Ações

Elefantes

Para os artigos que compartilham o mesmo título, por favor veja esta página de desambiguação. Disambig.png

Elefante de transporte em Volantis, por Marc Fishman ©

Em As Crônicas de Gelo e Fogo, elefantes são de Essos. Eles não são nativos de Westeros. São como elefantes da vida real. Parece haver outra espécie do elefante no continente oriental, o elefante anão. A Ilha dos Elefantes é localizada no Mar de Jade.

Referências nos livros

As Crônicas de Gelo e Fogo

  • Elefantes são uma visão comum na cidade de Astapor, arrastando-se com Iiteiras gradeadas sobre o dorso.[1]
  • Daenerys Targaryen adquiriu três elefantes com sua pirâmide, eles a lembram de mamutes cinza sem pêlos - embora suas presas tenham sido cortadas e douradas, e seus olhos (parecem para ela) sejam tristes. Eles são colocados em estábulos na parede leste da Grande Pirâmide.
  • As ruas da Antiga Volantis estão cheias elefantes anões brancos.[3] Grandes elefantes cinzentos também não são incomuns.
  • Um único elefante anão puxa um carrinho ornamentado chamado hathay.[4]
  • Grandes cocas carregam os elefantes da Companhia Dourada às praias westerosi, alguns foram vistos pela última vez em Lys antes da tempestade que dispersou metade da frota. Enquanto o príncipe Aegon Targaryen chega para se juntar a Jon Connington no Poleiro do Grifo, ele cavalga na dianteira da coluna de trezentos cavalos, com três elefantes arrastando-se pela retaguarda.[6]
  • Quatro legiões de Nova Ghis tem cem elefantes, blindados e em torres.[7]
  • Durante as eleições Volantinas elefantes têm os nomes de pretensos triarcas pintados em suas laterais.[3]
  • O triarca Horonno, um herói Volantino do Século de Sangue, foi morto por ser amarrado entre dois elefantes e rasgado ao meio.
  • Quando Tyrion era um menino havia uma elefante no zoológico em Lannisporto, mas ela morreu quando ele tinha sete anos.
  • Na Antiga Volantis carrinhos de esterco saem à noite, com a presença de escravos seminus, cuja tarefa é cavar pilhas fumegantes de esterco de elefante, grandes e pequenas. Enxames de moscas seguem os carros, de modo que os escravos do esterco têm moscas tatuadas em suas bochechas para marcá-los pelo que são.
  • Enquanto é mantido prisioneiro por Sor Jorah Mormont, Tyrion Lannister vê um elefante passar com uma dúzia de meninas escravas nuas acenando de costas, provocando os transeuntes com vislumbres de seus seios e chorando ao dizer “Malaquo, Malaquo”. Elas fazem uma visão tão arrebatadora que Tyrion quase afunda em uma pilha fumegante de esterco de elefante.
  • Elefantes são uma peça de jogo no cyvasse. Durante uma partida de cyvasse, Tyrion explica para Merreca que o dragão voa, não os elefantes.[8]

Citações

Não há um cavalo de guerra em toda Westeros que possa enfrentá-los.[5]
Jon Connington, sobre a cavalaria de elefantes.

Veja também

Sobre a página

Esta página utiliza conteúdo baseado em Elephant, um artigo de A Wiki Of Ice And Fire.

Referências