A Tormenta de Espadas - Capítulo 20

De Gelo e Fogo wiki
Ir para navegação Ir para pesquisar

 

Catelyn III
Capítulo de A Tormenta de Espadas
A Tormenta de Espadas.jpg
PDVCatelyn
LocalCorrerrio, Terras Fluviais, Westeros
Página211-219 PT-BR Leya (Outras versões)
Cena. (Série HBO)
Cronologia dos capítulos (Todos)
Catelyn II
Tyrion III ← Catelyn III → Jaime III

Catelyn IV

Lorde Rickard Karstark mata Willem Lannister e Tion Frey. Robb é forçado a executá-lo.

Sinopse

Os corpos de Willem Lannister e Tion Frey são trazidos à Robb

O rei Robb Stark excecuta Rickard Karstark. Arte extraída de 'A Tormenta de Espadas' da Folio Society, por Jonathan Burton ©.

Catelyn Tully observa enquanto os corpos de Tion Frey e Willem Lannister são trazidos para o grande salão de Correrrio. É meio da noite e ela está à esquerda de Robb Stark enquanto seu irmão Edmure Tully está à direita do rei. Ela ouve Vento Cinzento uivando do outro lado do castelo e pensa que o lobo farejou o sangue. Por um momento, Catelyn pensa em Bran e Rickon. Ela também imagina como Sansa Stark, nua e morta, poderia ser colocada diante do Trono de Ferro caso os Lannisters quisessem vingança.

Todos os vassalos e capitães de Robb estão presentes, incluindo Sor Raynald Westerling e Sor Rolph Spicer, mas não a Rainha Jeyne Westerling. Robb dá instruções a Pequeno Jon, para que seu pai, Grande Jon, possa trazer os prisioneiros. Grande Jon traz cinco homens: outros dois já haviam morrido na prisão, e um oitavo ficou mortalmente ferido. Os homens assassinaram dois guardas de Correrrio, Delp e Elwood, para entrar na torre dos prisioneiros. Lorde Rickard Karstark então se apresenta, e afirma que não fcometeu assassinato porque os homens se colocaram entre um pai e seu direito à retaliação. Robb responde que ele estava lá na Batalha dos Murmúrios quando os filhos de Rickard Eddard e Torrhen morreram pela espada de Jaime Lannister, mas que os dois escudeiros mortos eram apenas crianças, não estavam envolvidos em sua dor, se renderam e eram seus prisioneiros. Lorde Rickard lembra Robb que eles estavam em guerra com os Lannisters, e que também seria traição libertar um Lannister. Então, ele chama Robb de "rapaz". Grande Jon então bate em Lorde Rickard e lhe arranca um dente. Robb pede para que Grande Jon não faça isso, o que faz com que Rickard zombe dele um pouco mais.

Robb consulta Brynden, Catelyn e Edmure

Sor Brynden Tully irrompe na salão e diz olá para Robb. Pela expressão dele, é possível saber que traz más notícias. Robb quer falar com ele a sós e instrui Grande Jon a enforcar os sete, inclusive os mortos, para não poluir os rios do Correrrio. Lorde Rickard ficará detido até falar com Sor Brynden. Quando um dos prisioneiros implora misericórdia com a desculpa de que estava apenas de guarda, Robb instrui que ele deve ser enforcado por último, para que possa vigiar dos outros uma última vez.

Em seguida, Robb se retira para a câmara de audiência com Catelyn, Brynden e Edmure. Brynden explica que todos os homens da Casa Karstark partiram com seus 600 cavalos. Durante a noite, eles escaparam do castelo sozinhos ou em pares, enquanto os feridos mantinham a fogueira para que ninguém suspeitasse. Em frente ao castelo, eles se dividiram e saíram para caçar Jaime Lannister. Lorde Rickard ofereceu a mão de sua filha Alys Karstark a qualquer um que trouxesse a cabeça de Jaime para ele. Catelyn reconhece a situação precária de Robb: ele está cercado por inimigos por todos os lados, exceto o leste, onde Lysa Tully se senta no Ninho da Águia e permanece neutra. Edmure sugere manter os assassinatos em segredo porque teme a vingança de Lorde Tywin Lannister porque Willem é filho de Sor Kevan Lannister, sobrinho de Tywin, e Tion era filho de Genna Lannister e um Frey, razão pela qual a mensagem não deve chegar às Gêmeas. Brynden explica que é tarde demais para isso, já que os Karstarks estão muito longe, e Robb não quer se tornar um mentiroso. Robb diz que não sabe o que a infantaria dos Karstark, que está com Lorde Roose Bolton, fará quando souberem disso, mas ele deve executar Lorde Rickard por sua traição. Brynden lembra Robb que o herdeiro de Rickard, Harrion Karstark, que foi capturado na Batalha do Ramo Verde, foi libertado por Lorde Roose e também está em Harrenhal.[1]. Brynden diz que talvez Harrion ficaria feliz em se tornar Lorde de Karhold tão rapidamente, mas Robb diz que mesmo se ele fosse um homem desse tipo, ele não poderia perdoar publicamente o homem que matou seu pai. Edmure sugere tomar Rickard como refém em vez de executá-lo. Ele enfatiza que sua causa enfraqueceria se eles perdessem os Karstarks, já que sua relação com os Freys também é incerta. Robb admite que eles realmente têm pouca esperança: Sor Rodrik Cassel não respondeu, nem Walder Frey, e nem mesmo Lysa Tully. Robb sabe que os cavaleiros do Vale podem fazer a diferença na guerra, mas Lysa não responde às cartas do Rei do Norte. Robb havia lhe pedido que nos abrisse o Portão Sangrento e lhes desse navios em Vila Gaivota para nos levar ao Norte. Abrir caminho através Gargalo lutando será impossível. Brynden confirma a suspeita de Catelyn de que Lysa não deixará ninguém passar pelo Portão Sangrento porque ela sente medo. Catelyn se recorda de como a irmã sempre foi covarde, desde pequena. Robb fica desesperado. Ele amaldiçoa Rickard Karstark, Theon Greyjoy, Walder Frey, Tywin e todos os outros por fazê-lo matar um homem que lutou ao seu lado para derrotar dois de seus inimigos por vingança, e nada disso valerá a pena. De repente, ele pega sua coroa novamente, que ele colocou sobre a mesa, e anuncia que Lorde Rickard morrerá por sua desonra.

Lorde Rickard é executado

Na manhã seguinte, Lord Rickard é levado ao bosque sagrado. A tempestade da noite passada diminuiu, mas ainda está chovendo. Todos os senhores das Terras Fluviais, muitos dos nortenho bem e malnascidos, cavaleiros, mercenários e cavalariços, vieram para assistir. Um cepo de carrasco foi colocado na frente da árvore-coração. Lorde Rickard é conduzido através da multidão pelos homens de Grande Jon, enquanto os homens enforcados continuam pendurados em longas cordas nas muralhas do castelo. Robb pega o machado de Lew Comprido, para fazer ele mesmo a execução de acordo com a tradição do norte. Antes de morrer, Lorde Rickard amaldiçoa Robb e o insulta, lembrando que são parentes. Rickard recorda que foi para a guerra pelo pai de Robb contra Aerys II Targaryen, e por Robb contra Joffrey Baratheon. Karstarks e Starks são ambos descendentes de uma mesma família. Robb responde que Rickard o traiu de qualquer maneira e que, portanto, não pode esperar misericórdia. Catelyn relembra a história da Casa Karstark: mil anos atrás Karlon Stark fundou a casa, que o filho mais novo de Winterfell havia dado um terreno para ajudar a acabar com um levante no norte. Ele construiu Karls Hold, que agora é chamado de Karhold, e ao longo dos séculos os "Starks de Karhold" se tornaram os "Karstarks". Rickard amaldiçoa Robb uma última vez, então Robb fala suas últimas palavras e deixa o machado cair. São precisos três golpes para cortar a cabeça de Lorde Karstark.


Catelyn visita seu pai, e Jeyne a acompanha

Brynden pega 100 homens para perseguir os Karstarks, mas ninguém espera grande sucesso. Catelyn retorna aos aposentos de Lorde Hoster Tully. Meistre Vyman diz a ela que não demorará muito para que ele morra.

Jeyne Westerlyng vai até ela nos quartos de Hoster naquela noite. Ela timidamente se aproxima de Catelyn e pede a ela para não se dirigir a ela por "Sua Graça" porque ela não se sente como uma rainha, mas Catelyn diz que ela é uma de qualquer maneira, e mantém a honraria. Jeyne insiste, no entanto, e Catelyn finalmente concorda. Ela diz que Robb está tão zangado e infeliz, e que não sabe como animá-lo. Catelyn explica a ela a tradição do norte de que o juiz deve cumprir sua própria pena de morte, já que a morte não deve ser uma coisa fácil. Jeyne diz a Catelyn que Robb não comeu o dia todo, embora ela tenha enviado seu irmão para trazer costela de porco com cebola frita e cerveja. Ele permaneceu sentado em seu quarto o dia todo, tentando escrever uma carta, mas depois amassou-a e ficou pensando nas cartas desde então. Catelyn explica que às vezes é melhor não fazer nada. Ela deve esperar pacientemente e estar presente quando Robb precisar dela. Catelyn também a aconselha a dar a Robb um herdeiro ao trono o mais rápido possível. Jeyne concorda e diz que sua mãe Lady Sybell Spicer faz para ela uma bebida com especiarias todos os dias para aumentar a fertilidade. Ela acha que logo ficará grávida.[2]

Citações


O Norte é duro e frio, e não tem misericórdia.
—— Catelyn se recorda de Ned dizendo isso a ela, da primeira vez que visitou Winterfell.




Pela bondade dos deuses, por que alguém haveria de querer ser rei? Quando todos estavam gritando Rei do Norte, Rei do Norte, eu disse a mim mesmo… jurei a mim mesmo… que seria um bom rei, tão honrado quanto o pai, forte, justo, leal para com os meus amigos e bravo quando enfrentasse os inimigos… agora nem sequer sei distingui-los uns dos outros. Como foi que tudo isso ficou tão confuso? Lorde Rickard lutou ao meu lado em meia dúzia de batalhas. Os filhos dele morreram por mim no Bosque dos Murmúrios. Tion Frey e Willem Lannister eram meus inimigos. Mas agora tenho de matar o pai de meus amigos mortos por causa deles.
—— Rei Robb Stark.



Segundo os deuses antigos ou novos, não faz diferença, não há homem mais amaldiçoado do que aquele que mata parentes.
—— Lorde Rickard Karstark à Robb Stark.



A garota realmente parecia ter bom coração, como Robb dissera. E boas ancas, o que pode vir a ser mais importante.
—— pensamentos de Catelyn sobre Jayne Westerlyn.

Referências

  1. Eles não sabem que Harrion foi capturado novamente na Batalha de Valdocaso.
    Leia Tyrion III de A Tormenta de Espadas.
  2. Na realidade, o remédio faz o contrário.
    Leia Jaime VII de O Festim dos Corvos.

Links externos

Sobre a página

Esta página utiliza conteúdo baseado em A Storm of Swords-Chapter 20, um artigo de A Wiki Of Ice And Fire.