Lucerys Velaryon

De Gelo e Fogo wiki
Ir para navegação Ir para pesquisar

 

Velaryon.png
Lucerys Velaryon
Targaryen.png
Lucerys Velaryon.jpg
Lucerys em sua infância, por Douglas Wheatley, como retratado em O Mundo de Gelo e Fogo.
Apelido(s) Luke
Título(s) Príncipe
Lealdade Casa Velaryon
Casa Targaryen
Os Negros
Raça Valiriana
Cultura Terras da Coroa
Pai Laenor Velaryon (oficialmente)
Harwin Strong (rumor)
Mãe Rhaenyra Targaryen
Nascimento Em 115 d.C.[1]
Morte Em 129 d.C., em Baía dos Naufrágios[2]
Livros Históricos
Mencionado
Mencionado
Mencionado
Mencionado

HOTD LOGO.png
Lucerys Velaryon HBO.png
Intérprete Elliot Grihault (jovem)
Harvey Sadler (criança)
Aparições 1ª Temporada

O príncipe Lucerys Velaryon, também conhecido como Luke, foi o segundo filho da princesa Rhaenyra Targaryen e seu primeiro marido, Sor Laenor Velaryon. Ele era um cavaleiro de dragão de Arrax.[3]

Na adaptação televisiva House of the Dragon, Lucerys é interpretado por Elliot Grihault quando jovem, e Harvey Sadler quando criança.[4]

Aparência e personalidade

Veja também: Imagens de Lucerys Velaryon

Luke era um rapaz forte e robusto, habilidoso em armas. Como seus irmãos Jacaerys e Joffrey, ele tinha olhos e cabelos castanhos e nariz achatado. Isso fez com que muitos na corte suspeitassem que Sor Harwin Strong era seu verdadeiro pai.[5][1]

História

Juventude

O rei Viserys I Targaryen ficou encantado com Luke quando ele foi apresentado na corte. Em 118 d.C., Rhaenyra Targaryen anunciou o noivado de seus filhos mais velhos, Jacaerys e Lucerys, com Rhaena e Baela Targaryen, as filhas do príncipe Daemon Targaryen e com sua esposa Laena Velaryon.[6][1]

Laenor Velaryon faleceu em 120 d.C. e seu filho Lucerys e o resto de sua família foram para Derivamarca para seu funeral. Lá, o tio de Luke, o príncipe Aemond Targaryen, que tinha 10 anos de idade, secretamente tentou reivindicar Vhagar, o dragão da recém falecida Laena Velaryon, tia de Luke. Aemond foi confrontado por seu outro sobrinho, o príncipe Joffrey; em uma tentativa de mantê-lo quieto, Aemond deu um tapa e ameaçou o menino mais novo, antes de empurrá-lo em uma pilha de excrementos de dragão e montar Vhagar. Ao retornar de seu primeiro voo, ele descobriu que Joffrey havia acordado seus irmãos mais velhos, Lucerys de cinco anos e Jacaerys de seis anos, que o atacaram com espadas de treinamento de madeira. Apesar da luta ser de três contra um, Aemond conseguiu afastar seus três sobrinhos, quebrando o nariz de Luke e pegando uma das espadas de treinamento e quebrando-a na cabeça de Jace. Quando Aemond chamou seus sobrinhos de "Fortes" (uma alusão a suspeita de que os filhos de Rhaenyra seriam bastardos Strong), Jace, que era velho o suficiente para entender o insulto, atacou Aemond novamente. Quando Aemond conseguiu sobrepuja-lo e começou a bater muito em Jace, Luke sacou sua adaga e rasgou o rosto de Aemond, arrancando seu olho direito. Após o incidente, a mãe de Aemond, a rainha Alicent, pediu que Lucerys perdesse um olho como penitência, o que o rei Viserys recusou, enquanto a mãe de Luke, a princesa Rhaenyra, exigiu que Aemond fosse questionado "agudamente", até que ele revelou onde ouviu seus filhos serem descritos como "fortes" — sugerindo com este nome que eles eram bastardos e que a princesa Rhaenyra seria culpada de alta traição ao ter um caso com Sor Harwin Strong. Pressionado por seu pai, Aemond acabou admitindo ouvir o nome de seu irmão, o príncipe Aegon. O rei Viserys decretou depois que qualquer um que zombasse de seus netos como "Strongs" ("fortes") novamente teriam suas línguas arrancadas. Além disso, Rhaenyra e seus filhos deveriam ficar em Pedra do Dragão, enquanto Alicent e seus filhos permaneceriam em Porto Real.[5][1]

Mais tarde naquele ano, a mãe de Lucerys, Rhaenyra Targaryen, se casou com o tio dela, o príncipe Daemon Targaryen. O meio irmão de Luke, o jovem Aegon, nasceu naquele mesmo ano, sendo seguido pelo bebê Viserys em 122 d.C.. Ao contrário dos seus meio-irmãos Velaryons (que tinham cabelo castanho e olhos escuros), os filhos mais jovens de Rhaenyra tinham as características clássicas Targaryen, como cabelo cinza-prateado e olhos violeta.[1]

Em 126 d.C., o avô de Luke, o lorde Corlys Velaryon, adoeceu gravemente. A questão de quem o sucederia como Senhor das Marés e Mestre de Derivamarca se tornou assunto de debate, já que seus filhos Laenor e Laena já haviam morrido, e o filho mais velho de Laenor, Jacaerys, já seria o herdeiro da princesa Rhaenyra e iria sucede-lo no Trono de Ferro um dia. Rhaenyra havia pedido para Corlys para que o segundo filho dela, Lucerys, fosse seu herdeiro natural, mas o sobrinho mais velho de Corlys, Sor Vaemond Velaryon, protestou contra isso, alegando que os filhos Velaryon de Rhaenyra não eram de Laenor, mas sim bastardos de Harwin Strong. Rhaenyra ordenou ao seu marido, Daemon, que matasse Vaemond e cortasse a cabeça dele, dando seu corpo de alimento para seu dragão Syrax. Os cinco primos de Vaemond fugiram para para Porto Real com a esposa e os filhos de Vaemond, Daemion e Daeron, para buscar justiça perante o rei. Viserys ouviu suas queixas, mas ordenou que cada uma das línguas dos primos Velaryon fosse removida quando chamavam os filhos de Rhaenyra de bastardos.[1]

Quando a mão de Viserys infeccionou depois de cortá-la no trono, temia-se que ele pudesse morrer. No primeiro dia de 127 d.C., o rei realizou uma festa para comemorar o retorno de sua saúde e Rhaenyra e Alicent fizeram uma demonstração de amizade e amor. No entanto, depois que o rei deixou a festa, Aemond brindou a seus três sobrinhos Velaryon, falando em falsa admiração de seus cabelos castanhos, olhos castanhos e força, chamando-os de "três meninos fortes".[1]

A Dança dos Dragões

Em 129 d.C., o Rei Viserys I Targaryen faleceu durante um cochilo na Fortaleza Vermelha e uma guerra de sucessão começou, chamada de Dança dos Dragões. O motivo do conflito foi o fato do filho homem mais velho do rei, Aegon II Targaryen, reivindicou o trono para si. A mãe de Luke, Rhaenyra Targaryen, contudo, não aceitou o fato dela ser passada para trás, reivindicando a coroa também com base na sua primogenitura. Os apoaidores de Rhaenyra ficaram conhecidos como "Os Negros", enquanto os apoiadores de Aegon II passaram a ser chamados de "Os Verdes", com o reino se dividindo a respeito. Aegon II teria oferecido a Rhaenyra termos "generosos" de paz, dizendo que se ela se submetesse a ele, entre outras coisas, Aegon permitiria que Lucerys fosse reconhecido como o herdeiro legítimo de Derivamarca e das terras e propriedades da Casa Velaryon, mas ela rejeitou a oferta.[3]

Lucerys tinha treze anos quando a guerra civil começou e ainda era um escudeiro. Seu dragão, Arrax, estava prosperando e crescendo a cada ano. Quando Rhaenyra reuniu seus apoiadores em conselho em Pedra do Dragão, Lucerys e seu irmão Jacaerys se voluntariaram para servir como mensageiros dela para os lordes de Westeros para angariar apoio e também para mostrar sua legitimidade como Targaryens montando em dragões. Rhaenyra permitiu isso, mas primeiro ela fez seus filhos jurarem sobre o livro A Estrela de Sete Pontas que eles não iriam tomar parte em nenhuma luta.[3]

Lucerys, como o mais novo dos dois, recebeu a missão mais fácil com a viagem mais curta que seu irmão Jacaerys. Luke deveria voar com seu dragão Arrax para Ponta Tempestade, onde iria se reunir com lorde Borros Baratheon, esperando ser bem recebido. Contudo, o príncipe Aemond Targaryen já havia chegado no castelo em seu enorme dragão Vhagar, também buscando apoio de Borros para a reivindicação do sei irmão, o Rei Aegon II ao prometer se casar com uma das quatro filhas de Borros. No Salão Redondo de Ponta Tempestade, Aemond saudou Lucerys como "Pequeno Luke Strong, o bastardo" e perguntou se ele estava molhado da chuva ou se ele havia se mijado. Luke ignorou os insultos de Aemond e entregou a carte de Rhaenyra para Borros. O lorde Baratheon perguntou então se, caso sele se aliasse a Rhaenyra, com qual de suas filhas Luke se casaria e lhe disse para escolher uma. Luke admitiu que ele não poderia fazer isso, uma vez que já estava noivo de sua prima, Rhaena Targaryen. Borros então afirmou que ele já esperava por isso e mandou o garoto ir embora e dissesse para sua mãe que o Senhor de Ponta Tempestade não seria comandado como um cachorro.[2]

Príncipe Lucerys e Arrax são mortos pelo Príncipe Aemond Targaryen e Vhagar, como descrito por Chase Stone em O Mundo de Gelo e Fogo.

Antes que Luke pudesse partir, Aemond sacou sua espada e disse-lhe que ele devia uma dívida que agora tinha que pagar. Aemond revelou que havia colocado uma safira no lugar do olho perdido e disse para Luke para que arrancasse seu olho e assim ele o deixaria ir. Lucerys se recusou a lutar com ele, dizendo que ele estava lá como um enviado de sua mãe e não como um cavaleiro, mas Aemond voltou a exigir um olho de Luke ou sua própria vida. Nesse momento, lorde Borros interveio, não querendo que o sangue de um convidado fosse derramado sob seu teto e pediu para seus guardas escoltarem Lucerys até onde seu dragão Arrax o esperava no meio de uma tempestade. Quando a filha de Borros, Maris, zombou de Aemond, perguntando-lhe se Lucerys havia removido suas bolas, assim como seu olho, Aemond ficou furioso. Após pedir permissão para lorde Borros para partir, ele respondeu a Aemond que ele não tinha nada a dizer sobre o que ele faria enquanto não estava sob seu teto, permitindo que ele partisse.[2]

Uma vez no ar, o jovem dragão Arrax estava lutando para ficar no ar no meio da tempestade enquanto Aemond, montado em Vhagar, partiu em perseguição a Luke. Arrax era jovem, menor e bem mais ágil, e em um dia calmo poderia ter sido capaz de ultrapassar e fugir de seu perseguidor, mas o tempo ruim o deteve e Vhagar tinha mais de cinco vezes o seu tamanho e era sobrevivente de uma centena de batalhas. Os dois dragões se digladiaram nos céus sobre a Baía dos Naufrágios. De acordo com o arquimeistre Gyldayn, se realmente ocorreu uma luta, ela não poderia ter durado muito. Arrax caiu, quabrado, sendo engolido pelas águas tempestuosas da baía. Sua cabeça e pescoço apareceram sob os penhascos abaixo de Ponta Tempestade três dias depois. O corpo do príncipe Lucerys nunca foi encontrado.[2]

Legado

De acordo com o testemunho escrito de Cogumelo, Aemond localizou o corpo de Luke na costa e retirou ambos os olhos para apresentá-los a senhora Maris em uma cama de algas, mas a história do arquimeistre Gyldayn difere, afirmando que isso era improvável. Gyldayn também observou que alguns afirmaram que Vhagar arrancou Lucerys das costas de Arrax e o engoliu inteiro. Alguns até afirmaram que Luke sobreviveu à queda e nadou para a segurança, mas perdeu toda a memória de quem ele era, passando o resto de seus dias como um simples pescador. Mas historiadores mais legítimos, como Munkun, desconsideram tais contos e afirmam que Lucerys morreu com seu dragão.[2]

A morte de Luke encerrou a diplomacia entre os dois lados da Dança dos Dragões e garantiu que a guerra agora seria resolvida com fogo e sangue. Aemond Targaryen, agora reconhecido como um assassino de parentes, não recebeu as boas-vindas de um herói em Porto Real. A rainha-viúva Alicent ficou pálida e gritou pela misericórdia da Mãe. Seu avô e Mão do Rei, Otto Hightower, também não estava feliz com isso, dizendo para Aemond, "Você só perdeu um olho, como pode ser tão cego?". No entanto, seu irmão, o rei Aegon II, recebeu Aemond em casa com um grande banquete e anunciou que aquilo havia feito "um bom começo". Em Pedra do Dragão, Rhaenyra colapsou quando soube da morte de Luke e seu filho mais novo, Joffrey, jurou vingança contra Aemond e Borros. O padrasto de Luke, o príncipe Daemon Targaryen, mais tarde se vingaria de sua morte ao mandar "Sangue e Queijo" assassinarem um dos filhos de Aegon II.[2][7]

Citações


Nosso tio nos chama de Strong, mas quando os senhores nos virem montados em dragões, eles saberão que isso é mentira. Só Targaryen voam em dragões.[3]
—— Lucerys, para o Conselho Negro





O pequeno Luke Strong, o bastardo. Você está molhado, bastardo. Está chovendo ou você se mijou de medo?[2]
—— Aemond Targaryen para Lucerys





Aemond: Pare, Strong. Primeiro pague a dívida que tem comigo. Você tem uma faca, como tinha na época. Arranque o próprio olho e deixo você ir. Um serve. Eu não cegaria você.
Lucerys: Não vou lutar com você. Eu vim como enviado, não como cavaleiro.
Aemond: Você veio como covarde e traidor. Quero seu olho ou sua vida, Strong.[2]





E, com a morte dele, a guerra de corvos, enviados, e pactos matrimoniais acabou, e a guerra de fogo e sangue surgiu no horizonte.
—— Arquimeistre Gyldayn





Olho por olho, filho por filho Lucerys será vingado.[2]


Família

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Jocelyn
Baratheon
 
Aemon
 
Daella
 
Rodrik
Arryn
 
Baelon
 
Alyssa
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Corlys
Velaryon
 
Rhaenys
 
 
 
 
 
Aemma
Arryn
 
Viserys I
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Alicent
Hightower
 
Daemon
 
Rhea
Royce
 
Aegon
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Laena
Velaryon
 
Daemon
 
Laenor
Velaryon
 
Rhaenyra
 
Daemon
 
Filho
 
Baelon
 
Aegon II
 
Helaena
 
Aemond
 
Daeron
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Rhaena
 
Baela
 
Jacaerys
Velaryon
 
Lucerys
Velaryon
 
Joffrey
Velaryon
 
Aegon
 
Viserys
 
Visenya
 
Jaehaerys
 
Jaehaera
 
Maelor
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Referências

  1. 1,0 1,1 1,2 1,3 1,4 1,5 1,6 Fogo & Sangue, Herdeiros do dragão: Uma questão de sucessão.
  2. 2,0 2,1 2,2 2,3 2,4 2,5 2,6 2,7 2,8 Fogo & Sangue, A morte dos dragões: Um filho por um filho.
  3. 3,0 3,1 3,2 3,3 Fogo & Sangue, A morte dos dragões: Os pretos e os verdes.
  4. House of the Dragon | Character Descriptions
  5. 5,0 5,1 O Mundo de Gelo e Fogo, Os Reis Targaryen: Viserys I.
  6. O Príncipe de Westeros.
  7. O Mundo de Gelo e Fogo, Os Reis Targaryen: Aegon II.