Batalha da Torre da Alegria

De Gelo e Fogo wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Combate na Torre da Alegria
Eddard Stark vs Arthur Dayne.jpg
Sor Arthur Dayne e Lorde Eddard Stark se enfrentando em combate singular.
Conflito Rebelião de Robert
Data 283 d.C.
Local Torre da Alegria, Montanhas Vermelhas de Dorne
Resultado Vitória Stark
Beligerantes
Casa Stark Casa Targaryen
Comandantes
Lorde Eddard Stark Lorde Comandante Gerold Hightower
Forças
Lorde Eddard Stark
Lorde Willam Dustin
Sor Mark Ryswell
Howland Reed
Ethan Glover
Martyn Cassel
Theo Wull
Lorde Gerold Hightower
Sor Oswell Whent
Sor Arthur Dayne
Baixas
Lorde Willam Dustin
Martyn Cassel
Theo Wull
Sor Mark Ryswell
Ethan Glover
Lyanna Stark
Lorde Gerold Hightower
Sor Oswell Whent
Ser Arthur Dayne

A Batalha da Torre da Alegria ocorreu durante a Rebelião de Robert, descrito nos livros durante um sonho febril de Eddard "Ned" Stark.[1] O combate aconteceu na Torre da Alegria nas Montanhas Vermelhas, ao norte de Dorne.[2]

Prelúdio

De acordo com fontes semi-canônicas,[3][4] o príncipe Rhaegar Targaryen mantinha Lyanna Stark na Torre da Alegria após sequestra-la em Harrenhal.[5] Enquanto a Rebelião de Robert estava sendo travada, com combates irrompendo por todo o sul dos Sete Reinos, o rei Aerys II Targaryen enviou Sor Gerold Hightower, Senhor Comandante da Guarda Real, para encontrar Rhaegar. O príncipe então retornou para as Terras da Coroa, mas deixou para trás Gerold, Sor Arthur Dayne e Sor Oswell Whent para guardar Lyanna na Torre da Alegria.[4]

Com a morte do príncipe Rhaegar na Batalha do Tridente e o Saque de Porto Real, que terminou com o falecimento do rei Aerys II e o extermínio da família Targaryen, a situação da guerra já estava clara e que estava para terminar como uma vitória definitiva dos rebeldes. Lorde Eddard Stark deixou então a capital e partiu para encerrar o Cerco de Ponta Tempestade, onde o último combate significativo do conflito estava acontecendo ainda. Os lordes Mace Tyrell e Paxter Redwyne, outrora leais ao Trono de Ferro, ao saberem da morte de Aerys e o saque da capital, decidiram desistir e abaixaram suas bandeiras e juraram fidelidade a Robert Baratheon.[2] Logo em seguida, Eddard cavalgou as pressas para as Montanhas Vermelhas de Dorne, após descobrir que este era o último lugar onde Rhaegar estava antes de ter partido para morrer no Tridente.

Combate

O combate, por Joshua Cairós ©.

Em uma noite de febre, lorde Eddard reviveu o momento que chegou na Torre da Alegria. Eddard chegou lá com seis companheiros nortenhos: Howland Reed, Willam Dustin, Ethan Glover, Martyn Cassel, Theo Wull e Sor Mark Ryswell. O objetivo do grupo era recuperar a irmã de Eddard, Lyanna, mas encontraram a entrada da Torre guardada por Gerold, Arthur e Oswell, membros da Guarda Real de Aerys. Eddard se lembra que apenas ele e Howland sobreviveram do combate que se seguiu.[2]

De acordo com fontes semi-canônicas, Eddard encontrou Lyanna quase morrendo dentro da torre,[6] em um quarto que cheirava a sangue e rosas.[7] Ela conseguiu extrair do irmão uma promessa pouco antes de morrer e Howland teve que separar as mãos de Ned das dela.[7] Logo em seguida, Eddard enterrou na região todos os homens que faleceram ali.[2]

Eddard retornou a espada ancestral da Casa Dayne, a Alvorada, que estava nas mãos de Sor Arthur, para Tombastela, o castelo dos Dayne.[8] A irmã de Arthur, Ashara Dayne, tomada pela dor da perda, se suicida se jogando no mar de verão.[9] Embora Ned estivesse chateado com Robert Baratheon após a reação deste ao massacre realizado no Saque de Porto Real, a morte de Lyanna reconciliou os dois amigos.[10]

Eddard retornou com o corpo de Lyanna para o norte, enterrando ela ao lado do irmão, Brandon, e do pai, Lorde Rickard.[2] Embora tradicionalmente apenas os lordes e reis são honrados com o enterro nas criptas de Winterfell, Ned fez uma exceção para Brandon e Lyanna.[11]

As pessoas que trabalham no castelo de Winterfell afirmam que lorde Eddard derrotou Arthur, o Espada da Manhã, um dos maiores cavaleiros da história dos Sete Reinos, em combate singular.[8] Mas quando seu filho, Bran Stark, indaga Ned a respeito disso, ele apenas afirma que teria morrido se não fosse por Howland Reed.[12]

Referências