Ações

A Dança dos Dragões - Capítulo 48

Jaime I
Capítulo de A Dança dos Dragões
A Dança dos Dragões.jpg
PDVJaime Lannister
LocalCorvarbor e Centarbor, Terras Fluviais, Westeros
Página538-549 PT-BR Leya (Outras versões)
Cena. (Série HBO)
Cronologia dos capítulos (Todos)
O Festim dos Corvos
Jaime VII
Tyrion X ← Jaime I → Jon X

Jaime inspeciona e encerra o cerco entre Blackwoods e Brackens, enquanto viaja pela história do conflito milenar entre as duas casas; Ao terminar sua missão, ele reencontra Brienne.

Resumo

Jaime está cavalgando através do Vale Blackwood. À distância, o castelo de Corvarbor pode ser visto, a sede da Casa Blackwood, atualmente sob o cerco de Casa Bracken. Jaime observa quão antigo o castelo é, e como suas torres são quadradas. Os Blackwood veneram os velhos deuses, e é possível ver o represeiro, e árvores antiquíssimas, mas muito do verde fora varrido dali.

O cerco em si é bem menor do que aquele que se passa em Correrrio. Jaime então entra na tenda dos Bracken sem anunciar-se. Consequentemente, ele encontra Jonos Bracken transando com uma garota chamada Hildy. Ao observar Jaime, ele rapidamente entra em suas roupas, enquanto tenta oferecer a menina para Jaime, mas Jaime a descarta.

Quando Jonos Bracken se veste, ele promete que Corvarbor vai cair antes do final do mês, mas Jaime responde que o castelo irá cair hoje, dizendo que fará os Blackwood ceder naquele momento. Bracken quer que Jaime cumpra as promessas de Tywin, eram ceder as muitas terras Blackwood para os Bracken. Jaime diz que os Bracken terão algo, mas certamente não tudo, já que ele é um covarde, primeiramente por ter mudado de lado tão facilmente e, por não ter conseguido lidar com os Blackwood ainda, tendo que fazer Jaime ir até lá para terminar o serviço. Enquanto ele sai, Bracken sugere que ele leve a única filha de Blackwood como refém para Porto Real. Jaime ensaia uma pequena discussão sobre honra e perdões, mas Bracken diz que seu rei está morto, a causa perdida, e não há mais nenhuma razão para morrer por esta causa.

Jaime então monta, a ponte levadiça é baixada, e Tytos Blackwood o atende no pátio exterior. Ele foi, obviamente, atingido pelo longo cerco. Tytos Blackwood afirma que esperava Jaime, que ele não é bem-vindo, mas que fica contente em vê-lo ao mesmo tempo. Jaime é muito cortês, permitindo Tytos a se recolher em seu solar com ele para discutir os termos. Enquanto eles andam, falam sobre a árvore coração gigante, morta no pátio. Blackwood afirma que o Brackens a envenenaram mil anos atrás, e que represeiros não apodrecem, mas sim tornam-se pedra. Blackwood pergunta sobre Edmure, e depois de Jaime dizer que ele é cativo em Rochedo Casterly, Blackwood afirma que este é um mau destino, dizendo nas entrelinhas que ele pensa que Edmure é um covarde. Jaime pensa o contrário, mas ele não lhe diz o que sabe sobre a ameaça de matar seu filho e esposa.

Eles, então, entram em negociações. Tytos facilmente aceita o pagamento de uma soma de ouro para Porto Real como tributo pela rebelião, além de liberar os reféns. Jaime graciosamente ignora o dobrar de joelhos do homem e se mostra interessado nos filhos dele, deixando-se convencer facilmente a trocar tomar sua filha pelo seu segundo filho mais velho, um menino estudioso chamado Hoster. Quando falam sobre as terras que ele teria de entregar aos Bracken, Jaime faz exigências razoáveis ​​e deixa-o escapar com perdas menores. Finalmente, Blackwood aconselha Jaime a tomar um refém de Bracken também. Depois disso, ele deixa o lugar ao lado de Hoster, que se aproxima dele amigavelmente. Jaime então se endurece, dizendo-lhe que ele não é seu amigo.

Quando Bracken comemora o fim do cerco, Jaime diz que ele espera uma de suas filhas em Porto Real, antes do fim do ano. Ele deixa o vale esperando não encontrar os foras-da-lei, a caminho de uma aldeia chamada Centarbor, para passar a noite.

No caminho, ele deixa Hoster explicar um pouco sobre as inimizades entre as duas casas. Elas começaram nos dias dos ândalos, aparentemente, mas ninguém sabe realmente o porquê. Quando Jaime pergunta por que eles não fizeram as pazes ainda, Hoster diz a ele que houve centenas de vezes em que a paz reinou, mas durou apenas poucos anos e décadas antes das feridas se abrirem e sangrarem novamente. Jaime sugere simplesmente exterminar o inimigo como Tywin fez. À noite, eles fazem o seu acampamento em Centarbor. Os habitantes estão escondidos no castelo, temendo quaisquer homens armados, mas Jaime está contente com tendas e proíbe todos de tentarem saquear. Ele comenta sobre a árvore coração no meio da aldeia, que tem centenas de pregos a ferindo, mas decide não perguntar a Hoster sobre isso para não estragar o mistério.

Logo depois, os guardas lhe dizem que uma mulher quer vê-lo, Brienne de Tarth. Ela é trazida diante dele, dizendo-lhe que ela encontrou Sansa. Ela diz que Jaime deve ir com ela sozinho, ou então o Cão de Caça irá matá-la.

Links externos

Sobre a página

Esta página utiliza conteúdo baseado em A Dance with Dragons - Chapter 48, um artigo de A Wiki Of Ice And Fire.