Ações

Aemon Targaryen (filho de Jaehaerys I)

Para os artigos que compartilham o mesmo título, por favor veja esta página de desambiguação. Disambig.png

Targaryen.png
Aemon Targaryen
Targaryen.png
Aemon 92.png
Aemon quando criança, por Magali Villeneuve © para O Mundo de Gelo e Fogo.
Título Príncipe
Príncipe de Pedra do Dragão
Mestre das Leis
Lealdade Casa Targaryen
Raça Valiriana
Cultura Terras da Coroa
Esposa(o) Jocelyn Baratheon
Nascimento Em 55 d.C.[1]
Morte Em 92 d.C.[2]
Outros livros
Mencionado
Mencionado
Mencionado
Mencionado

Príncipe Aemon Targaryen foi um membro da Casa Targaryen. Ele foi a terceira criança e o segundo filho homem nascido do Rei Jaehaerys I Targaryen e da Rainha Alysanne Targaryen. Aemon foi casado com a Senhora Jocelyn Baratheon. Juntos, eles tiveram uma filha, a princesa Rhaenys Targaryen. Rhaenys mais tarde seria conhecida como "A Rainha Que Nunca Foi".

Aparência e características

Veja também: Imagens de Aemon Targaryen

Aemon nasceu uma criança saudável de membros perfeitos, com olhos claros como lilás. Seu cabelo era claro, reluzente como ouro branco, uma cor rara até mesmo na antiga Valíria. Ainda com 2 anos, muito sobre sua personalidade já tinha se revelado, sendo um menino sério, cauteloso, atento e obediente. Aparentemente ele também era muito curioso, pois a Rainha Alysanne Targaryen costumava brincar que suas primeiras palavras foram “Por quê?” e mesmo que ainda não tivesse aprendido a ler, ele adova que lessem para ele. Com 7 anos ele era forte e alto para a idade e tão belo quanto modesto. No final de sua adolescência, com 15 anos, ele possuia 1,88 metros de altura. Já adulto, ele demonstrou ser um excelente guerreiro e um homem mais do que habilidoso tanto para a guerra quanto para a paz, pois ajudou na administração do reino ao lado do pai. Aemon e Baelon não eram apenas irmãos, mas sim melhores amigos e possuíam uma rivalidade amistosa e saudável. Inicialmente ele era tímido na presença de dragões, mas eventualmente ele acabou tomando Caraxes como sua montaria pessoal.[3]

História

Antes de nascer, a sua irmã mais velha, a Princesa Daenerys pediu para sua mãe lhe dar uma irmãzinha. Príncipe Aemon nasceu em 55 d.C. em Pedra do Dragão e não só a Rainha e o Rei comemoraram seu nascimento, mas todo o povo de Porto Real, quando estes voltaram para sua cidade. A partir de seu nascimento, o Rei Jaehaerys I Targaryen passou a referir-se a ele como seu herdeiro, o que causou atrito com a Rainha Alysanne Targaryen, que achava que a Princesa Daenerys deveria ser a herdeira. Como forma de acordo entre os dois, Rei Jaehaerys decidiu casá-los para que ambos governassem juntos, mas a Rainha não ficou completamente satisfeita com a decisão.[3]

Em 60 d.C. a irmã mais velha e prometida do Príncipe Aemon, a Princesa Daenerys, morreu durante a grande epidemia de Arrepios. Em 61 d.C., Lorde Rogar Baratheon trouxe a Senhorita Jocelyn Baratheon para Porto Real para serem criadas na cidade enquanto travava sua guerra contra o Rei Abutre. Em 62 d.C., quando Aemon tinha 7 anos, as disputas de espada entre os Príncipes Aemon e Baelon eram tão acirradas que atraiam grande público para assistir os treinos, dentre eles a bela Senhorita Jocelyn Baratheon, que passou a se interessar pelo Príncipe Aemon. Nesse mesmo ano de 62 d.C., o Rei Jaehaerys nomeou o Príncipe Aemon com o título de Príncipe de Pedra do Dragão e herdeiro do Trono de Ferro. Durante o banquete de comemoração da nomeação do Príncipe Aemon como herdeiro, a Rainha Alysanne trouxe Senhorita Jocelyn Baratheon para se sentar ao lado do Príncipe Aemon e ambos conversaram e riram a noite toda, sem prestar atenção ao seu redor.[3]

Em 68 d.C., o Rei Jaehaerys e a Rainha Alysanne anunciaram publicamente que Príncipe Aemon e a Senhorita Jocelyn iriam se casar, contrariando o senso comum de casar o herdeiro do Trono de Ferro com sua irmã, a Princesa Alyssa Targaryen, que mais tarde se casou com o Príncipe Baelon. O referido casamento aconteceu em 70 d.C. e foi um evento esplêndido e memorável.[3]

Em 72 d.C., foi realizado um torneio em Valdocaso para comemorar o casamento do jovem Lorde Darklyn com a filha do lorde Theomore Manderly. Durante o torneio, Príncipe Aemon Targaryen foi o campeão do corpo-a-corpo ao derrotar o Príncipe Baelon (após este se render). Ainda no mesmo torneio, Príncipe Aemon, com 17 anos, foi nomeado cavaleiro após se sair bem nas justas. Logo após isso, Príncipe Aemon tomou o dragão Caraxes como sua montaria. Príncipe Baelon não podia ficara para trás de seu rival, então um ano depois ele conquistou seu título de cavaleiro e tomou Vhagar como sua montaria pessoal.[3]

No sétimo dia da sétima lua de 74 d.C., Príncipe Aemon e a Senhora Jocelyn tiveram sua primeira (e única) prole: a Princesa Rhaenys Targaryen, a primeira neta do Rei Jaehaerys e a Rainha Alysanne.[3]

Em 81 d.C., com 26 anos, Príncipe Aemon era tão competente e bem visto corte que o Rei Rei Jaehaerys o incluiu no Pequeno Conselho como Mestre das Leis, função que ele executou com muita competência.[3]

Em 83 d.C. a Quarta Guerra Dornesa começou quando o Príncipe de Dorne, Morion Martell resolveu atacar Westeros, mas o Rei Jaehaerys I Targaryen tinha espiões em Dorne e antes mesmo de eles desembarcarem no Cabo da Fúria, o Rei Jaehaerys I Targaryen, com Vermithor, o Príncipe Aemon, com Caraxes e o Príncipe Baelon, com Vhagar, desceram das nuvens e acabaram com a invasão antes mesmo dela começar, matando vários Dorneses.[4]

Em 88 d.C. o Rei Jaehaerys I Targaryen partiu para uma turnê pelas Terras Ocidentais após uma briga com a Rainha Alysanne Targaryen e tanto Príncipe Aegon como Príncipe Baelon o acompanharem em algumas dessas viagens.[3]

Durante o evento que ficou conhecido como Banho de Sangue Myriano duas facções rivais de Myr disputaram a supremacia e a facção derrotada, expulsa da cidade e se tornando piratas, fugiu para os Degraus onde foi expulsa novamente e acabaram tentando, com sucesso temporário, tomar Tarth do Lorde Cameron Tarth. Em 92 d.C., Durante a tentava de retomada da cidade, o Príncipe Aemon Targaryen liderou o exército real composto por homens das Terras da Tempestade, como o próprio cunhado do Príncipe, Lorde Boremund Baratheon, e os homens de Lorde Cameron Tarth, além de alguns homens das Terras da Coroa, como o genro do Príncipe, Lorde Corlys Velaryon. A sua filha, Princesa Rhaenys, e seu dragão Meleys teriam acompanhado seu pai se não estivesse grávida. No acampamento próximo a Tarth, Príncipe Aemon e Lorde Cameron Tarth estavam planejando juntos o ataque para tomar Tarth novamente quando dois homens de Myr invadiram secretamente o local e tentaram assassinar Lorde Cameron com dardos de besta, mas acabaram atingindo a garganta do Príncipe Aemon, assassinando-o. A fúria de seu pai, o Rei Jaehaerys I Targaryen, e de seu irmão, o Príncipe Baelon, o Bravo, foi terrível. Então, o Príncipe Baelon montou em seu dragão Vhagar portando Irmã Negra e massacrou todos os Piratas de Myr. Após retornar para Porto Real, Príncipe Baelon foi recebido como um verdadeiro herói sendo homenageado por toda a cidade, mas quando o príncipe se encontrou com sua mãe, ele caiu em lágrimas lamentando a morte de seu irmão, melhor amigo e rival.[3]

Após sua morte, Aemon só tinha uma filha, a Princesa Rhaenys, que poderia herdar o reino em seu lugar. Para tanto, a morte de Aemon deixou incerta a sucessão do Rei Jaehaerys I Targaryen e o próprio rei viu a necessidade de escolher pessoalmente seu novo herdeiro. A escolha precisava ser feita entre a Princesa Rhaenys, única herdeira de Aemon, e Príncipe Baelon, irmão mais novo do Príncipe Aemon. Príncipe Baelon foi finalmente escolhido,[2][5][6] pois ele era um cavaleiro experiente de trinta e cinco anos e era mais adequado ao governo do que a princesa Rhaenys, de dezoito anos, mas isso causou atrito tanto com a Casa Velaryon como com a Casa Baratheon.[7]

Família

Aemon foi casado com sua tia, Jocelyn Baratheon, e, juntos, eles tiveram apenas uma criança: Rhaenys. Princesa Rhaenys era casada com Lorde Corlys Velaryon. Este casamento deu dois netos para Príncipe Aemon (ainda que ele não tenha vivido tempo suficiente para conhecê-los): Laena e Laenor Velaryon. Laena viria a ter duas filhas com o príncipe Daemon Targaryen, Rhaena e Baela Targaryen, enquanto Laenor teria três filhos com a princesa Rhaenyra Targaryen, Jacaerys, Lucerys e Joffrey Velaryon. Embora ninguém questionou a paternidade dos filhos de Laena, havia rumores de que os filhos de Laenor não eram realmente seus, mas que os três rapazes tinha como pai Sor Harwin Strong. Esses rumores nunca foram comprovados.[6][5][8]

Irmãos

Sobre a página

Esta página utiliza conteúdo baseado em Aemon Targaryen (son of Jaehaerys I), um artigo de A Wiki Of Ice And Fire.

Referências

  1. Fogo & Sangue.
  2. 2,0 2,1 O Mundo de Gelo e Fogo, Os Reis Targaryen: Jaehaerys I.
  3. 3,0 3,1 3,2 3,3 3,4 3,5 3,6 3,7 3,8 Fogo & Sangue, O Longo Reindo Jaehaerys e Alysanne, Política, Progênie e Provação.
  4. Fogo & Sangue, Jaehaerys e Alysanne, Triunfos e Tragédias.
  5. 5,0 5,1 A Princesa e a Rainha.
  6. 6,0 6,1 O Príncipe de Westeros.
  7. Fogo & Sangue, Herdeiros do Dragão, Uma Questão de Sucessão.
  8. O Mundo de Gelo e Fogo, Apêndice: Árvore Genealógica dos Targaryen.


 
 
 
 
 
 
 
 
 
Aenys I
 
Alyssa
Velaryon
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Rhaena
 
Aegon
 
Viserys
 
Jaehaerys I
 
Alysanne
 
Vaella
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Filho(a)
 
Aegon
 
Daenerys
 
Aemon
 
 
Baelon
 
Alyssa
 
Maegelle
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Vaegon
 
Daella
 
Saera
 
Viserra
 
Gaemon
 
Valerion
 
Gael