Grey Ghost

De Gelo e Fogo wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Para o navio com o mesmo nome, veja Fantasma Cinzento.
Grey Ghost
Nascimento Em Pedra do Dragão
Morte Em 130 d.C., em Pedra do Dragão
Livro(s) A Princesa e a Rainha (mencionado)

Grey Ghost ou Fantasma Cinzento[N 1] foi um dragão selvagem que vivia numa torre de exaustão de fumaça no lado leste do Monte Dragão. O povo comum que vivia em Pedra do Dragão lhe deu esse nome, e raramente o encontravam. Ele nunca foi reivindicado nem montado por qualquer homem, vivo ou morto. Ele é um dos três dragões selvagens, ao lado de Sheepstealer e o Canibal.[1]

Descrição

Ele era um pálido branco acizentado, a cor da névoa da manhã.

Sobre

Ele era um dragão notavelmente tímido, que evitou homens e suas obras por anos a fio. Ele preferia se alimentar de peixes e era freqüentemente visto voando baixo sobre o mar estreito, arrebatando as presas das águas..

História

Durante a Dança dos Dragões, Jacaerys Velaryon buscou novos cavaleiros para lutar para Os Verdes. Parte das sementes de dragão procurou por Grey Ghost mas não conseguiu encontrá-lo, já queele sempre foi uma criatura indescritível.

Grey Ghost foi morto e parcialmente devorado por Sunfyre em seu retorno a Pedra do Dragão.[1]

Sobre a página

Esta página utiliza conteúdo baseado em Grey Ghost, um artigo de A Wiki Of Ice And Fire.

Notas

  1. Quando a LEYA traduziu o conto A Princesa e a Rainha do livro Mulheres Perigosas, optaram por deixar seu nome original em inglês: Grey Ghost. Porém, na primeira versão de O Mundo de Gelo e Fogo da LEYA, optaram por traduzir seu nome como Fantasma Cinzento no capítulo do Aegon II, onde é tratado sobre a Dança dos Dragões. Note que ainda no O Mundo de Gelo e Fogo da LEYA existem duas traduções para seu nome, pois a caixa de observações "Os Dragões na Dança", presente no capítulo de Aegon II, seu nome não foi traduzido e permaneceu Grey Ghost, mais um erro de tradução presente neste livro.

Referências