Alfred Broome

De Gelo e Fogo wiki
Ir para navegação Ir para pesquisar

 

Alfred Broome
Título(s) Sor
Lealdade Casa Broome
Negros
Verdes
Cultura Homens do Oeste
Morte Em 131 d.C.[1], em Porto Real[1]
Outros livros
Mencionado
Mencionado

Sor Alfred Broome foi um cavaleiro da Casa Broome, juramentado à Casa Targaryen durante a Dança dos Dragões.

Personalidade e Aparência

Alfred tinha um temperamento taciturno e modos azedos.[2][3]

História

Alfred se juntou à guarnição de Pedra do Dragão durante o reinado do Velho Rei, Jaehaerys I Targaryen. No momento em que a guerra civil implodiu entre Rhaenyra Targaryen e Aegon II Targaryen, Alfred era o cavaleiro mais antigo de Pedra do Dragão. Quando Rhaenyra liderou os negros para capturar Porto Real, ela nomeou Sor Robert Quince como o castelão de Pedra do Dragão, ao invés do carrancudo Alfred.[2][3]

Sem o conhecimento de Rhaenyra, Aegon e mais tarde seu dragão, Sunfyre, se esconderam na ilha de Pedra do Dragão. Os apoiadores de Aegon, os verdes, foram capazes de encontrar aliados em potencial entre a guarnição do castelo, incluindo Sor Alfred. Ele participou do golpe contra Robert Quince, pessoalmente matando o castelão com uma lança. Após o duelo entre Sunfyre e Moondancer, Sor Marston Waters impediu Alfred de matar a cavaleira de Moondancer, Baela Targaryen.[2][3]

Quando Rhaenyra e seus poucos companheiros restantes retornaram à Pedra do Dragão após o ataque ao Fosso dos Dragões, Alfred liderou a escolta de quarenta homens que a acompanhou do porto ao castelo. Quando eles chegaram ao castelo, Rhaenyra ficou chocada ao ver o cadáver carbonizado de Robert. Alfred mandou seus homens matarem os restantes membros da Guarda da Rainha de Rhaenyra, Sor Harrold Darke, Sor Adrian Redfort e Sor Loreth Lansdale, embora o último cavaleiro tenha matado dois dos guardas de Alfred. A capa de Alfred pegou fogo quando Sunfyre banhou Rhaenyra com chamas. Alfred aconselhou Aegon II a matar o filho de Rhaenyra, Aegon III Targaryen, mas o rei decidiu manter o menino como refém. Sor Marston Waters impediu Alfred de prejudicar Baela Targaryen.[2]

Sor Alfred acompanhou Aegon II quando o rei retornou a Porto Real. Ele decapitou Trystane Truefyre após Trustane ter sido condenado à morte por traição.[1]

Sor Alfred estava presente na reunião do conselho após a derrota dos verdes na Batalha da Estrada do Rei. Depois que Aegon II se recusou a se render, e a Rainha Alicent Hightower sugeriu mutilar uma das orelhas do refém Aegon o Jovem, o rei ordenou que Sor Alfred cumprisse a ordem. No entanto, quando Sor Alfred cruzou a ponte levadiça para a Fortaleza de Maegor, ele encontrou Sor Perkin, a Pulga e seis de seus cavaleiros bloqueando o caminho. Sor Alfred exigiu que eles se afastassem em nome do rei. Sor Perkin respondeu que havia um novo rei, colocou a mão no ombro de Sor Alfred e empurrou-o da ponte levadiça para as estacas de ferro abaixo. Sor Alfred agonizou por dois dias, se contorcendo até morrer.[1]

Referências

  1. 1,0 1,1 1,2 1,3 Fogo & Sangue, A morte dos dragões: O breve e triste reinado de Aegon II.
  2. 2,0 2,1 2,2 2,3 A Princesa e a Rainha.
  3. 3,0 3,1 3,2 Fogo & Sangue, A morte dos dragões: Rhaenyra destituída.


Sobre a página

Esta página utiliza conteúdo baseado em Alfred Broome, um artigo de A Wiki Of Ice And Fire.