Borros Baratheon

De Gelo e Fogo wiki
Ir para navegação Ir para pesquisar

 

Baratheon de Ponta Tempestade.png
Borros Baratheon
Baratheon de Ponta Tempestade.png
Título(s) Senhor de Ponta Tempestade
Senhor das Terras da Tempestade
Lealdade Casa Baratheon
Os Verdes
Cultura Terras da Tempestade
Esposa(o) Elenda Caron
Morte Em 131 d.C., em Estrada do Rei
Livro(s) O Mundo de Gelo e Fogo (mencionado)
Fogo & Sangue
(mencionado)

Borros Baratheon foi o lorde de Ponta Tempestade e chefe da Casa Baratheon durante os reinados de Viserys I e Aegon II Targaryen. Ele foi casado com Elenda Caron e teve com ela quatro filhas (Cassandra, Maris, Ellyn e Floris) e um filho (Royce).[1][2]

Aparência e personalidade

Borros era um homem barbudo[3] e um guerreiro experiente.[4] Ele era mais temperamental do que seu ríspido pai, Lorde Boremund,[1] e era ainda mais beligerante do que ele.[5] Borros não era um homem de palavras e sempre fazia com que seu meistre lesse suas mensagens para ele.[2]

História

Borros ganhou experiência militar no início da vida devido a vários confrontos com dorneses.[4] Ele se casou com Elenda Caron, a filha do lorde Royce Caron de Nocticantiga, com quem teria cinco filhos.[2]

É dito que, ao contrário do seu pai, o lorde Boremund Baratheon, Borros era um homem mais rústico e beligerante. Ele nunca aprendeu a ler e escrever.[6]

No começo da Dança dos Dragões, a grande guerra civil Targaryen, ambas as facções, os Negros e os Verdes, esperavam atrair o Lorde Borros para a sua causa. O príncipe Aemond Targaryen esperava conseguir se casar com uma das quatro filhas de Borros para tentar conquistar o apoio da Casa Baratheon para os Verdes, e chegou em Ponta Tempestade com seu dragão para convencer o senhor local. Mas o príncipe Lucerys Velaryon chegou logo depois para também tentar convencer Borros para que ele optasse por se unir aos Negros. Há várias histórias contadas a respeito do que se seguiu depois, com alguns dizendo que o Lorde Baratheon estava envergonhado ao encontrar Lucerys tratando com Aemond (já que o pai de Borros era um apoiador da princesa Rhaenys Targaryen), mas outros falaram que ele adorava o fato das duas facções estarem competindo pela ajuda dele.[6]

Borros recusou a oferta de Lucerys já que, ao contrário de Aemond, ele não podia se casar com nenhuma das filhas de Borros já que ele já era prometida para uma de suas primas, Rhaena. Apesar de Borros proibir que seus homens lutassem debaixo do seu teto em Ponta Tempestade, ele deu sua permissão tácita para que Aemond buscasse o combate, sabendo que o velho dragão Vhagar conseguiria sobrepujar Arrax, o que levaria a morte de Lucerys.[6] Assim, logo no começo da guerra civil, as Terras da Tempestade declararam apoio aos Verdes.[7] Borros então reuniu um exército de 6 mil homens em Ponta Tempestade,[8] mas ao invés de ir lutar contra Rhaenyra, preferiu focar sua atenção em uma ameaça mais próxima, nas Montanhas Vermelhas, combatendo o auto-proclamado Rei Abutre.[4]

A princesa Jaehaera, filha do rei Aegon II Targaryen, foi enviada para Ponta Tempestade, sob proteção do Sor Willis Fell da Guarda Real, quando Porto Real caiu nas mãos da rainha Rhaenyra Targaryen e seus apoiadores.[6]

Lorde Borros manteve seus exércitos nas Terras da Tempestade, mantendo-os longe dos combates por boa parte do conflito, mas eventualmente partiu com seus homens para Porto Real durante a Lua dos Três Reis, um período de caos que imperava na capital dos Sete Reinos. Após restabelecer a paz na cidade e recolocar Aegon II no Trono de Ferro, ele decidiu partir. Inicialmente, Borros foi para as Terras da Coroa, para subjugar os rebeldes por lá. Os homens das Terras da Tempestade conseguiram a submissão de Rosby, Stokeworth e Valdocaso.[4] Em seguida, o exército de Borros foi enfrentar as forças dos Verdes que marchavam para o sul. Uma grande tropa, formada primordialmente por homens das Terras Fluviais, enfrentaram o exército Baratheon na grande Batalha da Estrada do Rei. É dito que Borros matou cerca de doze cavaleiros em combate singular durante a luta, além dos senhores da Darry e Mallister, antes de tombar pelas mãos de Kermit Tully.[9]

Família

 
 
 
 
 
 
 
 
Aerion Targaryen
 
Plebeia desconhecida
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Orys
 
Argella
Durrandon
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Esposa
desconhecida
 
Baratheon
desconhecida
 
Davos
 
Raymont
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Primeira esposa
desconhecida
 
Rogar
 
Alyssa Velaryon
 
 
 
Borys
 
Esposa
desconhecida
 
Garon
 
Esposa
desconhecida
 
Ronnal
 
Esposa
desconhecida
 
Orryn
 
Filha de Archon
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Esposa
desconhecida
 
Boremund
 
Jocelyn
 
Aemon
Targaryen
 
Filho(a)
 
 
 
 
 
Filho(a)
 
 
 
Filhos
 
2 filhas
 
 
 
Filha
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Borros
 
Elenda Caron
 
Rhaenys Targaryen
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Cassandra
 
Walter
Brownhill
 
Maris
 
Ellyn
 
Floris
 
Thaddeus
Rowan
 
Royce
 
 
 


Referências

  1. 1,0 1,1 Fogo & Sangue, A morte dos dragões: Um filho por um filho.
  2. 2,0 2,1 2,2 Fogo & Sangue, Sob os regentes: A Mão encapuzada.
  3. Fogo & Sangue, The Dying of the Dragons - A Son for a Son.
  4. 4,0 4,1 4,2 4,3 Fogo & Sangue, A morte dos dragões: O breve e triste reinado de Aegon II.
  5. Fogo & Sangue, A morte dos dragões: Os pretos e os verdes.
  6. 6,0 6,1 6,2 6,3 A Princesa e a Rainha.
  7. A Dança dos Dragões, Capítulo 8, Tyrion.
  8. Fogo & Sangue, A morte dos dragões: Rhaenyra triunfante.
  9. O Mundo de Gelo e Fogo, Os Sete Reinos: As Terras da Tempestade, Casa Baratheon.