Ações

Mão Ardente

A Mão Ardente é um grupo de soldados escravos empregados como guardas do templo vermelho de R'hllor na Cidade Livre de Volantis. A Mão Ardente contém mil soldados, nunca mais e nunca menos.[1] Cada um desses soldados é um escravo de R'hllor. Eles usam armaduras ornamentadas sobre suas vestes laranjas, e empunham lanças com pontos em forma de chamas contorcidas. Segundo os costumes de Volantis, esses escravos têm chamas tatuadas em suas bochechas.[2]

Cada célula pode ser conhecida como dedos ardentes.

Eventos Recentes

A Dança dos Dragões

Tyrion Lannister e Jorah Mormont veem soldados da Mão Ardente enquanto assistem o sacerdote vermelho Benerro pregar no Templo de o Senhor da Luz em Volantis.[1]

Cinco soldados da Mão de Fogo escoltam o sacerdote Moqorro a bordo do Selaesori Qhoran.[3] Apenas três deles sobrevivem à tempestade que destrói o navio. Eles são levados para o leilão de escravos realizado do lado de fora de Meereen.[2] Tyrion Lannister acredita que as chamas tatuadas em seus rostos garantirão que algum templo vermelho os comprem dos traficantes de escravos.[2]

Referências