Ações

Bacalhaus

Elenei, retratada como uma sereia.

Bacalhaus (ou badejos, como são às vezes referenciados) são lendárias criaturas aquáticas que possuem a parte superior do corpo de um ser humano e a cauda de um peixe. São eles os tritões e sereias. Curiosamente, na língua inglesa, os "Merlings" são três espécies: os mermen, as merwives (termo que não ganhou tradução para o português em As Crônicas de Gelo e Fogo), e as mermaids.

As sereias são representadas em Westeros através de esculturas, nomes de lugares e canções, que estão freqüentemente presentes em lugares próximos ao mar, como Porto Branco.

Lendas

Veja também: Imagens de Sereias

As lendas sustentam que o Rei Cinzento das Ilhas de Ferro casou-se com uma sereia e tornou-se rei das ilhas ocidentais e de todo o mar além.[1] Os homens de ferro acreditam que nos salões aquáticos do Deus Afogado há sereias para atender a todos os desejos. Eles afirmam que os homens de ferro são parentes mais próximos dos peixes e tritões do que outros seres humanos.[2]

O Rei Bacalhau é adorado como um deus; Há uma estátua da divindade na Casa do Preto e Branco de Braavos. É dito que os bacalhaus saúdam seu senhor soprando conchas.[3] Ursula Upcliff chamou-se de a noiva do Rei Bacalhau.[4] De acordo com as lendas da Casa Velaryon, eles receberam seu Trono de Madeira Trazido pelo Mar do Rei Bacalhau como prenda de um pacto.[5] O elmo de Sor Marlon Manderly possui o formato da a cabeça do rei de bacalhau.[6] Na Baía do Água Negra encontra-se Rochedo do Badejo e as Lanças do Rei Bacalhau.

É dito que o Cavaleiro Alado tem amigos entre os bacalhaus.[7] A lenda de Owen Escudo de Carvalho afirma que ele levou os bacalhaus de volta para o mar.[8] Meistre Theron argumentou que os Profundos tiveram origem nas lendas dos bacalhaus.[9] De acordo com as lendas, os criadores de labirintos de Lorath foram aniquilados por um inimigo marítimo, possivelmente bacalhaus.[10]

Cara-Malhada menciona os bacalhaus em algumas de suas canções enigmáticas que podem ter significado profético. Segundo ele, as sereias casadas usam enfeites no cabelo e cosem vestidos de algas prateadas.

É dito que sereias do Mar Tremente têm a pele clara e escamas negras, e que são muito mais malignas do que suas irmãs do sul.[11]

História

O brasão da Casa Manderly de Porto Branco é um tritão branco com cabelos verde escuros, barba e cauda, segurando um tridente negro com a mão direita sobre um campo azul esverdeado.[12] A Escada do Castelo, uma rua com degraus na cidade, é iluminada com tigelas de óleo de baleia ardendo no formato de tritões de mármore.[13] Os Manderlys recebem visitantes na Corte do Tritão em Castelo Novo.[6] O brasão de um cavaleiro de Porto Branco mostra três sereias prateadas sobre um campo violeta.[14]

Roro Uhoris diz que é capaz de distinguir um porto de outro só pelo modo como cheiram. As cidades eram como mulheres, ele insiste, cada uma tinha o seu próprio e único odor. Porto Branco era penetrante e salgado, e também cheirava um pouco a peixe. "Cheira como uma sereia deve cheirar". [13]

O que aconteceu com Cara-Malhada durante os dois dias após Orgulho do Vento partir-se no mar é desconhecido, mas pescadores dizem que "uma sereia havia lhe ensinado a respirar água em troca de seu sêmen".[15]

O Lamento da Sereia‎ é uma canção triste.[16] Beijo da Sereia e Rei Bacalhau são navios. Um dos barcos que pertencem aos órfãos do Sangueverde tem um leme de madeira curvado na forma de uma sereia. O Palácio da Sereia é uma pequena ilha ao largo da costa Árvore.[17]

Eventos recentes

Info Aviso: Esta seção contém revelações sobre o enredo (spoilers).

A Guerra dos Tronos

Tyrion Lannister conta ao Lorde Comandante Jeor Mormont que os pescadores de Lanisporto vislumbram sereias com frequência.[18]

O Festim dos Corvos

Em Vilavelha, Armen aposta com Mollander que na região das docas ele irá encontrar marinheiros que te falarão das sereias com que dormiram.[19]

A Rainha Badejo é uma cortesã em Braavos. Ela nunca é vista sem suas "Sereias" que seguram seu vestido e lhe penteiam o cabelo.[20]

Sobre a página

Esta página utiliza conteúdo baseado em Merlings, um artigo de A Wiki Of Ice And Fire.

Referências

  1. A Guerra dos Tronos, Capítulo 27, Eddard.
  2. O Mundo de Gelo e Fogo, Os Sete Reinos: As Ilhas de Ferro.
  3. A Dança dos Dragões, Capítulo 26, A Noiva Rebelde.
  4. O Mundo de Gelo e Fogo, Os Sete Reinos: O Vale.
  5. O Mundo de Gelo e Fogo, Os Reis Targaryen: Jaehaerys I.
  6. 6,0 6,1 A Dança dos Dragões, Capítulo 19, Davos.
  7. O Mundo de Gelo e Fogo, Os Sete Reinos: O Vale, Casa Arryn.
  8. George R. R. Martin's A World of Ice and Fire, Garth Greenhand.
  9. O Mundo de Gelo e Fogo, Os Sete Reinos: A Campina, Vilavelha.
  10. O Mundo de Gelo e Fogo, Além do Reino do Pôr do Sol: As Cidades Livres, Lorath.
  11. O Mundo de Gelo e Fogo, Além do Reino do Pôr do Sol: Além das Cidades Livres, Mar Tremente.
  12. A Guerra dos Tronos, Capítulo 55, Catelyn.
  13. 13,0 13,1 A Dança dos Dragões, Capítulo 15, Davos.
  14. A Dança dos Dragões, Capítulo 51, Theon.
  15. A Fúria dos Reis, Prólogo.
  16. O Festim dos Corvos, Capítulo 15, Samwell.
  17. O Festim dos Corvos, Capítulo 45, Samwell.
  18. A Guerra dos Tronos, Capítulo 21, Tyrion.
  19. O Festim dos Corvos, Prólogo.
  20. O Festim dos Corvos, Capítulo 34, Gata dos Canais.