Sor Arlan[1] e, posteriormente, visitaram Porto Real provavelmente em 205 d.C..[3] Aproximadamente em 206 d.C.,[1] Sor Arlan e Dunk passaram metade de um ano servindo Lorde Florent, onde Sor Arlan mencionou que levaria Dunk em um bordel para conhecer uma mulher que o tornasse homem, mas nunca levou-o de fato.[1] Ainda no mesmo ano de 206 d.C.,[1] Sor Arlan e Dunk serviram Lorde Dondarrion na batalha contra o Rei Abutre, onde ele foi ferido. Eles também visitaram Lannisporto[1] em 208 d.C., onde Dunk foi beijado por uma taverneira.[3]

Em 209 d.C., Sor Arlan pegou um resfriado e morreu. Duncan afirma que foi nomeado cavaleiro por Sor Arlan, pouco antes de sua morte.[1] Duncan cavou sua sepultura na encosta oeste de uma colina baixa, pois Sor Arlan sempre gostara de ver o pôr do sol.[2]

Citações

Citações de Arlan

Não é todo homem que pode se gabar de ter quebrado sete lanças contra o melhor cavaleiro dos Sete Reinos. Nunca poderia esperar fazer algo melhor, então por que tentar?[1]
— Sor Arlan lembrando seu embate contra Príncipe Baelor Targaryen em Ponta Tempestade
Quando você aceita a comida e a bebida de um senhor, tudo o que faz reflete nele. Sempre faça mais do que ele espera de você, nunca menos. Nunca recue diante de qualquer tarefa ou dificuldade. E, acima de tudo, nunca envergonhe o senhor que você serve.[2]
— Sor Arlan para Dunk
Dunk, o pateta, cabeça-dura como uma muralha de castelo.
— Sor Arlan para Dunk
Nunca recuse uma taça de vinho ou um corno de cerveja. Pode levar um ano até que veja outra.[3]
— Sor Arlan para Dunk

Citações sobre Arlan

Devia estar mais perto dos sessenta do que dos cinquenta anos, e quantos homens podem dizer isso? [1]
— Sor Duncan
Sor Arlan lhe ensinara o melhor que podia, mas o velho nunca fora o melhor dos cavaleiros, nem quando jovem. Grandes cavaleiros não viviam em andanças, nem morriam na beira de uma estrada enlameada.[1]
— Sor Duncan
Fui escudeiro de Sor Arlan de Centarbor desde que eu tinha cinco ou seis anos. Este é o escudo dele.[1]
— Sor Duncan
Duncan: Havia um pavilhão com o estandarte da Casa Dondarrion? O negro, com o relâmpago púrpura?

Plummer: Trata-se de Sor Manfred, daquela casa.

Duncan: Sor Arlan serviu o senhor seu pai em Dorne, há três anos. Sor Manfred pode se lembrar de mim.[1]

— Sor Duncan afirma que serviu o pai de Lorde Manfred Dondarrion em 206 d.C.
Duncan: Sor Arlan serviu seu pai quando ele e Lorde Caron expulsaram o Rei Abutre das Montanhas Vermelhas, sor. Eu era um menino naquela época, mas era escudeiro dele. Sor Arlan de Centarbor

Manfred: Não. Não o conheço. Nem a você, garoto.

Duncan: Este era o brasão dele, o cálice alado.

Mandred: O senhor meu pai levou oitocentos cavaleiros e quase quatro mil homens a pé para as montanhas. Não dá para esperar que eu me lembre de cada um deles, nem dos escudos que carregavam. Pode ser que estivesse conosco, mas...[1]

— Sor Duncan afirma que serviu o pai de Lorde Manfred Dondarrion
Uma vez, há três anos, quando a bolsa do velho estava cheia depois de meio ano de serviços para o cego Lorde Florent, ele disse a Dunk que era hora de levá-lo a um bordel e torná-lo homem.[1]
— Sor Duncan afirma que serviu o Lorde Florent em 206 d.C.
Ele sabia como beijar. Uma taverneira lhe mostrara uma noite em Lannisporto, havia um ano, mas era tão baixa que tivera que se sentar na mesa para alcançar os lábios dele.[1]
— Sor Duncan afirma que esteve em Lannisporto em 208 d.C.
Eu me lembro de Sor Arlan de Centarbor. Nunca ganhou um torneio, que eu saiba, mas nunca se envergonhou tampouco. Há dezesseis anos, em Porto Real, ele derrotou Lorde Stokeworth e o Bastardo de Harrenhal no corpo a corpo, e muitos anos antes, em Lannisporto, derrubou o próprio Leão Grisalho do cavalo. O leão não era tão grisalho naquela época, certamente.[1]
— Príncipe Baelor Targaryen afirma que Sor Arlan esteve em Porto Real em 193 d.C.
Baelor: Tenho o costume de aprender tudo o que posso sobre meus adversários.

Maekar: Por que se dignaria a participar de uma justa com um cavaleiro andante?

Baelor: Foi há nove anos, em Ponta Tempestade. Lorde Baratheon organizou um torneio de lanças para celebrar o nascimento de um neto. O sorteio fez de Sor Arlan meu oponente no primeiro confronto. Quebramos quatro lanças antes que eu o derrubasse.[1]

— Príncipe Baelor Targaryen afirma que Sor Arlan esteve em Ponta Tempestade em 200 d.C.
Egg: Aquele é Leo Tyrell, Senhor de Jardim de Cima

Duncan: Sei disso. O velho e eu servimos Jardim de Cima antes que você tivesse nascido. Sor Duncan afirma que serviu Lorde Leo Tyrell, Espinholongo, em algum momento a muito tempo

Ele fora um homem gentil, mesmo quando censurava.[2]
— Sor Duncan
Sor Bennis e Sor Arlan estiveram no grupo de cavaleiros contratado por um comerciante dornês para escoltá-lo em segurança de Lannisporto ao Passo do Príncipe. Naquela época, Dunk não era mais velho do que Egg, embora fosse mais alto.[2]
— Sor Duncan lembrando de seu passado com Sor Arlan e Sor Bennis do Escudo Marrom

Família

Sor Arlan tinha uma irmã. Seu nome não foi mencionado nos livros.[2]

 
 
 
 
 
 
 
 
Desconhecido
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Arlan}
 
 
 
 
 
Desconhecida
 
Desconhecido
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Roger}

Sobre a página

Esta página utiliza conteúdo baseado em Arlan of Pennytree, um artigo de A Wiki Of Ice And Fire.

Notas

  1. fica subentendido que Duncan não estava junto de Sor Arlan quanto este perdeu para Príncipe Baelor Targaryen no torneio em Ponta Tempestade

Referências