Ações

Corvo

Um corvo em Vilavelha. © Fantasy Flight Games
Um corvo voando. Arte por Alistair D. Borthwick. © Fantasy Flight Games
Corvos podem ser desviados de seu caminho, impedindo que mensagens cheguem. Arte por Antonio Maínez. © Fantasy Flight Games.

Corvos do tipo gralha são espécies de aves com grandes penas negras, nativas de Westeros. Essa espécie é parecida com a de corvos do tipo carniceiro.[N 1] Corvos do tipo gralha são encontrados nos brasões das casas Blackwood, Corbray, Doggett, e Hoare.

Sobre

Os corvos Westerosi do tipo gralha são similares aos corvos do nosso mundo real, porém mais fortes e com um instinto de lar mais apurado. Estes corvos são usados para levar mensagens entre castelos e outros assentamentos. Enquanto pombas e os pombos também podem ser treinados para transportar mensagens, os corvos são pássaros mais fortes, maiores, mais ousados, muito mais inteligentes e mais capazes de se defender contra os falcões.

O meistre de cada castelo geralmente tende a criar seu próprio rebanho de corvos. Meistres também criam uma raça de grandes Corvo Brancos na Cidadela que dizem ser mais inteligentes, e são enviados para marcar a mudança de estações. Os corvos deste tipo às vezes imitam o discurso humano, como papagaios.

Muitos dos corvos são treinados para voar para um castelo específico, mas alguns poucos podem ser ensinados a voar entre dois castelos. Estes são do tipo mais apreciado. Raramente, um corvo pode aprender os nomes de três ou quatro ou mesmo cinco castelos, e voar para cada um sob comando. Pássaros tão espertos como este nasce somente uma vez em cem anos.[1]

História

Os Filhos da Floresta ensinaram os Primeiros Homens a usar corvos para se comunicar em longas distâncias. Os Videntes Verdes das crianças podiam trocar suas peles e falar através dos pássaros. Ao contrário dos humanos, os corvos falam o Idioma Verdadeiro, língua das crianças.[2] Alguns Homens afogados das Ilhas de Ferro acreditam que os corvos são servos da Deus Tempestade.[3] Na Fé dos Sete, é dito que o primeiro corvo foi deixado no mundo quando a Velha espiou pela porta da morte.[4]

No Bosque Sagrado no Solar de Corvarbor do Vale do Bosquenegro há um represeiro de tamanho colossal. Todas os dias, ao anoitecer, centenas de corvos chegam para dormir na árvore durante toda a noite, e fazem isso há milhares de anos.[5]

Jeor Mormont, o Senhor Comandante da Patrulha da Noite, tem um corvo de criação que fala.

Frases

A maioria dos corvos come grãos, mas prefere carne. Torna-os fortes, e temo que apreciem o gosto do sangue. Nisso, são como os homens… e tal como os homens, nem todos os corvos são iguais. Os pombos também podem ser treinados para transportar mensagens, embora o corvo seja um voador mais forte, maior, mais ousado, muito mais inteligente, mais capaz de se defender contra falcões… mas os corvos são negros, e comem os mortos, por isso alguns homens piedosos os detestam. [6]

- Meistre Aemon para Jon Snow


A gralha é a prima pobre do corvo. São ambos pedintes de negro, odiados e incompreendidos.[6]

- Meistre Aemon para Jon Snow

Notas

  1. Em português, o termo "corvo" é usado para designar dois tipos diferentes de aves: "crows", os carniceiros; e "raven", que também são conhecidos como gralhas e são objeto deste artigo.

Referências