Jeor Mormont

De Gelo e Fogo wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Mormont.png
Jeor Mormont
Minigdn.png
Jeor Mormont Amoka.jpg
Jeor Mormont e seu corvo, por Amoka ©
Apelido(s) O Velho Urso
Título Senhor Comandante da Patrulha da Noite
Senhor da Ilha dos Ursos (renunciou)
Lealdade Patrulha da Noite
Raça Primeiros Homens
Cultura Nortenha
Nascimento Em 230 d.C., em Ilha dos Ursos
Morte Em 299 d.C., em Fortaleza de Craster
Aparece
Aparece
Aparece
Mencionado
Mencionado

GoT Logo.jpg
Jeor.jpg
Interpretado(a) por James Cosmo
Aparições 1ª Temporada | 2ª Temporada | 3ª Temporada
Apareceu em 12 episódios (ver seção)
Jeor Mormont, por The Mico/Тхе Мичо©

Jeor Mormont, conhecido como o Velho Urso[1], foi o 997º Senhor Comandante da Patrulha da Noite,[2] a qual comandava de seus aposentos em Castelo Negro. Jeor, anteriormente líder da Casa Mormont, e Senhor da Ilha dos Ursos, abdicou de seu assento em favor de seu filho Sor Jorah Mormont, e se juntou à Patrulha da Noite.[3] Na série de televisão Game of Thrones é interpretado pelo ator James Cosmo.

Aparência e características

Veja também: Imagens de Jeor Mormont

Lorde Jeor continua a ser uma imponente figura, apesar de sua idade, e a maioria dos irmãos o vêem com elevada estima.[4] Tem ombros largos e olhar sério. Ele é um homem áspero e velho, com uma imensa cabeça calva,[1] cujo couro cabeludo é manchado manchado.[5] Ele possui uma hirsuta e desgrenhada barba cinza,[1] que apesar de ter sido cortada após ser queimada no incêndio da Torre do Senhor Comandante,[6] ainda era grande o suficiente para cobria a maior parte do seu peito.[5] Após cortar parte de sua barba, ele pareceu mais velho, pouco confiável e mal-humorado.[6] Ele é considerado um líder forte e firme, um formidável comandante de batalhas, além de destemido face às adversidades.

Ele odeia que o lembrem que está velho e está sempre acompanhado de um corvo, que constantemente pede por milho.[5]

História

Presumivelmente antes da Rebelião de Robert,[N 1] Jeor abdicou de seu assento, deixando o título de Senhor da Ilha dos Ursos para seu filho, Jorah Mormont, e se juntou a Patrulha da Noite. Ele rapidamente subiu posições e foi eleito Senhor Comandante em 288 d.C..[7] Jeor Mormont sempre se preocupou com o declínio do poderio da Patrulha, e o aumento da ameaça selvagem além da Muralha. Seguindo os conselhos de seu Primeiro Patrulheiro, Benjen Stark, ele trocou o sistema de patrulhas regulares usadas por seu predecessor, Senhor Comandante Qorgyle, e adotou um sistema aleatório, variando o número e o dia da saída das patrulhas, tornando mais difícil aos selvagens saberem de suas idas e vindas. Por vezes, uma força maior era enviada para ocupar algum dos castelos abandonados por uma quinzena ou um mês.[8]

Quando o filho de Jeor, Senhor de sua antiga Casa, fugiu para as Cidades Livres para escapar da punição de Eddard Stark por ter vendido prisioneiros como escravos, ele recuperou Garralonga, a famosa lâmina valiriana de sua Casa, deixada para trás por Jorah.

Eventos recentes

Info Aviso: Esta seção contém revelações sobre o enredo (spoilers).

A Guerra dos Tronos

Quando chega uma carta de Winterfell informando que Bran Stark finalmente acordou de seu coma e que vai viver como um aleijado, o Velho Urso informa a Jon Snow sobre a carta.[1] Um dia antes de Tyrion Lannister deixar a Muralha, ele janta como o Velho Urso, Sor Alliser Thorne, Primeiro Intendente Bowen Marsh, Sor Jaremy Rykker e Meistre Aemon. Durante o jantar, o Velho Urso informa a Tyrion das necessidades da Muralha e pede que o anão solicite ajuda para o Rei Robert Baratheon e Lorde Tywin Lannister.[9]

Jeor envia o Primeiro Patrulheiro Benjen Stark para procurar Sor Waymar da Casa Royce, um patrulheiro perdido além da Muralha, e descobrir sobre as atividades de Mance Rayder, o Rei-Para-Lá-da-Muralha.[1]

Sob a orientação de Meistre Aemon, o Velho Urso pretende preparar Jon Snow para futuramente comandar a Patrulha da Noite e, para isso, ele deseja que Jon se torne seu intendente pessoal. Durante a cerimônia de iniciação dos recrutas como homens da Patrulha da Noite, Lorde Comandante Mormont faz seu discurso e pergunta quem vai fazer seus juramentos na Floresta Assombrada e quem vai fazer no Septo do Castelo Negro. Apenas Jon e Sam escolhem a Floresta Assombrada, então o Senhor Comandante informa quais serão suas funções na Patrulha da Noite: Halder e Albett serão Construtores; Sapo, Grenn, Pyp e Matthar serão Patrulheiros; Sam, Dareon e surpreendentemente Jon serão Intendentes. Após o juramento de Jon e Sam na Floresta Assombrada, Fantasma encontra uma mão retaliada de um cadáver.[10]

No outro dia, o Senhor Comandante parte com uma comitiva uma dúzia de patrulheiros, entre eles Jon e Sam, para investigar sobre a mão do cadáver. Fantasma guiou o grupo até os corpos de Othor e Jafer Flowers, homens que estavam investigando o desaparecimento de Sor Waymar Royce, sob a liderança de Benjen Stark, que também está desaparecido desde então. Os cadáveres estão brancos como leite e com os mãos e pés negros, mas seus olhos eram azuis. Sor Jaremy Rykker constata que foram mortos a menos de um dia, pois não estavam decompostos e nem cheiravam, mas Sam discorda, pois o sangue está seco em crostas e nem as larvas e nem os vermes chegam perto dos corpos e tanto os cães como os cavalos têm medo dos cadáveres. O mistério fica ainda maior quando Dywen e Sor Jaremy Rykker notam que Othor e Jafer Flowers nunca tiveram olhos azuis quando eram vivos. O Senhor Comandante ordena que os cadáveres sejam levados para o Castelo Negro para serem examinados por Meistre Aemon e ordena que investiguem o desaparecimento de Benjen Stark. No caminho de volta, o Velho Urso elogia a conduta de Sam e Jon. Quando chegam na Muralha novamente, o Primeiro Intendente Bowen Marsh informa que chegou uma carta importante e, em seus aposentos, o Velho Urso resolve informar o conteúdo da carta a Jon, informa-o que seu pai, Lorde Eddard Stark, foi aprisionado e acusado de traição. Posteriormente, Jon é preso por tentar agredir Sor Alliser Thorne, que faz piadas cruéis sobre Lorde Eddard, e o Senhor Comandante vai até a cela de Jon para demonstrar sua decepção, mas durante a noite ele é salvo pelo próprio Jon Snow de ser morto pelo cadáver ambulante de Othor,[11] mas a Torre do Senhor Comandante acabou ficando completamente queimada no processo.[6]

Como forma de agradecimento por ter salvo sua vida, Jeor mandou o ferreiro Donal Noye e Rudge reconstruirem o cabo de sua espada-bastarda de Aço valiriano, Garralonga, arma ancestral da Casa Mormont, e assim presenteia Jon Snow com essa incrível espada. O Velho Urso também informa Jon que mandou Sor Alliser Thorne para Atalaialeste do Mar e trouxe Sor Endrew Tarth para substituí-lo.[6]

Após a morte de Lorde Eddard Stark, Jon tentou deserdar a Patrulha da Noite para se juntar a seu irmão Robb, mas é impedido por seus amigos. Velo Urso informa a Jon Snow que sabia de sua tentativa de fuga, pois ordenou que vigiassem Jon, mas não o puniu pois sabia que seus amigos o trariam de volta. O Velho Urso comenta que Jon não é o único atingido pela guerra, já que sua irmã Maege Mormont é vassala de Robb Stark. O Velho Urso pergunta se realmente importa quem está sentado no Trono de Ferro quando os mortos se levam a noite, afirmando que a guerra da Patrulha da Noite é tão importante quanto a guerra que Robb Stark está travando agora e que quer Jon com ele quando ele partir para uma Grande Expedição Para Lá da Muralha com a intenção de achar seu tio Benjen Stark. Convencido pelas palavras do Senhor Comandante, Jon jura que não voltará a fugir e que é um Homem da Patrulha da Noite.[12]

A Fúria dos Reis

Um dia antes da Grande Patrulha Para Lá da Muralha, o Velho Urso conversa com Jon Snow sobre o passado de Meistre Aemon e pergunta a Jon Snow como se sente com relação a autoproclamação de seu irmão Robb como Rei do Norte, testando a fidelidade de Jon, mas este responde que vai manter seus votos como um Homem da Patrulha da Noite.[5]

Jeor Mormont lidera aproximadamente duzentos homens do Castelo Negro e futuramente mais cem homens partirão da Torre Sombria para encontrá-los Para Lá da Muralha. A comitiva passa por três aldeias antes de chegar em Brancarbor e todas as aldeias estavam desertas. O Senhor Comandante ordena que explorem Brancarbor a procura de selvagens e quando não encontram nada, o Velho Urso ordena Samwell Tarly que mande um corvo para Castelo Negro, informando-os.[13] A comitiva segue caminho até a Fortaleza de Craster, um selvagem que é amigo da Patrulha da Noite. O Senhor Comandante ordena que nenhum patrulheiro toque nas mulheres de Craster. Dentro da Fortaleza, Craster informa a Mormont que não viu Benjen Stark, mas se lembrava de Sor Waymar Royce, Gared e Will; falou também sobre sua antipatia com relação a Mance Rayder e que todas as aldeias vazias é obra dele, além de falar também sobre os Outros e os cadáveres que se levantam. Então Craster oferece abrigo por uma noite e Mormont oferece um machado de batalhas como presente. No outro dia, Jon relata para o Velho Urso que Craster não tem filhos homens pois ele sacrifica-os para os Outros como oferenda, mas Mormont já sabia disso e não pode fazer nada, pois Craster é um homem livre e não prestou juramento algum a ninguém e não está sujeito as leis de Westeros também. Velho Urso muda de assunto e informa que conseguiu novas informações de Craster: Mance Rayder está reunindo um exército nas Presas de Gelo e por isso as aldeias estão vazias; Mormont conclui que Mance pretende atacar a Muralha assim que possível, visto que a Patrulha da Noite está frágil nesses anos e o Rei Robb Stark e seus vassalos não estão no Norte para mantê-lo a salvo.[14]

Seguindo caminho até o Punho dos Primeiros Homens, o Senhor Comandante decide que vão acampar ali até que a comitiva de Torre Sombria, liderados por Qhorin Meia-Mão, chegue e se junte a eles. Jon Snow nota que a água fica no pé do Punho, mas Mormont diz que não acharão lugar melhor que aquele de qualquer forma. Jeor mandou que fortificassem a defesa do local antes do anoitecer. Mais tarde, Jeor Mormont, Mallador Locke, Jarmen Buckwell, Thoren Smallwood e Ottyn Wythers discutem sobre as defesas do lugar e sobre qual rota o grupo deveria seguir caso desse algo errado: Guadeleite, Escada do Gigante, Passo dos Guinchos ou até mesmo permanecer no Punho dos Primeiros Homens para se defender; contrariando a todos, o Velho Urso insiste que o Punho é um ótimo lugar para se defender de um ataque e ordena que Thoren Smallwood mantenha sua patrulhas apenas nas redondezas. Após a reunião acabar, Jeor informa para Jon que manteve as patrulhas perto do Punho para que Benjen Stark encontre-os ou pelo menos seus rastros, pois o local é extremamente vasto e é mais fácil que um homem encontre duzentos do que o contrário.[15]

Jon Snow presenteia Jeor com uma adaga de Obsidiana,[16] após encontrar várias delas no pé do Punho com a ajuda de Fantasma.[15] Após algum tempo no Punho dos Primeiros Homens, Qhorin Meia-Mão e sua comitiva da Torre Sombria finalmente chegam. Qhorin informa a Jeor os problemas que tiveram no caminho com o selvagem Alfyn Mata-Corvos, que foi derrotado, interrogado e executado. Qhorin conta as informações que conseguiu do interrogatório e são as mesmas que Craster passou para o Velho Urso. Mormont diz que a Muralha deve ser avisada, assim como todos os Reis de Westeros e Meia-Mão pensa que suas melhores esperanças são os Starks, mas concordam que para proteger Westeros de Mance é preciso repovoar a Muralha e reinaugurar os castelos que estão abandonados, como Guardagris, Monte Longo, Marcagelo e Lago Profundo. Seguindo a sugestão de Qhorin Meia-Mão, o Senhor Comandante ordena três grupos para sondar os selvagens, sendo que cada grupo seja formado por cinco homens, totalizando quinze homens enviados. Assim, Meia-Mão seria o líder do grupo enviado até Passo dos Guinchos, enquanto Thoren Smallwood seria o líder do grupo enviado até Guadeleite e por último, Jarmen Buckwell seria o líder do grupo enviado até Escada do Gigante. Mormont permite que Jon Snow faça parte do grupo de Qhorin, enquanto ele próprio espera pelo retorno de todos no Punho.[16]

A Tormenta de Espadas

Jeor Mormont discute estratégias com Thoren Smallwood, Mallador Locke e Ottyn Wythers e teimosamente decide esperar no Punho dos Primeiros Homens enquanto aguardam o retorno dos dois grupos de reconhecimento liderados por Meia-Mão e Jarmen Buckwell que ainda não retornaram. Mormont permanece ignorante sobre os planos de Chett de assassiná-lo, mas o motim é frustrado por um ataque inesperado de Outros e Criaturas no Punho.[17] Durante a Batalha do Punho dos Primeiros Homens, Mormont liderou as defesas com flechas incendiárias, pois somente fogo os derrubava. O Velho Urso ordenou que Sam envie corvos para informar a Muralha, mas, em meio ao caos e a matança, ele ordena a retirada de Punho.[18]

Após perder a batalha, o Velho Urso lidera os sobreviventes em uma comitiva de retirada, tirando os cavalos dos homens saudáveis e entregando aos feridos e redistribuindo a carga para garantir sua chance de sobrevivência,[18] até chegarem a Fortaleza de Craster,[19]

Quando Samwell Tarly conta ao Senhor Comandante sobre a fraqueza dos Outros, o Vidro de Dragão, Mormont ordena que os vigias revesem a única lança de Obsidiana e distribui suas flechas de Vidro de Dragão (que Fantasma tinha achado no pé do Punho) entre seus melhores arqueiros: Donnel, Bill Resmungão, Garth Pena-Cinza, Ronnel Harclay, Alan de Rosby e Ulmer da Mata do Rei. Mormont faz questão de distribuir mais flechas para Ulmer. Jeor Mormont fala para Sam que Patrulha da Noite esqueceu a sua verdadeira função de defender os reinos dos homens e perdeu muito tempo lutando com o Povo Livre, quando seus verdadeiros inimigos eram os Outros, mas já não sabem como enfrentá-los depois de tanto tempo.[19]

Goiva dá a luz a um filho homem e Craster exige que os homens da Patrulha da Noite saiam de sua forteleza logo. Durante último jantar antes deles voltarem para Muralha, Ulmer da Mata dos Reis pede mais um pão e foi negado, quando o faminto Karl Pé-Torto reclamou o Senhor Comandante Mormont exige que se cale, mas Craster parte para cima dele e uma grande confusão começa e culmina no Motim na Fortaleza de Craster onde Ollo Mão-Cortada acaba assassinado Jeor Mormont. Sam escuta suas últimas palavras: ele ordena que Sam volte ao Castelo Negro para relatar todas as coisas que aconteceram durante a Grande Patrulha e pede a Sam que avise ao filho do Velho Urso, Sor Jorah Mormont, que é seu desejo que ele se junte a Patrulha da Noite.[19]

Muitos homens voltaram para o Castelo Negro e informam sobre a morte do Velho Urso durante o motim,[20] deixando os traidores Ollo Mão-Cortada, Adaga, Garth de Viaverde, Mawney, Grubbs, Alan de Rosby, Karl Pé-Torto, Órfão Oss e Bill Resmungão ficarem na Fortaleza de Craster.[21] Quando Jon Snow retorna para a Muralha, Meistre Aemon informa sobre a morte de Jeor Mormont,[20] então Jon assume temporariamente a liderança da Patrulha da Noite durante a Batalha do Castelo Negro após a morte de Donal Noye[22] e posteriormente Jon assume o lugar de Jeor Mormont como nonocentésimo nonagésimo oitavo Senhor Comandante da Patrulha da Noite, exatamente como o Velho Urso queria.[23]

Info Aviso: Esta seção contém revelações sobre o enredo (spoilers).

Citações

Citações de Jeor Mormont

Aquilo que amamos nos destrói sempre, rapaz. Lembre-se disso. [11]
— Mormont para Jon Snow
Jeor:A honra o levou à Estrada do Rei... e a honra o trouxe de volta.

Jon: Foram os meus amigos que me trouxeram de volta.

Jeor:Acaso disse que tinha sido a sua honra? [12]

— Mormont para Jon Snow
Quando os mortos andam à caça na noite, julga que importa quem se senta no Trono de Ferro? [12]
— Mormont para Jon Snow
É um irmão da Patrulha da Noite... ou só um rapazinho bastardo que quer brincar de guerra? [12]
— Mormont para Jon Snow
Não sabíamos! Mas um dia devemos ter sabido. A Patrulha da Noite esqueceu a sua verdadeira função, Tarly. Não se constrói uma muralha com duzentos metros de altura para evitar que selvagens vestidos de peles raptem mulheres. A Muralha foi feita para defender os reinos dos homens... e não contra outros homens, que é o que os selvagens são, se olharmos bem as coisas. Demasiados anos, Tarly, demasiadas centenas e milhares de anos. Perdemos de vista o verdadeiro inimigo. E agora ele está aqui, mas não sabemos como lutar contra ele. [19]
— Mormont para Samwell Tarly

Citações sobre Jeor Mormont

Jon recordou o Velho Urso como o vira pela última vez, em pé diante de sua tenda com o corvo no braço, crocitando, pedindo milho. Mormont morto? Temera isso desde que vira o resultado da batalha no Punho, mas nem assim o golpe era menor. [20]
Jon Snow lembrando Jeor Mormont após saber de sua morte

Família

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Lorde Mormont
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Desconhecida
 
{Jeor}
 
 
 
 
 
 
Maege
 
Desconhecido
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Glover Desconhecida
 
Jorah
 
Lynesse Hightower
 
Dacey
 
Alysane
 
Desconhecido
 
Lyra
 
Jorelle
 
Lyanna
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Filha
 
Filho
 


Na série de televisão

Veja também: Imagens de Jeor Mormont em Game of Thrones

Aparições

Aparições na 1ª Temporada de Game of Thrones
Winter Is Coming The Kingsroad Cripples, Bastards, and Broken Things The Wolf and the Lion
A Golden Crown
Aparições na 2ª Temporada de Game of Thrones
The Night Lands Garden of Bones
The Old Gods and the New A Man Without Honor The Prince of Winterfell Blackwater Valar Morghulis
Aparições na 3ª Temporada de Game of Thrones
Kissed by Fire
The Climb The Bear and the Maiden Fair Second Sons The Rains of Castamere Mhysa

Sobre a página

Esta página utiliza conteúdo baseado em Jeor Mormont, um artigo de A Wiki Of Ice And Fire.

Notas

  1. Jeor afirma estar na Patrulha da Noite a mais tempo que Sor Alliser Thorne ('A Guerra dos Tronos' ', Tyrion III) que se juntou a Patrulha da Noite após a conclusão de Rebelião de Robert, o que implica que Jeor com certeza se juntou a Patrulha da Noite na Muralha antes do início da Rebelião de Robert. Mas existe uma pequena contradição sobre quando ele se tornou Senhor Comandante da Patrulha da Noite. Nesse mesmo capítulo 21, Jeor afirma que ele já era o Senhor Comandante no momento em que Alliser se juntou a Patrulha da Noite, no entanto fontes mais recentes, tanto canônicas ('A Tormenta de Espadas' ', Jon I e Jon VIII) como semi-canônicas ( George R.R. Martin's A World of Ice and Fire ) contradizem esta afirmação, o que torna uma das afirmações inválidas sobre quando Jeor se tornou Senhor Comandante, logo após suceder o Senhor Comandante Qorgyle.

Referências