Blackfyre

De Gelo e Fogo wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Este artigo é sobre a espada de aço Valiriano. Para a casa fundada por Daemon Blackfyre, veja Casa Blackfyre.
A espada Blackfyre, por Velvet Engine ©.

Blackfyre ou Fogonegro [N 1] é uma famosa espada de Aço Valiriano, portada pelo Rei Aegon, o Conquistador e vários outros Reis Targaryens subsequentes até que Rei Aegon IV, o Indigno escolheu passá-la ao seu filho bastardo Daemon Waters, o fundador da Casa Blackfyre, cujo nome teve origem na espada, ao invés de seu filho e herdeiro legítimo o Príncipe Daeron.[1][2] De acordo com George R. R. Martin, Blackfyre é a espada mais famosa das várias espadas de Aço Valiriano que a Casa Targaryen já possuiu.[3] Outra espada conhecida da Casa Targaryen é a Irmã Negra, que foi portada por vários membros da família real, como Rainha Visenya, Príncipe Daemon e Príncipe Aemon Targaryen, assim como o Bastardo Real, Brynden Rivers.

História

Casa Targaryen

Rei Aegon I Targaryen segurando a Blackfyre, por Amoka ©.

Após a morte de Harren Negro, Qhorin Volmark afirmou ser seu herdeiro, então o Rei Aegon, o Conquistador usou a Blackfyre para mata-lo.[4] Durante a Primeira Guerra Dornesa, Rei Aegon matou o campeão da Casa Toland com a Blackfyre, sem saber que era na verdade o bobo de Monte Espírito.[5]

Eventualmente a Blackfyre é passada para seus filhos e herdeiros. Maegor decapitou Grande Meistre Gawen e cortou o coração de Tyanna da Torre com a Blackfyre. Quando o reino começou a unir contra Rei Maegor, a Rainha Rhaena Targaryen tomou a espada para Príncipe Jaehaerys I Targaryen.[6] A posse da Blackfyre ajudou a legitimar o Rei Aegon II Targaryen contra sua rival, a Rainha Rhaenyra Targaryen.[7]

Daeron I Targaryen portou a Blackfyre durante a Conquista de Dorne e eventualmente foi morto com ela nas mãos em uma armadilha dos Dorneses.[8] Posteriormente a Blackfyre é devolvida para a posse da Casa Targaryen, embora não se tenha informação de quando isso ocorreu. Podemos concluir que a espada foi devolvida ainda durante o reinado do Rei Baelor I Targaryen, pois Sor Eustace Osgrey afirma que a espada foi portada por cada um dos Reis Targaryen desde o Rei Aegon, o Conquistador.[2]

Casa Blackfyre

Daemon Blackfyre com a Blackfyre, por Amoka ©.

Em 182 d.C., o Rei Aegon IV, o Indigno, escolheu dar a Blackfyre para seu filho bastardo Daemon Waters, um guerreiro nato, em vez de seu filho legítimo erudito, o futuro Rei Daeron II Targaryen. Daemon, que tinha sido conhecido por seu sobrenome bastardo, Waters, até então, tomou o nome de "Blackfyre" a partir de então, e se tornou o fundador da Casa Blackfyre.[9] Alguns achavam que a espada simbolizava a monarquia, então o presente do Rei foi uma das sementes das quais a rebelião crescia. [10]

Rei Daemon I Blackfyre usou a Blackfyre na Primeira Rebelião Blackfyre em 196 d.C. e lutou contra Sor Gwayne Corbray, da Guarda Real, e sua espada de Aço Valiriano Senhora Desespero em um combate épico durante a Batalha do Campo do Capim Vermelho, onde Rei Daemon I Blackfyre saiu vitorioso, mas acabou sendo morto ao lado de seus filhos pelos Dentes do Corvo de Brynden Rivers.[2] O meio-irmão de Daemon, Sor Aegor Açoamargo Rivers tentou reunir os rebeldes com a espada Blackfyre nas mãos, mas teve que duelar com Brynden Corvo de Sangue Rivers e acabou em um empate, mas Corvo de Sangue acabou perdendo um olho durante o confronto.[11][2]

Com Daemon e seus filhos gêmeos mortos na Batalha do Campo do Capim Vermelho, Açoamargo levou a espada Blackfyre com ele no exílio para as Cidades Livres, onde ele acabou fundando o mercenário Companhia Dourada após algum tempo, para manter os exilados de Westeros juntos. Aegor recusou-se a entregar a espada Blackfyre Daemon II Blackfyre, que falha na Segunda Rebelião Blackfyre.[12]

O paradeiro atual da espada é desconhecido.

Veja também

Sobre a página

Esta página utiliza conteúdo baseado em Blackfyre, um artigo de A Wiki Of Ice And Fire.

Notas

  1. Seu nome na obra original é Blackfyre. Nas traduções feitas pela LEYA eles optaram por não traduzir o nome da espada, deixando seu nome original Blackfyre, mas na tradução da Suma do livro Fogo & Sangue eles optaram por traduzir como Fogonegro, uma adaptação para o português.

Referências