Ações

Two Swords (TV)

Two Swords
Game of Thrones
Two Swords Episódio.png
Episódio # Temporada 4, Episódio 1
Lançamento 6 de abril de 2014
Roteirista(s) David Benioff
D. B. Weiss
Diretor(es) D. B. Weiss
Duração 58 min.
Cronologia dos Episódios
← Anterior Próximo →
"Mhysa" "The Lion and the Rose"
Lista completa de episódios

Two Swords é o primeiro episódio da quarta temporada da série de fantasia medieval Game of Thrones, e o 31º episódio da série. Escrito por David Benioff e D. B. Weiss, criadores e produtores executivos do programa, e dirigido por D. B. Weiss, foi transmitido originalmente em 6 de abril de 2014 pela HBO nos Estados Unidos.

Enredo

Veja também: Imagens do episódio Two Swords

Em Porto Real

Tywin Lannister tem nas mãos a espada de Gelo, que pertencia a Ned Stark, e a dá para um ferreiro. O ferreiro separa a lâmina do punho e a derrete. Temos agora duas novas lâminas: uma longa e uma curta. Tywin agarra a pele de lobo que segurava a espada e a joga nas chamas. E então começa a quarta temporada de Game of Thrones, com a abertura que já conhecemos e amamos. Temos duas novidades na abertura: O Forte do Pavor e Meereen.

Jaime Lannister admira a nova espada que Tywin fez a ele. Ele agradece e fica surpreso ao ouvir que havia aço valiriano suficiente para forjar duas espadas . Ele tem problemas em manusear a arma e Tywin diz que ele não pode estar na Guarda Real com apenas uma mão. Tywin pede para ele voltar para Rochedo Casterly para governar. Jaime se recusa a sair da Guarda Real e diz que ele não quer uma esposa ou filhos. Ele pergunta se Tywin quer a espada de volta, mas ele diz para Jaime ficar com ela. Ele fala que um homem sem mão e sem família precisa de toda a ajuda que puder conseguir.

Fora da cidade, Tyrion espera na estrada com Bronn e Podrick Payne, aguardando o Príncipe de Dorne. Bronn pensa que Tyrion Lannister foi enviado para encontrar-se com o Martells de Dorne, para que os Lannisters não percam ninguém mais importante se sangue for derramado. Tyrion cumprimenta o dorneses em nome de Joffrey e pergunta sobre Príncipe Doran. Dorian estava doente, então Oberyn Martell foi enviado em seu lugar. O homem dornês diz a Tyrion que Oberyn já chegou na cidade faz tempo. Bronn pergunta como eles vão encontrar Oberyn mas Tyrion acha que vai ser fácil encontrá-lo com uma prostituta.

E ele estava certo. Em um bordel, Oberyn olha para três meninas antes de escolher uma para se juntar a ele e Ellaria Sand. Um dos homens de Mindinho, Olyvar, está lá também e Oberyn insiste que ele deve juntar a eles. Ellaria tenta impedi-lo, mas Oberyn sai da sala quando ouve homens cantando 'The Rains of castamere' no quarto ao lado. Oberyn entra no quarto e troca insultos com os homens. Ele apunhala um deles na mão, puxando a adaga para fora apenas quando Tyrion entra com Bronn no recinto. Tyrion dá as boas vindas e pede para falar com o príncipe em particular.

Tyrion pergunta porquê Oberyn veio e insiste em ouvir a verdade. Oberyn fala de sua última visita à cidade, quando sua irmã estava se casando com Rhaegar Targaryen. Ela o amava e lhe deu dois filhos. Mas Rhaegar a trocou por outro mulher. e Oberyn sabe que A Montanha estuprou e assassinou sua irmã, Elia durante o saque a Porto Real. Oberyn pensa que Tywin deu a ordem para o assassinato de sua irmã e pede que Tyrion conte a seu pai que ele está na cidade, dizendo que os Lannisters não são os únicos que pagam suas dívidas.

Shae tenta alimentar Sansa mas ela declina tudo o que é oferecido. Tyrion chega e concorda com Shae que Sansa precisa comer. Ele pede um momento a sós com Sansa e diz que não pode deixá-la morrer de fome. Ela pergunta como ele pode ajudá-la, mas ele demonstra não ter certeza. Sansa ainda é assombrada pelo o que aconteceu com sua família e Tyrion faz o possível para consolá-la. Ela fala em como ficou sabendo que costuraram a cabeça de Vento Cinzento em Robb Stark e como sua mãe foi jogada no rio depois de ter a garganta cortada. Depois Sansa vai embora para poder ficar sozinha.

Tyrion encontra Shae esperando em sua cama quando ele retorna ao seu quarto. Ele insiste que não se esqueceu dela e explica que as coisas estão muito tensas para ele agora. Shae pergunta se ele ama Sansa e pensa que ele tentou se livrar dela a enviado para longe. Ele não diz nada, quando ela pergunta se ele quer que ela fique. Shae grita com ele e uma empregada ouve tudo do lado de fora do quarto, vendo quando ela sai.

Meistre Qyburn ajuda Jaime a colocar sua mão de ouro. Jaime não está feliz com ela, mas Cersei diz que ela trabalhou duro com os ourives para fazê-la. Ele observa que Cersei tem bebido mais do que costumava e ela concorda. Ela traz à tona o casamento de Joffrey com Margaery e o dela com Loras. Cersei questiona Jaime sobre ele ficar na Guarda Real, e ele diz querer permanecer na Guarda para que possa ficar perto dela. Ela diz que ele demorou muito para voltar e ele percebe que as coisas mudaram. A briga deles é interrompida quando a empregada, que ouviu Shae e Tyrion, entra. Ela está lá para relatar o que viu para Cersei.

Olenna Tyrell considera o uso de um colar para Margaery usar em seu casamento. Margaery fala mal de Joffrey mas Olenna avisa que ela deve tomar cuidado com o que diz, mesmo quando estiverem sozinhas. Brienne as interrompe e pede um momento a sós com Margaery. Ela explica a morte de Renly e como ela viu uma sombra com o rosto Stannis. Brienne promete vingar o seu rei, mas Margaery diz Joffrey é o rei agora.

Joffrey passa detalhes de seu casamento com Sor Meryn e Jaime. Meryn quer ser o guarda pessoal de Joffrey uma vez que ele vinha fazendo isso enquanto Jaime estava ausente. Joffrey diz que não haverá nenhum problema, porque nas cidades as pessoas sabem que ele ganhou a guerra. Jaime diz que a guerra não acabou, mas Joffrey só o insulta por ter sido capturado por Robb. O rei abre o Livro Branco da Guarda Real, lê rapidamente sobre Sor Duncan e Arthur Dayne, e chega à página de Jaime. Ele zomba dizendo que não há muito de seus feitos descritos lá, e Jaime diz que ainda há tempo. Mas Joffrey não acredita que ele possa fazer muito com 40 anos e apenas uma mão agora.

Enquanto Sansa ora sozinha nos jardins, Brienne lembra a Jaime de sua promessa de manter as meninas Stark seguras. Ele não acha que ele deva alguma coisa a uma Catelyn Stark morta, mas Brienne argumenta que ele precisa tirar Sansa de Porto Real.

Sansa está voltando para a Fortaleza Vermelha, e percebe que um homem a segue. Ela tenta fugir, mas o homem a encontra em um beco sem saída. Ela percebe que ele está bêbado, antes de perceber que na verdade ele é o bobo, Dontos. Ele agradece a ela por salvar sua vida e entrega a ela um colar que pertenceu mãe dele. Ela fica sem jeito, mas promete usá-lo com orgulho.

Na Baía dos Escravos

Daenerys está em uma rocha acariciando Drogon enquanto Rhaegal e Viserion voam ao redor . Os três dragões lutam por um cordeiro morto e Daenerys tenta acalmá-los. Drogon a ameaça e Dany fica assustada. Jorah adverte que os dragões nunca poderão ser domados. Eles então retornam a seu exército de Imaculados e Daenerys pergunta onde Daario e Verme Cinzento estão. Barristan explica que eles estão fora de formação, apostando um contra o outro, e Daenerys vai até onde eles estão. Ela encontra os dois segurando suas espadas no ar. Daario diz que o prêmio daquela brincadeira será poder andar ao lado dela, mas Daenerys explica que apenas Jorah e Barristan têm essa honra. Ela diz que o último homem segurando a espada pode encontrar uma nova rainha para lutar e vai embora. Ambos deixam cair imediatamente suas espadas.

Daenerys fala sobre Meereen com Missandei. Daario se aproxima e pede para falar sobre estratégia. Missandei deixa-os sozinhos e Daario entrega-lhe algumas flores. Ele explica a qualidade de cada flor e sugere que ela comece a conhecer a terra de seu povo. Ela é um tanto arisca com ele. Daenerys move-se para a frente de seu exército onde Jorah está com Barristan. Jorah diz que a cada milha dali para Meereen tem o corpo de uma criança morta crucificada apontando o caminho. Ela insiste em ver cada uma delas e o caminho ainda é longo.

No Norte

Tormund e Ygritte discutem sobre a Patrulha da Noite. Ele acha que Jon Snow ainda está vivo porque ela o deixou ir de propósito. De repente assobios dos selvagens chamam sua atenção e vemos que eles estão prontos para um ataque. Eles baixam suas armas quando Tormund diz que os homens que se aproximam deles são Thenns. Mance enviou-os e eles encontraram os selvagens usando seu warg, uma coruja. Os Thenns são canibais e um tanto assustadores, e querem comer os homens em Castelo Negro dizendo que são gordos, macios e bem alimentados...

Em Castelo Negro

Jon Snow fala com Sam sobre a morte do irmão antes de se reunir com o conselho. Alliser Thorne o acusa de ter assassinado Qhorin Meia-Mão. Jon tenta explicar o que aconteceu. O conselho o acusa de falar como um dos selvagens. Jon admite que ele passou um tempo com eles e até mesmo fez sexo com uma garota selvagem. O conselho diz que ele deve morrer, mas Meistre Aemon quer que ele viva. Jon Snow adverte que Mance Rayder está a caminho com 100.000 homens. O Conselho considera isso difícil de acreditar, mas Jon conta sobre o ataque dos selvagens que virá do sul. Aemon decide permitir que Jon viva.

Nas Terras Fluviais

O Cão e Arya andam por uma comitiva destruída, há muita gente morta. Arya pede para montar seu próprio cavalo mas é ignorada. Sandor planeja vender Arya a sua tia Lysa Arryn no Vale. Eles encontram uma estalagem e Arya reconhece um homem, Polliver. O homem que matou seu amigo, Lommy, quando ela estava a caminho da Muralha. Arya segue Polliver ao perceber que ele ainda tem sua espada, Agulha. Eles entram na estalagem.

Eles sentam-se do lado oposto onde os homens do rei estão. Os soldados comem, bebem e abusam da filha do estalajadeiro, mas ficam tensos quando o Cão entra no recinto. Polliver reconhece o Cão e pergunta o que ele está fazendo até agora no norte. Polliver também diz estar trabalhando com o Montanha, irmão do Cão, e diz que eles estão torturando muita gente, e que isso até já perdeu a graça. Polliver convida o Cão a vir com o grupo de homens e saquear seu caminho de volta a Porto Real, mas o Cão se nega. Ele insulta Joffrey e pede por um frango, pois está com fome. Polliver se oferece para trocar um frango por Arya. O Cão ameaça matar os homens para ter sua comida e começa a luta. O Cão luta sozinho com todos eles. Um casal de homens consegue derrubá-lo no chão, mas ele continua a dominá-los e matar todos, um por um. Arya vem em seu socorro e mata um dos homens restantes. Ela, então, corta Polliver, que cai no chão. Depois a loba repete as palavras que ele disse a ela quando ele roubou sua espada e quando matou Lommy. Ele percebe quem ela é enquanto ela fura sua garganta com Agulha. Então os dois partem deixando a cidade, enquanto o Cão deixa Arya montar seu próprio cavalo.

Sobre a Página

O conteúdo desta página é uma transcrição das pautas originais do Podcasteros, do site Gelo & Fogo.
Para escutar o episódio, visite Podcasteros #07: Episódio ‘Two Swords’.