Criaturas

De Gelo e Fogo wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Criaturas na névoa. Ilustrado por Tomasz Jedruszek. © Fantasy Flight Games.

As Criaturas ou Criaturas Tumulares (ambas traduções do termo 'wight' para a língua portuguesa), são humanos ou animais mortos e ressuscitados pelos Outros, aparentemente quando tocados pelo frio que os acompanha [1]. Homens que perecem em uma batalha contra os Outros devem ser queimados, ou então os mortos se erguerão novamente como seus servos.

Aparência

Criatura, por Тхе Мичо ©

A aparência das Criaturas depende inteiramente da condição do cadáver quando é ressuscitado. Alguns são normais, enquanto outros são podres, mesmo se o processo de decomposição tenha sido interrompido. Todos são facilmente identificados por seus olhos azuis brilhantes [2] [3] como duas estrelas azuis [4] e suas mãos e pés pretos e inchados com sangue acumulado e congelado [5].

Sobre

Criaturas são atraídas por sangue quente e atacam com surpreendente força. Diferente dos Outros são devagar e desajeitados.[6] Criaturas possuem um estranho e gelado odor, que consegue deixar animais em pânico com uma lufada.[4] Parece que as criaturas retêm pelo menos parte de suas memórias antigas.[1][7]

Como estão mortos, as criaturas não sentem dor e continuam a lutar, independentemente da lesão.[4] Embora possam ser destruídos por desmembramento, suas partes continuarão a se mover se forem separados de seus corpos. Quando uma criatura é destruída, o azul desaparece de seus olhos.[1][4]

Criaturas parecem ser capazes de permanecer estáticas, como por exemplo, na entrada da encosta da Caverna do corvo de três olhos. As neves acabam enterrando a maioria dos mortos, mas eles permanecem congelados e esperando.[8]

As criaturas são inflamáveis e são rapidamente consumidas se passadas pelas chamas.[1] Não se sabe neste momento se as criaturas podem atravessar a Muralha sozinhas, embora os cadáveres trazidos através da Muralha podem aparentemente ser reanimados como criaturas. Cadáveres se passados pelas chamas parecem não poder ser reanimados pelos Outros para se tornarem criaturas.

É dito em A Estrela de Sete Pontas que espíritos, criaturas de além-túmulo e mortos-vivos não podem fazer mal a um homem piedoso, desde que ele esteja coberto pela armadura da sua fé.[9]

Eventos recentes

Info Aviso: Esta seção contém revelações sobre o enredo (spoilers).

A Guerra dos Tronos

Garota sem vida, transformada em criatura (no inglês, wight) pelos Outros. Arte por AniaEm©

Sor Waymar Royce se levanta transformado em criatura, após ser morto pelos Outros Além da Muralha e mata Will.[2] Jon Snow salva o Lorde Comandante Jeor Mormont da criatura que foi Othor; a criatura parecia saber onde Mormont dormia e quem ele era antes de tentar matá-lo.[1]

A Velha Ama conta à Bran Stark a lenda do último herói. Na história, ela menciona que os Outros criaram hordas de mortos somo servos e os alimentaram com carne de crianças humanas.

A Fúria dos Reis

A mão de Othor, que ainda se mexe, é levada à Porto Real em um jarro por Alliser Thorne para impressionar o Trono de Ferro sobre a gravidade da ameaça encontrada Além da Muralha para que o rei ceda tropas de homens aptos para vestido o negro na Muralha. Tyrion Lannister mantém Alliser esperando por tanto tempo que a mão de Othor se decompõe, deixando apenas ossos, sendo nada convincente.[10]

A Tormenta de Espadas

Durante a Batalha do Punho dos Primeiros Homens, a Patrulha da Noite é incapaz de se defender contra as criaturas que são enviadas contra eles. Em uma derrota esmagadora, a maioria dos membros da Patrulha lutando no Punho são mortos pelo número insuperável de mortos-vivos.

Os sobreviventes são enviados sob comando de Lorde Mormont em uma marcha terrível até a Fortaleza de Craster. Samwell Tarly nota não haver ataques dos Outros ou das criaturas enquanto estão ali.

Após da Batalha de Castelo Negro, o selvagem Torwynd morre dias mas tarde por conta do frio. Ele então se levanta como uma criatura, e seu pai Tormund é forçado a matá-lo.

Mãos Frias salva Samwell, Gilly e seu filho quando são encurralados pelas criaturas, parte deles, homens que faziam parte da Patrulha da Noite. Uma das criaturas é Paul Pequeno, a quem Samwell tentou esfaquear com uma adaga feita de vidro de dragão. A adaga se quebra contra a cota de malha de Paul.[4]

A Dança dos Dragões

Apesar de estar vivendo no corpo de um lobo, Varamyr-Seispeles pensa que a criatura que um dia foi Cynara o reconhece.[7]

Após ouvir uma fofoca na Enguia Preguiçosa em Porto Branco, Davos Seaworth observa que nenhum marinheiro discute selvagens, criaturas, e gigantes, como os homens de Atalaialeste do Mar.[11]

O Lorde Comandante Jon Snow envia alguns cadáveres de selvagens achados próximos a um represeiro no bosque para as celas de gelo de Castelo Negro, esperando que possam ser estudados caso se transformem em criaturas.[12] Meistre Aemon e Samwell Tarly teriam aceitado e apostado na decisão de Jon, mas Septão Cellador fica horrorizado, dizendo,

Criaturas são seres monstruosos, não naturais. Abominações diante dos olhos dos deuses. Você... você não pode pretender tentar falar com eles?[13]

Jon responde,

Podem ser monstros, mas foram homens antes de morrer. Quanto restou? Aquele que matei tinha a intenção de assassinar o Senhor Comandante Mormont. Claramente se lembrava quem ele era e onde encontrá-lo. O senhor meu pai costumava dizer que um homem deve conhecer seus inimigos. Entendemos pouco sobre as criaturas, e menos ainda sobre os Outros. Precisamos aprender.[13]

Tempos mais tarde, Jon visita as celas de gelo onde a Patrulha abriga quatro homens vivos e dois selvagens mortos, a quem ele quase havia se esquecido. Ele esperava poder aprender algo com seus corpos, mas os cadáveres teimosamente permaneceram mortos.[14] Quando Jon decide tirar os homens vivos dali, ele instrui Bowen Marsh a deixar os cadáveres. Jon pensa que precisará queimá-los eventualmente, mas por enquanto os deixará ali, presos por correntes de ferro dentro das celas, onde não apresentam perigo.[14]

Cotter Pyke navega em direção a Durolar sob comando do Lorde Comandante Snow. Jon espera resgatar aqueles selvagens para prevenir que os Outros os utilizem como parte de seu enorme exército de criaturas. Jon sabe que se os Outros conseguirem invadir a aldeia e matar a todos, eles seguirão em direção à Muralha com centenas de milhares de criaturas. Quando Cotter chega à Durolar, ele envia um relatório dizendo que há coisas mortas nos bosques e coisas mortas na água.[15]

Criaturas conhecidas

Othor, recém-transformado em uma criatura, na série da HBO.

Uma lista com personagens que foram transformados em criaturas ao longo da saga:


Citações

Os ventos frios estão se levantando, e homens afastam-se de seus fogos e nunca mais regressam… ou, quando regressam, já não são homens, são só criaturas, com olhos azuis e mãos frias e negras. Por que você acha que fugi para o sul com Stiv, Hali e o resto daqueles idiotas? [17]
Osha, para Bran Stark.
Vimos os mortos regressar, você e eu, e não é algo que eu queira ver de novo.[18]
Jeor Mormont, para Jon Snow.

Samwell: Por que é que não vêm acabar conosco?
Grenn Elas só vêm quando está frio.
Samwell: Sim, mas é o frio que traz as criaturas, ou são as criaturas que trazem o frio?[3]

Samwell Tarly e Grenn.
Você deveria rezar para que uma lâmina selvagem me mate. Aqueles que os Outros matam não permanecem mortos... e eles se lembram. [19]
Alliser Thorne, para Jon Snow.
Você viu as criaturas atacando o Punho, uma maré de morto-vivos com mãos negras e brilhantes olhos azuis.[20]
Jon Snow, para Samwell Tarly.

Referências