Ações

Protetor

O título de Protetor possui uma natureza estritamente militar, não carregando nenhuma conotação de suserania. O rei nomeia protetores para cada região para atuarem como líderes militares máximos, responsáveis pela defesa de suas respectivas regiões em caso de invasões estrangeiras. Essa nomeação evita indecisão ou qualquer tipo de disputa por poder entre os lordes mais poderosos no comando do exército, uma vez que o rei escolheu aquele que terá superioridade entre os outros.

Em tempos de paz, este título não passa de uma honraria. Sua aplicação prática foi rara desde a Conquista Targaryen, sendo necessária a quatro décadas atrás durante a Guerra dos Reis de Nove Moedas. Não obstante, este título carrega prestígio e honra significantes. A tradição diz que cada título é dado ao lorde de uma determinada Casa, mas é direito do rei atribuí-lo à qualquer outro de sua escolha. Ainda assim, isso costuma ocorrer apenas quando o titular tradicional morre e seu herdeiro não possui idade suficiente para tanto, embora, em tempos de turbulência, essa honra também poderá ser passada à alguém que goza de favores reais.

Os quatro principais Protetores:

Alguns outros protetores menores: