Mudanças

Ir para navegação Ir para pesquisar

 

5 018 bytes adicionados ,  11h40min de 15 de dezembro de 2018
Criou página com '{{Infocaixa Capítulos aDdD | pdv =Theon Greyjoy | título = Um Fantasma em Winterfell | local = Winterfell | página = 515 | TV_episode = . | anterior = [...'
{{Infocaixa Capítulos aDdD
| pdv =[[Theon Greyjoy]]
| título = Um Fantasma em Winterfell
| local = [[Winterfell]]
| página = 515
| TV_episode = .
| anterior = [[A Dança dos Dragões - Capítulo 45|A Garota Cega]]
| atual = [[A Dança dos Dragões - Capítulo 46|Um Fantasma em Winterfell]]
| próximo = [[A Dança dos Dragões - Capítulo 47|Tyrion X]]
| arco anterior = [[A Dança dos Dragões - Capítulo 41|O Vira Casaca]]
| próximo arco = [[A Dança dos Dragões - Capítulo 51|Theon I]]
}}
Tensões aumentam à medida que homens continuam aparecendo mortos em [[Winterfell]] - [[Theon]] vai para o bosque sagrado, onde ele acha que ouve a voz de [[Bran Stark|Bran]].


== Resumo ==
Um homem morto foi encontrado à luz do dia, metade do corpo enterrado na neve e congelado. Os senhores dizem que sua morte foi causada por estar bêbado e ter tropeçado, mas não [[Theon Greyjoy|Theon]] não acredita nisso. Enquanto caminha pelo castelo, ele reflete a situação. O humor de todos está ruim; senhores e homens comuns igualmente. Os suprimentos de comida diminuem, as neves não pararam, e ninguém ouviu nada de [[Stannis]]. Sobre o rei há mais e mais discussões, e um homem é executado por ter refletido sobre os poderes de [[Melisandre]]. Theon entra no salão e é novamente abordado por um dos lavadeiras de Abel, que tenta descobrir como ele tomou o castelo no passado. Theon suspeita que [[Mance Rayder|Abel]] quer fugir, mas ele mantém a boca fechada por medo de represálias.

Cresce o desconforto no salão, que está lotado, e Theon o deixa e caminha sobre as ameias nevadas, olhando para fora na tempestade de neve. Ele pensa em pular os oitenta pés abaixo em direção à mortal cama de neve, pensando que poderia sobreviver a ela. Temendo as consequências, e desiste. Nos dias seguintes, novos mortos aparecem todas as manhãs. Os senhores culpam a embriaguez dos soldados, mas ninguém acredita nisso realmente. Sobre a mesa, uma discussão começa entre os senhores [[Wyman Manderly|Manderly]] e [[Hosteen Frey]]. O Frey culpa Manderly, e o acusa de ter matado os três Freys que estavam em [[Porto Branco]], mas Manderly atira de volta insultos. Antes de uma luta real acontecer, outros cavaleiros interferem e separam os dois. Theon pensa que ele viu uma pitada de medo e desconforto nos olhos de [[Roose Bolton]].

No dia seguinte, os estábulos cedem com a força da neve, enterrando muitos cavalos debaixo deles. Quando a limpeza é feita, [[Caralho Amarelo]] é encontrado, sua cabeça fora esmagada. Theon suspeita que foi feito com um taco, mas os senhores dizem que foi um [[cavalo]]. Os cavalos mortos são abatidos, e os homens e senhores consomem sua carne. Durante a festa, os Rapazes do Bastardos à quem Caralho Amarelo pertencia espantam Theon fora do salão. Ele se dá com um homem, que o insulta como vira-casaca e traidor, mas o deixa passar. Enquanto ele vagueia sem rumo através de [[Winterfell]], um guarda encontra-o, dizendo-lhe que ele foi convocado por Roose Bolton.

Bolton senta-se com [[Barbrey Dustin|Lady Dustin]] e [[Aenys Frey]] ao lado dele. Eles ordenam-lhe que use luvas, o que aterroriza Theon, e discutem a possibilidade dele ser o assassino. Eles chegam à conclusão de que ele não é, por estar muito fraco e assustado. O Frey afirma que Manderly tem algo a ver com isso, embora Lady Dustin descarte a ideia. Ela diz que Manderly é muito covarde. Theon se retira da reunião e, em seguida, mais uma vez se vê vagando sem rumo, quando de repente tambores e cornos de guerra podem ser ouvido de fora do castelo. Parece que Stannis está lá, e todo mundo começa um movimento frenético, embora nada pode ser visto nas neves.

Theon vai para o [[bosque sagrado]], onde tenta rezar diante da [[árvore-coração]]. De repente, ele ouve os galhos e folhas sussurrando o nome dele, e ele não está certo do que fazer, aterrorizado com a noção de que os [[velhos deuses]] o encontraram para se vingar. Quando as folhas sussurram "''Bran''", ele foge em terror, correndo em direção as lavadeiras. Elas lhe dizem que se ele quer morrer um Greyjoy com a espada na mão, como ele orou perante a arvore coração, ele deve segui-las ou encontrar sua morte em suas mãos ali mesmo.


==Notas e Referências==
{{References}}


==Sobre a página==
Esta página utiliza conteúdo baseado em [http://awoiaf.westeros.org/index.php/A_Dance_with_Dragons-Chapter_46 A Dance with Dragons - Chapter 46], um artigo de [http://awoiaf.westeros.org/index.php/ A Wiki Of Ice And Fire].


{{Capítulos de A Dança dos Dragões}}


[[Categoria:Capítulos de A Dança dos Dragões|Capítulo 46]]
[[Categoria:Capítulos de As Crônicas de Gelo e Fogo (PDV - Arya Stark)|Dança dos Dragões, A - Capítulo 46]]
[[Categoria:Capítulos que ocorrem em Winterfell|Dança dos Dragões, A - Capítulo 46]]

[[en:A Dance with Dragons-Chapter 46]]
[[es:Danza de Dragones-Capítulo 46]]
[[fr:A Dance with Dragons, Chapitre 47, Un fantôme à Winterfell]]
Arquitetos, Editores, Burocratas, Administradores
8 090

edições

Menu de navegação