A Guerra dos Tronos - Capítulo 7

De Gelo e Fogo wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Arya I
Capítulo de A Guerra dos Tronos
A Guerra dos Tronos.jpg
PDVArya
LocalWinterfell, Norte, Westeros
Página53-58 PT-BR Leya (Outras versões)
CenaWinter Is Coming (Série HBO)
Cronologia dos capítulos (Todos)
Catelyn II ← Arya I → Bran II

Arya II

Arya foge da sessão de costura para ver os rapazes treinando com espadas no pátio.

Resumo

Desentendimento entre Joffrey Baratheon e Robb Stark, extraído de 'A Guerra dos Tronos - Edição Ilustrada', por Magali Villeneuve ©.

Arya está desanimada com seus pontos tortos. Ela não consegue ser tão boa quanto a irmã Sansa na costura. A Septã Mordane elogia os pontos da Princesa Myrcella, que Arya acha que também estão tortos. Sansa está cochichando com as amigas Jeyne Poole e Beth Cassel. Quando Arya pergunta sobre o que elas estão cochichando, elas lhe revelam que é sobre o Príncipe Joffrey, dizendo como ele é bonito e que ele elogiou Sansa e que eles vão se casar. Arya ressalta que Jon acha que Joffrey parece uma moça. Sansa lamenta que Jon esteja com ciúmes porque é um bastardo. Arya defende o irmão, chamando a atenção da Septã para si.

A Septã Mordane examina os pontos de Arya e demonstra sua insatisfação. Humilhada, Arya corre porta afora, parando apenas para fazer uma reverência forçada à Princesa Myrcella. Arya deseja que tivesse um pouco da beleza e da habilidade da irmã. Ela tem a aparência do pai, e não a beleza da mãe, como Sansa. Jeyne costumava chamá-la de Arya "Cara de Cavalo" e o que mais doía era que a única coisa que Arya sabia fazer melhor que Sansa era cavalgar. Isso e administrar uma casa, uma vez que Sansa não tinha cabeça para números.

Arya encontra seu filhote de lobo, Nymeria, esperando por ela e vão juntas assistir aos rapazes lutarem no pátio de treino, sem ousar retornar ao seu quarto, onde ela seria descoberta e castigada. No caminho, ela passa por Jon, sentado em um parapeito com Fantasma. Ela se senta ao seu lado, observando juntos o pátio de treinos.

Lá embaixo, no pátio, bem acolchoados, Bran e o Príncipe Tommen estão lutando um contra o outro com espadas de madeira, sobre o atencioso olhar do Mestre de Armas Sor Rodrik Cassel. O grupo de espectadores inclui Robb Stark e Theon Greyjoy. Jon comenta que trabalhar com espadas é mais cansativo do que trabalhar com agulhas. Arya retorque, dizendo que é mais divertido também. Arya se lembra de quando era pequena, época em que pensava também ser uma bastarda como Jon, pois era a única filha que puxara o pai. Quando Arya pergunta a Jon por que ele não está no pátio com os outros ele responde que aos bastardos não é permitido lutar com príncipes, somente espadas legítimas podem. Arya diz que poderia lutar tão bem quanto Bran, que só tem sete anos, enquanto ela tem nove, mas Jon diz que ela não tem força para uma espada.

Príncipe Joffrey faz a Casa da mãe igual em honra que à do rei, por John Matson ©.

Jon denota que o recém-chegado Príncipe Joffrey usa um brasão que tem tanto o veado como o leão nele, dando ao brasão da família materna igualdade em relação ao Brasão Real. Jon sugere que Arya deveria usar um brasão combinando Stark e Tully, mas Arya diz que um lobo com um peixe na boca pareceria estúpido e questiona por que uma garota precisaria de um brasão se não pode lutar.

Abaixo deles, Bran derruba Tommen e Sor Rodrik chama Robb e Joffrey para um assalto. Joffrey age como se estivesse abaixo de sua dignidade lutar contra Starks com espadas de treino. Ele sugere espadas de verdade e Robb aceita. Jon comenta com Arya que Joffrey é um verdadeiro merda. Sor Rodrik afirma que só vai permitir espadas de torneio, com o gume embotado. O guarda-costas de Joffrey, Sandor Clegane, comenta que matou um homem com uma espada de verdade quando tinha apenas doze anos. Jofrrey faz mais alguns comentários, que irritam Robb, finge um bocejo e se retira com Tommen. Jon aconselha Arya a ir para o quarto e encarar seu castigo. Arya insiste, dizendo que não é justo, mas Jon diz que nada é justo, se retirando com Fantasma. Arya retorna ao quarto, encontrando não somente a Septã Mordane aguardando-a, mas também Catelyn.

Citações

Pobre Jon. Ele tem ciúmes porque é um bastardo.[1]
— Sansa, para Arya.
Não se permite a bastardos danificar jovens príncipes. Quaisquer hematomas que recebam no pátio de treinos devem provir de espadas legítimas.[2]
— Jon, para Arya.
Os Lannister são orgulhosos. Seria de se pensar que a chancela real seria suficiente, mas não. Ele faz a Casa da mãe igual em honra à do rei.[3]
— Jon, para Arya.
Joffrey é um verdadeiro merda.[4]
— Jon, para Arya.

Passagens destacadas

Listas

Personagens

Aparecem:

Aparecem:

Mencionados:

Casas

Aparecem:

Mencionada:

Locais

Aparecem:

Mencionado:

Outros termos

Links externos

Sobre a página

Esta página utiliza conteúdo baseado em A Game of Thrones-Chapter 7, um artigo de A Wiki Of Ice And Fire.

Referências

  1. A Guerra dos Tronos, Capítulo 7, Arya, página 54.
  2. A Guerra dos Tronos, Capítulo 7, Arya, página 56.
  3. A Guerra dos Tronos, Capítulo 7, Arya, página 56.
  4. A Guerra dos Tronos, Capítulo 7, Arya, página 57.
  5. A Guerra dos Tronos, Capítulo 7, Arya, página 56.
  6. A Guerra dos Tronos, Capítulo 7, Arya, página 55.
  7. A Guerra dos Tronos, Capítulo 7, Arya, páginas 54 e 55.