Beric Dondarrion

De Gelo e Fogo wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Casa Dondarrion.png
Beric Dondarrion
Casa Dondarrion.png
Beric Dondarrion Amoka.jpg
Beric Dondarrion, por Amoka ©
Apelido(s) Senhor do Relâmpago
Senhor dos Cadáveres
Título Senhor de Portonegro
Lealdade Irmandade Sem Bandeiras
Casa Dondarrion
Nascimento Em +/- 276 d.C., em Portonegro
Morte Em 300 d.C. (sua sétima e última morte), em Terras Fluviais
Aparece
Mencionado
Aparece
Mencionado
Mencionado

GoT Logo.jpg
Beric-Dondarrion-HBO.jpg
Interpretado(a) por David Michael Scott (1ª temporada)
Richard Dormer (a partir da 3ª temporada)
Aparições 1ª Temporada | 3ª Temporada | 6ª Temporada | 7ª Temporada
Apareceu em 10 episódios (ver seção)

Beric Dondarrion é o Senhor de Portonegro. Ele se tornou o líder da Irmandade Sem Bandeiras após ser mandado para as Terras Fluviais por Eddard Stark, para levar a justiça do rei até o Sor Gregor Clegane. Ele possui quase vinte e dois anos.[1] É noivo da Senhora Allyria Dayne.[2] Na série de televisão foi interpretado por David Michael Scott na primeira temporada e Richard Dormer a partir da terceira temporada.

Aparência e características

Veja também: Imagens de Beric Dondarrion
Beric Dondarrion, por The Mico/Тхе Мичо©

No início de As Crônicas de Gelo e Fogo ele é bonito, e possui cabelo ruivo-alourado,[3] que parece como ouro vermelho.[4] Mas depois de suas seis mortes, Beric parecia um espantalho, com seu corpo coberto de cicatrizes depois de todas os machucados de suas mortes anteriores.[5]

Depois de suas consecutivas mortes, sua memória está prejudicada e Beric não se lembra direito de detalhes sobre sua vida como seu castelo Portonegro e sua prometida, a Senhora Allyria Dayne.[6] O senhor ainda usa sua capa negra esfarrapada. Beric quase não come ou dorme depois de suas mortes.[6]

História

Em 294 d.C. ou 295 d.C.,[N 1] Beric foi prometido a Senhora Allyria. Após o noivado, Lorde Beric levou o sobrinho da sua prometida, o jovem Edric Dayne de sete anos e Senhor de Tombastela, com ele para Portonegro para servir como seu pagem. Mais tarde, ele faz Edric seu escudeiro.[2]

Eventos recentes

Info Aviso: Esta seção contém revelações sobre o enredo (spoilers).

A Guerra dos Tronos

Ele foi a Porto Real para lutar no Torneio da Mão, celebrando a nomeação de Eddard Stark como Mão do Rei.[3] Durante o torneio, ele perdera um cavalo em uma disputa com um cavaleiro andante e derrubado da sela por Thoros de Myr, logo após.[4] Após a conclusão do torneio, ele permaneceu em Porto Real. Isto o levou a ser nomeado para liderar uma expedição para apreender Sor Gregor Clegane, que houvera assaltando as Terras Fluviais após a captura de Tyrion Lannister.[7] Isso culminou na Batalha no Vau do Saltimbanco, onde ele foi morto pela primeira vez pela lança de Gregor Clegane, e defendido por seu escudeiro, Edric Dayne.[2] No momento em que Robb Stark e seus aliados estavam lutando com o exército Lannister perto do Tridente, o grupo de Beric estava continuamente assaltando os grupos Lannister que saíam para buscar suprimentos.[8][9][10][11]

A Fúria dos Reis

Rumores tratam Lorde Beric como desaparecido ou morto.[8][12] Sor Burton Crakehall,[11] Sor Amory Lorch,[13] e Sor Gregor Clegane[13] afirmam tê-lo matado, contudo ele ainda está atacando as forças Lannister,[11] e o grupo de Sor Gregor Clegane está perseguindo-o,[14] assim como as forças de Lorde Tywin Lannister, estacionadas em Harrenhal.[15] Seu grupo encontra camponeses atormentados pela devastação que as forças Lannister causaram, mas não os incomoda, e tenta pagar pela comida que tiveram de levar.[15] Os fora-da-lei acabam com a coluna de Sor Burton em uma armadilha.[11]

A Tormenta de Espadas

Beric Dondarrion, interpretado por David Michael Scott na série da HBO.

Após Arya Stark, Gendry e Torta Quente serem capturados, Limo, Tom de Seterrios, Anguy, Barba-Verde e os outros membros da Irmandade Sem Bandeiras pretendiam levá-los até Lorde Beric e Thoros de Myr, mas tiveram dificuldade em encontrá-los, pois eles nunca permanecia em um único lugar para não serem descoberto.[16][17][18][19][5] Sandor Clegane também foi capturado pelo Caçador Louco,[19] então todos foram levados até a presença de Lorde Beric em Monte Oco.[5]

Lorde Beric realizou o julgamento de Sandor Clegane, escutando seus argumentos de defesa, pois havia sido acusado de vários crimes que não tinha cometido, até que Arya Stark interveio e acusou-o de ter matado Mycah. Cão de Caça não nega a acusação, mas em sua defesa ele responde que fez aquilo sob ordens diretas de seus senhores, então Lorde Beric decide que, por falta de evidências, deveria acontecer um Julgamento por combate, onde ele próprio lutaria com Sandor. Com a ajuda da magia de Thoros, Lorde Beric usa seu próprio sangue para tornar sua espada coberta com chamas. Lorde Beric foi morto por Sandor Clegane no combate, mas foi revivido por Thoros de Myr. Depois foi revelado que essa tinha sido sua 6º morte.[5] É explicado que, após ser morto pela lança de Sor Gregor Clegane na Batalha do Vau do Saltimbanco, ele foi ressuscitado por Thoros de Myr,[6] e se tornara o líder de um bando de fora da lei, a Irmandade Sem Bandeiras. Ele foi morto várias vezes, mas foi trazido à vida todas as vezes, embora a cada vez que era trazido, ele vinha com menos memórias de sua vida antes da guerra. Ele foi capturado perto do Olho de Deus e enforcado pelos Lannister, mas cortaram sua corda antes que ele pudesse morrer.[18] Ele foi morto por Sor Burton Crakehall, enforcado por Sor Amory Lorch nas Cataratas Impetuosas. Sor Gregor enfiou um punhal através de seu olho e sua última morte foi pelas mãos de Sandor Clegane.[5] No final, Lorde Beric havia se tornado um espantalho, seu corpo agredido suportando todas os machucados de suas mortes anteriores.

Em algum momento após o julgamento de Sandor Clegane,[5] a Irmandade Sem Bandeiras enfrenta, sob a liderança de Beric, uma parte dos Bravos Companheiros[6] no Septo de Pedra onde, mais tarde, o próprio Sandor Clegane aparece de surpresa exigindo seu ouro roubado após o Julgamento, mas ele foge novamente, impotente perante tantos homens.[6] Mais tarde, ele procura pelas profecias do Fantasma do Coração Alto ao lado de Thoros de Myr, Limo e Tom de Seterrios, mas Arya Stark, que estava espionando, é descoberta.[2] Mais tarde, Beric perde Arya Stark, que foi capturada por Sandor Clegane.[2]

Ele morreu de uma vez por todas quando deu sua vida para trazer de volta Catelyn Tully, cujo corpo havia sido encontrado pelos fora da lei após o Casamento Vermelho.[20]

O Festim dos Corvos

Beric Dondarrion, interpretado por Richard Dormer na série da HBO.

Sor Kevan Lannister informa a Rainha Cersei Lannister que Beric foi enforcado pelos Freys.[21] Mariya Darry, Amerei Frey, E Sor Daven Lannister acredita que os Senhores do Rio e o Povo Comum estão ajudando Beric.[22][23] Com a finalidade de voltar o Povo Comum contra a Irmandade Sem Bandeiras, o Senhor Randyll Tarly espalha rumores de que o Cão de Caça se juntou aos fora-da-lei de Beric.[24] Sor Harwyn Plumm promete a Amerei Frey que ele matará Beric.[22] Existem rumores que a misteriosa Senhora Coração de Pedra é amante de Beric.[24]

Thoros de Myr revela a Brienne de Tarth que Beric realmente morreu quando ele deu sua vida para trazer de volta Catelyn Stark, cujo corpo foi encontrado pelos fora da lei após o Casamento Vermelho. Thoros de Myr se recusou a reviver Catelyn Tully, então Beric trocou a vida dele pela dela. A Irmandade Sem Bandeiras foi fragmentada com a ressurreição de Catelyn Tully, agora chamado Senhora Coração de Pedra.[20][25]

A Dança dos Dragões

Sor Jaime Lannister está preparado para lutar contra Beric e seus fora da lei, sem perceber que o senhor do relâmpago já está morto.[26]

Info Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo (spoilers).

As Sete Mortes de Dondarrion

Ordem Morte Referências
Empalado pela lança de Sor Gregor Clegane [8][13][2]
Esmagado com uma maça no lado da cabeça por Sor Burton Crakehall [11][6]
Enforcado nas Cataratas Impetuosas por Sor Amory Lorch [13][6]
Esfaqueado no olho com um punhal por Sor Gregor Clegane [13][6][22]
Morto por Vargo Hoat, líder dos Bravos Companheiros [17][13]
Morto por Sandor Clegane em um Julgamento por combate [5]
Cedeu sua força vital para ressuscitar Catelyn Tully [20]

Citações

Citações de Beric Dondarrion

Beric: O fogo consome. Ele consome, e quando termina, nada resta. Nada.

Thoros: Beric. Querido amigo, O que está dizendo?

Beric: Nada que já não tenha dito. Seis vezes, Thoros? Seis vezes é muito[2]

— Beric e Thoros de Myr falando sobre suas mortes e sobre suas ressurreição
Será que eu posso pensar naquilo que quase não recordo? Antigamente tive um castelo na Marca, e houve uma mulher com quem estava prometido que me casasse, mas hoje não conseguiria encontrar esse castelo nem dizer a cor dos cabelos dessa mulher. Quem me armou cavaleiro, velho amigo? Quais eram os meus pratos preferidos? Tudo se desvanece. As vezes penso que nasci na relva ensangüentada daquele bosque de freixos, com o sabor de fogo na boca e um buraco no peito, Você é a minha mãe, Thoros?[2]
— Beric para Thoros de Myr

Citações sobre Beric Dondarrion

Sim, Lorde Beric é assim. Ele vai fazer o que é certo, você vai ver.[17]
Tom dos Sete para Arya Stark

Na série de televisão

Veja também: Imagens de Beric Dondarrion em Game of Thrones

Aparições

Aparições na 1ª Temporada de Game of Thrones
Winter Is Coming The Kingsroad Lord Snow Cripples, Bastards, and Broken Things The Wolf and the Lion
You Win or You Die The Pointy End Baelor Fire and Blood
Aparições na 3ª Temporada de Game of Thrones
Valar Dohaeris Dark Wings, Dark Words Walk of Punishment
Second Sons The Rains of Castamere Mhysa
Aparições na 6ª Temporada de Game of Thrones
The Red Woman Home Oathbreaker Book of the Stranger The Door
Blood of My Blood The Broken Man Battle of the Bastards The Winds of Winter
Aparições na 7ª Temporada de Game of Thrones
Stormborn The Queen's Justice The Spoils of War
- - -

Sobre a página

Esta página utiliza conteúdo baseado em Beric Dondarrion, um artigo de A Wiki Of Ice And Fire.

Notas

  1. Edric, que nasceu em 287 d.C., tinha sete anos na época do noivado, logo o noivado aconteceu 294 d.C. ou 295 d.C.

Referências