Ações

A Dança dos Dragões - Capítulo 30

Daenerys V
Capítulo de A Dança dos Dragões
A Dança dos Dragões.jpg
PDVDaenerys Targaryen
LocalMeereen, Essos
Página341-350 PT-BR Leya (Outras versões)
Cena. (Série HBO)
Cronologia dos capítulos (Todos)
Daenerys IV
Davos IV ← Daenerys V → Melisandre

Daenerys VI

Dany se recusa a usar seus dragões para combater qualquer um dos inimigos em seus portões. Astapor também está em guerra. Ela percebe que vai ter que se casar com Hizdahr.

Resumo

O capítulo começa mostrando que todas as manhãs, Daenerys faz a contagem dos navios inimigos no porto. Naquele dia ela viu aproximadamente vinte e cinco deles.

Ela então tem uma discussão com o almirante Groleo, que está aconselhando-a a enviar os seus dragões para atacar a frota inimiga. Daenerys diz-lhe para atacar com navios, mas ele responde que ele não tem navios, nem como construir mais navios. Toda a madeira que tinha foi queimada por senhores de escravos, para que ele não pudesse construir mais nada.

Hizdahr, até agora, teve sucesso em evitar novos assassinatos dos Filhos da Harpia. Ela fez Skahaz mo Kandaq seguir seu noivo, e Skahaz relata que Hizdahr visitou onze pirâmides e há vinte e seis dias Meereen estava livre de assassinatos. Ele acredita que Hizdahr deva ser um dos Filhos da Harpia ou então o povo não teria escutado suas palavras de conselho.

Skahaz pede que Dany o deixe questionar Hizdahr, mas Dany não deixa, afirmando que ela deve confiar em Hizdahr ou enfrentar uma rebelião aberta na cidade. Skahaz também diz que as frotas em todo o bloqueio da cidade possuem familiares em Meereen, e que ela deveria usá-los como reféns, uma ideia que ela também rejeita. Barristan Selmy concorda, dizendo que suas escolhas são sensatas e que Rhaegar teria ficado orgulhoso. Ela então se lembra das palavras que Jorah lhe disse em Astapor: Rhaegar lutou valentemente, Rhaegar lutou com nobreza, Rhaegar lutou com honra. E Rhaegar morreu.

Verme Cinzento a encontra em seguida para lhe dizer que os primeiros refugiados de Astapor estão chegando a Meereen e que Astapor está queimando. Dany então fica sabendo da queda de Astapor, e que muitos habitantes contraíram o fluxo sangrento ao mesmo tempo em que a cidade estava sendo sitiada, e os sobreviventes agora estavam fugindo em direção Meereen[1]. Os sobreviventes dizem que esperaram todos os dias por Daenerys para que ela viesse e os salvassem. Ela diz que eles estarão seguros em Meereen agora.

Dany é aconselhada a não deixar que os sobreviventes e sua doença entrem na cidade. Ela se lembra de Eroeh, a garota lhazarena que salvou dos dothraki, mas que depois teve um final ainda pior[2].

Eles então discutem novamente sobre usar os dragões, e como eles não poderiam ser controlados agora. Até mesmo os Imaculados têm medo de ir para o covil deles para alimentá-los. Dany diz que não pode e não virá libertar os dragões neste momento. Em última análise, ela decide não deixar os astapori entrar na cidade, dizendo que eles devem se acomodar em um campo separado, fora da cidade até que o fluxo passe.

Sor Barristan apela para que ela se arme e deixe Meereen lutar. Ela, então, lembra-se de que uma rainha representa seu povo e não apenas a si própria. Ela decide, assim, que não poderia deixar os Imaculados entrarem em campo ou então teria de deixar as Bestas de Bronze sozinhas para se defender contra os Filhos da Harpia, o que não seria suficiente. Ela então diz que irá se casar com Hizdahr, para o bem da cidade.

Links externos

Sobre a página

Referências

  1. Daenerys acredita que a "égua descorada" parte da visão de Quaithe no Capítulo 11 se refere a esta doença.
    O fluxo sangrento também havia sido mencionado no Capítulo 25.
  2. A Guerra dos Tronos, Capítulo 68, Daenerys.