Sandoq

De Gelo e Fogo wiki
Ir para navegação Ir para pesquisar

 

Sandoq
Sandoq.jpg
Sandoq com o jovem Aegon III Targaryen por Douglas Wheatley em Fogo & Sangue.
Apelido(s) Sandoq, a Sombra
Lealdade Casa Rogare
Casa Targaryen
Outros livros
Mencionado



Sandoq, a Sombra foi um antigo lutador de arena a serviço de Lady Larra de Lys e da Casa Rogare durante o governo do Rei Aegon III Targaryen.

Aparência e Personalidade

Veja também: Imagens de Sandoq


Sandoq tinha quase dois metros de altura. Sua pele e cabelos são pretos. Seu rosto era terrivelmente desfigurado, tinha numerosas cicatrizes brancas e finas, e seus lábios e língua haviam sido removidos. Ele normalmente escondia sua desfiguração sob um véu de seda preta.[1]

Sandoq, a Sombra, era analfabeto, mas tinha um dom para a música, tocando um instrumento de cordas de amagodouro e ébano.[1]

Sandoq empunhava uma grande espada curva de aço valiriano com o cabo de osso de dragão, bem como um alto escudo preto de madeira, couro fervido e ferro.[1]

História

A história de Sandoq antes de seu serviço à Casa Rogare é incerta, mas dizem que ele era um lutador de arena veterano em Meereen, com cem vitórias em seu nome.[1]

Em 135 d.C., durante a conspiração contra a família Rogare em meio à Primavera Lysena, Sandoq, a Sombra, protegeu o marido de sua senhora, Príncipe Viserys, e seu irmão, o Rei Aegon III, de Sor Amaury Peake da Guarda Real e uma dúzia de guardas, matando todos eles na ponte levadiça da Fortaleza de Maegor. Assim começou um impasse de dezoito dias antes que a trama fosse desvendada.[1]

Sandoq, ao lado de vários outros homens de manto branco, acompanhou o Rei Aegon em seu décimo sexto dia do nome quando ele entrou nas câmaras do pequeno conselho. A presença de Sandoq enervou a Mão do Rei e os regentes, enquanto o rei decidia os dispensar de seus serviços.[1]

Citações


Sandoq não é animal. Ele não pode falar, mas ouve e obedece.[1]

Referências

  1. 1,0 1,1 1,2 1,3 1,4 1,5 1,6 Fogo & Sangue, A Primavera Lysena e o Fim da Regência.