Ações

A Knight of the Seven Kingdoms (TV)

A Knight of the Seven Kingdoms
Game of Thrones
Game-of-Thrones-S08-E02-A-Knight-of-the-Seven-Kingdoms.jpg
Episódio # Temporada 8, Episódio 2
Lançamento 21 de abril de 2019
Roteirista(s) Bryan Cogman
Diretor(es) David Nutter
Duração 58 min.
Cronologia dos Episódios
← Anterior Próximo →
"Winterfell" "The Long Night"
Lista completa de episódios

A Knight of the Seven Kingdoms é o segundo episódio da oitava temporada da série de fantasia Game of Thrones, e o 69º episódio em geral. Foi escrito por Bryan Cogman e dirigido por David Nutter. O episódio foi exibido mundialmente pela primeira vez em 21 de abril de 2019 na HBO.

Enredo

Veja também: Imagens do episódio A Knight of the Seven Kingdoms

Jaime Lannister é levado para a corte nortenha para ser interrogado. Daenerys e Sansa contemplam o destino de Jaime, que defende suas ações pois estava apenas atuando no interesse de sua Casa e revela que Cersei realmente havia mentido sobre o fato de mandar seus exércitos para o norte. Brienne dá um voto de confiança por Jaime e é permitido que ele fique. Jaime então se encontra com Bran no Bosque Sagrado de Winterfell e pede desculpas por tentar mata-lo mas Bran parece ter raiva nenhuma dele. Enquanto isso, Daenerys está furiosa com Tyrion por ele não ter conseguido enxergar as mentiras de Cersei. Jorah o defende e, em privado, convence Daenerys a não dispensar Tyrion e que ela fez a decisão certa por indica-lo como Mão, embora ele sinta pesar porque ele cobiçava essa posição.

Arya fala com Gendry nas forjas e pergunta sobre os Caminhantes Brancos. Sansa e Daenerys conversam sobre a mútua afeição de Jon por Dany mas a situação volta a ficar tensa entre as duas quando Daenerys se recusa a responder sobre o que acontecerá com o Norte quando ela retomar o Trono de Ferro. Elas são interrompidas pelo retorno de Theon Greyjoy e seus nascidos do ferro, que afirma querer lutar pelos Starks. Tormund, Beric e Edd Doloroso chegam em Winterfell e contam a Jon que o Exército dos Mortos está em marcha e deverá chegar antes do sol nascer.

No conselho de guerra, Bran convence os demais a deixar ele ser usado como isca no Bosque Sagrado de Winterfell para atrair o Rei Noite, que havia marcado Bran, e Theon em defende-lo com seus nascidos do ferro. Missandei, que se sente desconfortável com os nortenhos, sugere para Verme Cinzento que eles poderiam voltar para Naath após a guerra, com os Imaculados indo com eles para defender aquela pacifica ilha. Jon, Sam e Edd relembram os velhos tempos na Patrulha da Noite. Arya pergunta para Gendry o porque de Melisandre ter interesse nele e Gendry diz que ela queria o sangue dele para sua magia, revelando para ela que ele é filho bastardo de Robert Baratheon. Arya decide então perder a virgindade dela com Gendry antes da batalha vindoura.

Tyrion, Jaime, Brienne, Podrick, Davos e Tormund se reúnem para conversar e beber na véspera da batalha. A conversa rapidamente chega na questão de o porque Brienne não pode ser feita cavaleira pelo fato de ser mulher e Jaime decide ungi-la como cavaleira mesmo assim, realizando um sonho de longa data dela. Sam dá sua espada de aço valiriano, a Veneno de Coração para Sor Jorah Mormont, como um gesto de gratidão pelo fato do pai dele, Jeor, ter sido bom com ele.

Daenerys visita Jon nas criptas de Winterfell, onde Jon está parado na frente da estátua de Lyanna Stark. Jon finalmente revela a ela que Sam e Bran o informaram de sua real linhagem, como filho de Rhaegar Targaryen com Lyanna. Daenerys percebe então que assim ele tem uma melhor reivindicação ao Trono de Ferro que ela. Porém os dois são interrompidos pelo soar de trombetas que sinalizam a chegada dos Caminhantes Brancos e o Exército dos Mortos.

Produção

O episódio foi escrito pelo roteirista veterano Bryan Cogman, sendo este seu último trabalho para a série. A direção ficou a cargo de David Nutter.[1]

Música

O episódio conta com a chamada "Canção de Jenny", cantada por Podrick. O primeiro verso da canção aparece no livro A Tormenta de Espadas; os roteiristas escreveram o resto da canção e a melodia foi composta por Ramin Djawadi. Uma outra versão, "Jenny of Oldstones", foi cantada pela banda Florence and the Machine e tocou nos créditos finais.[2]

Recepção

Audiência

A Knight of the Seven Kingdoms teve audiência imediata na TV de 10,29 milhões de espectadores, mantendo os bons índices no começo da temporada.[3] Nas plataformas de stream, a audiência foi de 5,61 milhões de pessoas, totalizando assim uma audiência total de 15,9 milhões de espectadores, levemente inferior ao episódio anterior.[4]

Crítica

O episódio foi bem recebido pela crítica especializada, tendo um índice de aprovação de 88% no site Rotten Tomatoes baseado em 90 resenhas, com uma nota média de 8,38 (de 10). O consenso dos críticos do site afirma: "O que A Knight of the Seven Kingdoms não tem em dinâmica narrativa, compensa em callbacks enigmáticos, momentos íntimos e a promessa de uma batalha iminente - embora alguns fãs possam achar sua paciência testada".[5]

Referências

  1. "A Knight of the Seven Kingdoms". Página acessada em 22 de abril de 2019.
  2. "Podrick’s song has ties to the books and a Game of Thrones prophecy". Página acessada em 22 de abril de 2019.
  3. "Sunday cable ratings: ‘Game of Thrones’ slips, ‘Barry’ hits another high". Página acessada em 26 de abril de 2019.
  4. "Ratings: “Game Of Thrones” Falls From Season 8 Premiere, Tops Second Episode From S7". Página acessada em 26 de abril de 2019.
  5. "Game of Thrones - Season 8, Episode 2". Página acessada em 22 de abril de 2019.