Ações

Viserra Targaryen

Targaryen.png
Viserra Targaryen
Targaryen.png
Título Princesa
Lealdade Casa Targaryen
Raça Valiriana
Cultura Terras da Coroa
Nascimento Em 71 d.C.[1]
Morte Em 87 d.C.[1]
Outros livros
Mencionada
Mencionada

Princesa Viserra Targaryen foi a décima criança e a sexta filha mulher do Rei Jaehaerys I Targaryen e da Rainha Alysanne Targaryen.

Aparência e características

Princesa Viserra foi uma donzela selvagem e destemida.[2] Quando bebê, era voluntariosa, mas nunca chorava ou gritava. Mais tarde, ela se tornou astuta, vaidosa e bela, sendo a mais bonita das filhas da Rainha Alysanne, com olhos de um intenso violeta, cabelos de ouro e prata, perfeita pele alva, traços delicados. Ela também possuía uma elegância que chegava a ser perturbadora e sinistra em uma pessoa tão nova. Por ter sido cortejada a vida inteira pela corte, sua vaidade foi alimentada até se transformar em um incêndio desenfreado e ela adorava colocar seus pretendentes e seguidores uns contra os outros em disputas e combates por seu favor. De acordo com a Rainha Alysanne, Princesa Viserra não tem interesse nenhum em brincadeiras de beijo e nem nos meninos que seguiam-na, pois ela apenas brincava com eles como se fossem filhotes de cachorro e que seu verdadeiro interesse e ambição é ser Rainha.[1]

História

Princesa Viserra nasceu em 71 d.C.. Em 73 d.C., após o Rei Jaehaerys e a Rainha Alysanne concordarem que o Príncipe Vaegon e a Princesa Daella não poderiam se casar devido a inimizade entre eles, foi pensado rapidamente que talvez a Princesa Saera ou a Princesa Viserra poderiam substituir a Princesa Daella no casamento, mas logo foi descartada essa hipótese, pois Príncipe Vaegon jamais olhou duas vezes para suas irmãs princesas antes.[1]

Como uma jovem linda e vaidosa, ela foi cortejada a vida inteira por grandes senhores, cavaleiros famosos e meninos imaturos, o que a tornou ainda mais vaidosa. Certa vez, quando um escudeiro elogiou-a como uma deusa, ela simplesmente concordou. Princesa Viserra obrigava os escudeiros fascinados por ela a nadar na Torrente da Água Negra, escalar a Torre da Mão ou soltar todos os corvos do viveiro, apenas para conseguirem a prenda da princesa nas justas. Outra vez, ela levou seis meninos ao Fosso dos Dragões e disse que daria sua donzelice para quem enfiasse a cabeça dentro da boca de um dragão, mas os garotos foram impedidos pelos Guardiões de Dragão. É claro que a Princesa não pretendia dar sua donzelice de verdade, pois apenas estava brincando com os garotos como se eles fossem cãezinhos.[1]

Princesa Viserra não levava a sério qualquer um de seus seguidores, pois tinha um pretendente especial em mente: Príncipe Baelon Targaryen, seu irmão e herdeiro do Rei Jaehaerys. Príncipe Baelon, o Bravo, sofreu muito com a morte de sua esposa e irmã, a Princesa Alyssa Targaryen, e nunca mais se interessou por qualquer outra mulher. Sabendo que seu irmão estava disponível, ela sempre se aprumava e saltitava em volta de Príncipe Baelon na esperança de chamar sua atenção. Certa vez a Princesa Viserra disse para sua amiga mais próxima, Senhorita Beatrice Butterwell, que ela nutria esperança de casar com Baelon, pois a falecida Princesa Alyssa Targaryen não chegava nem perto de sua beleza e que tinha o nariz quebrado. Claro que ela não amava-o de verdade e apenas tinha interesse em se casar com ele para se tornar Rainha quando o Rei Jaehaerys morresse. A Rainha Alysanne notou isso e estava determinada a impedi-la.[1]

Em 86 d.C., a Rainha Alysanne anunciou o noivado do velho Lorde Theomore Manderly com a Princesa Viserra. Frustrada com o anúncio, Princesa Viserra foi até seu pai para reclamar, mas o Rei Jaehaerys encontrou-se surdo perante as reclamações de sua filha, dizendo que aquela era uma boa união, pois aproximaria o Norte e o Trono de Ferro. Desesperada, Princesa Viserra voltou-se a seu irmão, Príncipe Baelon Targaryen, na esperança de ser resgatada. O príncipe era catorze anos mais velho que a Princesa Viserra, com vinte e nove diante dos quinze dela. Certa noite, ela conseguiu evitar os guardas e infiltrar-se nos aposentos do Príncipe Baelon, onde se despiu e esperou por ele enquanto bebia. Sua esperança era seduzi-lo, mas quando o príncipe chegou, ele expulsou-a de seus aposentos, só que a princesa estava tão bêbada que precisou de duas criadas e um cavaleiro da Guarda Real para voltar em segurança a seus próprios aposentos.[1]

Pouco depois desse incidente, já em 87 d.C., a princesa trocou de roupas com uma de suas criadas para fugir dos guardas e escapulir da Fortaleza Vermelha para o que ela descreveu como “uma última noite de risadas antes de eu ir embora e congelar”. Com seus companheiros, todos homens, fidalgos e jovens cavaleiros imaturos, a Princesa partiu para conhecer parte da cidade que ela nunca tinha visto antes. Cerveja, hidromel e vinho estiveram presentes nas travessuras da noite e Princesa Viserra desfrutou com gosto. Em algum momento, perto da meia-noite, a princesa e os companheiros que restavam decidiram apostar corrida de volta até o castelo em uma cavalgada desabalada pelas ruas da cidade. Quando os jovens chegaram perto da Colina de Aegon, o palafrém da Princesa Viserra colidiu com um de seus companheiros e a princesa foi arremessada da sela de cabeça contra uma parede, quebrando seu pescoço. Era hora do lobo quando Sor Ryam Redwyne da Guarda Real despertou o Rei Jaehaerys e a Rainha Alysanne para lhes informarem do ocorrido. Apesar das diferenças entre elas, a perda da Princesa Viserra foi devastadora para a Rainha Alysanne e o próprio Príncipe Baelon Targaryen também ficou muito abalado, perguntando-se se devia ter falado de forma menos brusca com a irmã na noite em que a encontrara nua em sua cama.[1]

Dos bastidores

Viserra foi listada como a décima criança e a quarta das filhas mulheres do Rei Jaehaerys I Targaryen o livro O Mundo de Gelo e Fogo publicado em 2014.[3] Contudo, no livro Fogo & Sangue de 2018 trouxe a informação de que ela permaneceu como a décima criança, mas agora ela era a sexta filha mulher do Rei Jaehaerys I Targaryen, o que contradiz o livro O Mundo de Gelo e Fogo. Várias outras mudanças relacionados aos filhos de Jaehaerys aconteceram, assim como algumas características físicas de alguns personagens e nomes foram alterados. Isso aconteceu porque George R. R. Martin começou a ter várias outras novas idéias enquanto escrevia Fogo & Sangue e decidiu implementá-las.[4]

Família

Sobre a página

Esta página utiliza conteúdo baseado em Viserra Targaryen, um artigo de A Wiki Of Ice And Fire.

Referências

  1. 1,0 1,1 1,2 1,3 1,4 1,5 1,6 1,7 Fogo & Sangue, O Longo Reindo Jaehaerys e Alysanne, Política, Progênie e Provação.
  2. O Mundo de Gelo e Fogo, Os Reis Targaryen: Jaehaerys I.
  3. O Mundo de Gelo e Fogo, Apêndice: Árvore Genealógica dos Targaryen.
  4. Westeros.org: FIRE AND BLOOD Volume 1 (21 de julho de 2018)
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Aenys I
 
Alyssa
Velaryon
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Rhaena
 
Aegon
 
Viserys
 
Jaehaerys I
 
Alysanne
 
Vaella
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Filho(a)
 
Aegon
 
Daenerys
 
Aemon
 
 
Baelon
 
Alyssa
 
Maegelle
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Vaegon
 
Daella
 
Saera
 
Viserra
 
Gaemon
 
Valerion
 
Gael