Marillion

De Gelo e Fogo wiki
Ir para navegação Ir para pesquisar

 

Marillion
Marillion Тхе Мичо.jpg
Marillion, arte por The Mico/Тхе Мичо ©
Nascimento Em 279 d.C. ou 280 d.C.[1]
Morte Em 300 d.C., em Ninho da Águia[2]
Aparece
Mencionado 
Aparece
Aparece
Mencionado 

GoT Logo.jpg
Marillion HBO.png
Interpretado(a) por Emun Elliott
Aparições Primeira Temporada

Marillion é um cantor e músico.

Aparência e Personalidade

Veja também: Imagens de Marillion

Marillion é um jovem bonito com uma aparência infantil. Ele tem a forma esguia, a pele lisa, cabelos cor de areia e um sorriso encantador.[3] Ele toca harpa,[4] e é um tenor.[5] Ele é vaidoso quanto a suas habilidades e sua boa aparência.[6]

História

Marillion estava em Porto Real para o torneio do Dia do Nome do Príncipe Joffrey. Ele ganhou muita prata com seu canto durante o torneio, mas perdeu quando apostou que Jaime Lannister ganharia sua justa contra Loras Tyrell.[4]

Eventos Recentes

A Guerra dos Tronos

Marillion conhece Catelyn Stark e Rodrik Cassel na estalagem da encruzilhada.[4] Após Catelyn capturar Tyrion Lannister, ele cavalga com eles para o Ninho da Águia. Durante a cavalgada, o grupo é atacado por membros dos clãs das montanhas do Vale. Embora Marillion sobreviva à batalha, um dos membros do clã quebra várias de suas costelas, sua harpa de madeira, e quatro de seus dedos. No entanto, Marillion consegue tirar um fino manto de pele de gato-das-sombras do chefe morto do clã,[5] que Tyrion mais tarde ganha dele nos dados.[7]

No julgamento de Tyrion, Marillion está presente. Tyrion diz a ele para fazer uma canção sobre como ele não teve permissão para escolher seu campeão em seu julgamento por combate.[8]

A Tormenta de Eespadas

Marillion fica no Ninho de Águia e se torna o favorito de Lady Lysa Arryn.[3] Marillion pressiona várias criadas a dormir com ele, e duas criadas e um pajem são banidos durante esse período por contarem "mentiras" sobre ele.[9] Ele também dorme com Myranda Royce que mais tarde admite que estava muito disposta a fazê-lo.[10]

Ele está presente no casamento de Lysa Arryn e Petyr Baelish na Torre de Baelish. Depois de dormir, ele fica bêbado e tenta estuprar Sansa Stark. Lothor Brune, que recebeu ordens de Petyr para vigiar Sansa, evita isso e fere Marillion.[6]

Depois que Lysa vê Petyr beijando Sansa no Ninho de Águia, ela pede a Marillion que traga Sansa para ela. Ela culpa Sansa e ameaça jogá-la pela Porta da Lua. Para evitar que sejam ouvidos, Marillion toca harpa e canta. Quando Sansa quase cai, Petyr chega. Ele salva Sansa e tranquiliza Lysa. Então ele joga Lysa pela Porta da Lua e chama os guardas, dizendo que Marillion matou Lysa.[3]

O Festim dos Corvos

Após sua prisão, Marillion é torturado para "confessar" que matou Lysa, e fica confinado nas celas do céu. Em troca de sua confissão, ele pode manter sua vida, mas perde seus olhos e alguns dedos.[9] Durante sua prisão, ele canta:[9]


Petyr faz Marillion repetir sua confissão na frente de Nestor Royce e, em seguida, confina-o novamente nas celas do céu.[9]

Sansa mais tarde assegura Robert Arryn que Marillion morreu, com base nas informações de Petyr, mas Robert insiste que ainda pode ouvir Marillion cantando à noite.[2]

Citações


Se tivesse olhos, choraria.[9]
—— Marillion, durante sua confissão.

Game of Thrones

Em Game of Thrones Marillion está presente quando Catelyn captura Tyrion[11] e os acompanha até a Vale.[12] No final da primeira temporada, ele está na corte de Joffrey Baratheon. Marillion foi trazido para o rei por cantar uma canção zombeteira sobre Robert Baratheon. Nele, ele insinua que os Lannisters estão envolvidos na morte de Robert. Por isso, Joffrey o condena a escolher entre perder os dedos ou a língua. Marillion não faz uma escolha e implora por misericórdia. Sua súplica é em vão, e sua língua é cortada de sua boca por Ilyn Payne.[13] Nos livros, isso acontece com um cantor de taberna não identificado.[14]

Referências