Atador de Dragões

De Gelo e Fogo wiki
Ir para navegação Ir para pesquisar

 

Euron Greyjoy Euron e seu berrante de dragão
por Mathia Arkoniel ©

Atador de Dragões,[1] também chamado de berrante do inferno,[2] é um grande berrante de dragão com hieróglifos valírianos escritos.[3][1]

Descrição

O berrante mede seis pés (1,83 metros). É feito do chifre do que deve ter sido um enorme dragão. Tem um brilho negro, e exibe faixas de ouro vermelho e aço valiriano. Quando tocado, o berrante soa quente e macio. Sua superfície é brilhante e reflexiva, embora o reflexo retratado seja de alguma forma distorcida. As faixas do berrante são cobertas por escritos estranhos, hieróglifos valirianos. Quando o berrante soa, os hieróglifos brilham em brasa em um vermelho-incandescente, depois branco-quente.[1]

Eventos Recentes

O Festim dos Corvos

O Atador de Dragões é levado até a Assembleia de Homens Livres por Euron Greyjoy quando os homens de ferro elegem o novo Rei das Ilhas e do Norte. A Euron afirma ter navegado pelo Mar Fumegante e ter encontrado a relíquia entre as ruínas de Valíria.[4] De acordo com uma fonte semi-canônica, Euron retirouo de quatro bruxos de Qarth cujo navio ele apreendeu quando estavam em busca de Daenerys Targaryen após a destruição da Casa dos Imortais.[5]

O barulho do berrante silencia tudo na assembleia de homens livres, e termina a possível briga entre os apoiadores do irmão de Euron, Victarion, e sua sobrinha, Asha Greyjoy.[6] O barulho do berrante soa como o grito de mil almas e parece aos ouvintes como se seus ossos estivessem em chamas, queimando sua carne por dentro.[1] Cragorn, o homem que toca o berrante por Euron, desfalece com bolhas nos lábios. Sua tatuagem de um pássaro estampada peito está sangrando.

Euron vence a assembleia, prometendo aos homens de ferro que eles conquistarão Westeros com dragões. Quando Asha argumenta que não há mais dragões, Euron diz a ela que existem três, e ele sabe onde encontrá-los. Ele não menciona que os dragões pertencem a Daenerys.[3]

Mais tarde, Euronconta para Victarion que Cragorn morreu. Euron diz que quando um meistre o cortou para examinar a causa da morte, descobriu-se que seus pulmões estavam carbonizados de preto, como fuligem.[7]

A Dança dos Dragões

Em Bosque Profundo Asha reflete que em Velha Wyk o berrante do inferno de seu tio havia soprado uma sentença de morte nos sonhos dela.[2]

Euron dá a Victarion o berrante quando o envia para Meereen para trazer Daenerys Targaryen para ele. Ele tem com ele a bordo do Vitória de Ferro. De acordo com Moqorro, os glifos valirianos no chifre dizem, "Sou o Atador de Dragões... Nenhum homem mortal deve me fazer soar e viver... Sangue por fogo, fogo por sangue.."[1]

Moqorro diz que quem tocar o berrante morrerá, mas todos os dragões que ouvirem obedecerão ao mestre do berrante. Os sacerdotes vermelhos dizem que Victarion deve ser feito o mestre do berrante e ele deve reivindicar o chifre com sangue.[1]

Os Ventos do Inverno

Quando Victarion e a Frota de Ferro chegam na Baía dos Escravos, Victarion ainda tem o berrante com ele em sua cabine. Parte da frota de ferro chega à baía de Meereen, assim que o Segundo Cerco de Meereen está prestes a ser retomado.

Citações


Brilhante e funesta foi sua voz, um tremendo e quente grito que fez os ossos dos homens parecerem tamborilar dentro dele. É o chifre do inferno [3]
—— pensamentos de Aeron Greyjoy



Esse corno que vocês ouviram eu encontrei entre as ruínas fumegantes que foram Valíria, onde nenhum homem ousou andar, exceto eu. Você ouviu seu chamado, e sentiu seu poder. Isto é um chifre de dragão, amarrados com bandas de ouro vermelho e esculpido em aço valiriano com encantamentos. Os antigos senhores de dragões procuraram tais chifres, antes de a Perdição os devorarem. Com esse corno, homens de ferro, eu posso trazer dragões a minha vontade. [3]

Referências