Festival da Colheita

De Gelo e Fogo wiki
Ir para navegação Ir para pesquisar

O Festival da Colheita é a celebração do período de colheita realizado nos Sete Reinos de Westeros.[1] Devido às distâncias envolvidas, os festivais são frequentemente usados como pretexto para reuniões entre lordes e seus vassalos.[2]

Quando os meistres da Cidadela declaram que o outono chegou, homens sábios começam a armazenar uma porção de seus grãos, embora a porcentagem recomendada seja contestada.[2]

Eventos Recentes

A Guerra dos Tronos

Quando Lorde Eddard Stark conta à sua filha Sansa que ele irá enviá-la de volta para Winterfell, ela lamenta não poder ver as festas da colheita, os bailes de máscara e os espetáculos de pantomimeiros em Porto Real.[1]

A Fúria dos Reis

Atuando como o Stark em Winterfell, Bran Stark oferece o festival da colheita do Norte. Lorde Wyman Manderly traz um grande séquito de Porto Branco, incluindo cavaleiros, escudeiros, membros menores da nobreza, arautos, músicos e um malabarista; Grande Walder e Pequeno Walder quebram lanças com os escudeiros Manderly. Em contraste com os Manderlys, a viúva Lady Donella Hornwood chega com apenas seis homens de armas e Cley Cerwyn traz duas dúzias de lanças. Outros nobres que chegam incluem Mors e Hother Umber, os Tallharts, e o intendente de Bosque Profundo para representar a Casa Glover. Lorde Ondrew Locke é velho demais para fazer a viagem, enquanto Lady Lyessa Flint está grávida em Atalaia da Viúva. A Casa Mormont e a Casa Karstark estão lutando no sul com Robb Stark, Rei do Norte. Não há representante da Casa Bolton[2]

Bran, Meistre Luwin e Sor Rodrik Cassel reunem-se em particular com alguns dos senhores. Lorde Manderly se oferece cunhar prata e construir uma frota para o rei Robb. Lady Hornwood avisa que Ramsay Snow, o bastardo filho de Lorde Roose Bolton, está reunindo homens no Forte do Pavor. Rodrik ordena que os Umbers trabalhem com os Manderlys para proteger contra incursões dos selvagens.[2]

No início do banquete, Bran cavalga Dançarina no Grande Salão de Winterfell em meio a gritos de "Stark!" e "Winterfell!", e os nortenhos, nobres e plebeus, celebram as vitórias de Robb e a colheita. São inúmeros os pratos preparados, cada um oferecido primeiro a Bran. A comida vem de todo o Norte, e inclui javali, ganso-em-bagas, salmão e lagosta. As canções executadas incluem "Lanças de Ferro", "O Incêndio dos Navios" e "O Urso e a Bela Donzela". Durante a festa, Alebelly anuncia a chegada de Meera e Jojen Reed, que vieram no lugar de seu pai, Howland Reed. Antes de se juntar ao banquete, os Reeds reafirmam o juramento de lealdade à House Stark.[3]

Após o término da refeição, as mesas do Salão Principal são limpas para dar espaço para a dança. Hother Umber sopra um grande corno de guerra durante "A Noite que Terminou", enquanto os homens Glover usam gaita de foles e harpa. Mors Umber começa a dançar agarrando uma das garotas serventes, mas ele é rapidamente acompanhado por outros. Hodor dança sozinho, enquanto Beth Cassel dança primeiro com Wyman Manderly e depois com Cley Cerwyn. O aleijado Bran é incapaz de dançar, no entanto, e se retira para seu quarto de dormir. Ele então sonha de seu lobo gigante, Verão, no bosque sagrado de Winterfell.[3]

Enquanto retorna para Hornwood após o festival da colheita, Lady Hornwood é sequestrada por Ramsay Snow, levando aos conflitos entre as Casas Bolton e Manderly.[4]

A Tormenta de Espadas

Quando Arstan Barba-Branca conta à Daenerys Targaryen que ele teve o privilégio de ouvir Rhaegar tocar sua harpa, Sor Jorah Mormont zomba, dizendo que muitos já teriam ouvido Rhaegar tocar sua música em alguma festa da colheita.[5]

Citações

O festim é um pretexto agradável, mas um homem não atravessa cem léguas por uma fatia de pato e um gole de vinho. Só aqueles que têm assuntos importantes para sumeter à nossa consideração fazem tal viagem.[2]
— Sor Rodrik Cassel para Bran Stark


Sobre a página

Esta página utiliza conteúdo baseado em Harvest feast, um artigo de A Wiki Of Ice And Fire.


Referências