Joffrey Doggett

De Gelo e Fogo wiki
Ir para navegação Ir para pesquisar

 

Doggett.png
Guarda Real.png
Joffrey Doggett
Filhos do Guerreiro.png Estrela da Fé.png
Red Dog of the Hills.png
Joffrey Doggett pousando sua espada aos pés de Jaehaerys I, em Fogo & Sangue.
Apelido(s) Cachorro Vermelho das Colinas
Título(s) Sor
Grande Capitão dos Filhos do Guerreiro[1]
Lealdade Casa Doggett

Fé dos Sete
Pobres Companheiros
Guarda Real
Cultura Homens do Oeste
Nascimento Em ou antes de 28 d.C. [2]
Morte Em ou depois de 59 d.C.
Outros livros
Mencionado
Mencionado
Mencionado

Sor Joffrey Doggett, também conhecido como o Cachorro Vermelho das Colinas[N 1], foi um cavaleiro da Casa Doggett durante o reinado de Maegor I Targaryen, e um membro da congregação dos Filhos do Guerreiro em Lanisporto.[1][3] Mais tarde serviu na Guarda Real de Jaehaerys I Targaryen.[4]

Personalidade

Veja também: Imagens de Joffrey Doggett

Joffrey empunhava uma espada longa.[4]

História

O levante da Fé Militante

Em 43 d.C., durante o levante da Fé Militante, Joffrey foi escolhido como o novo Grande Capitão dos Filhos do Guerreiro para substituir o falecido Sor Damon Morrigen. Ele estava determinado em restaurar a ordem à sua glória anterior e cavalgou com cem homens para buscar a bênção do Alto Septão. Quando ele chegou a Vilavelha, ele tinha dois mil seguidores entre cavaleiros, escudeiros e homens de armas.[1]

Em 44 d.C., os Filhos do Guerreiro foram proscritos e não tinham mais forças para desafiar o Trono de Ferro em batalha aberta, então o Cachorro Vermelho os enviou disfarçados de cavaleiros andantes para caçar e matar os lealistas Targaryen e "traidores da Fé". Um antigo Filho do Guerreiro, Sor Morgan Hightower, o velho Lorde Merryweather, o filho e herdeiro de Lorde Peake, o pai idoso de Sor Davos Darklyn e cego Jon Hogg foram todos mortos pelos seguidores de Doggett.[1]

Mais tarde, em 45 d.C., Joffrey governou, não oficialmente, a região montanhosa ao norte do Dente Dourado.[1]

O Septão Lua e Joffrey lideraram os pobres companheiros contra o rei em 48 d.C..[3]

Reinado inicial de Jaehaerys I

Joffrey sobreviveu à guerra contra Maegor, o Cruel. Dado um salvo-conduto, ele viajou para Vilavelha com Lorde Prentys Tully e sua esposa, Lucinda Broome, para encontrar o novo jovem rei Jaehaerys I Targaryen, que tinha vindo para Vilavelha para receber a benção do Alto Septão. O Cachorro Vermelho foi recebido cortesmente pelo rei e este pediu que fossem desfeitas as leis que proibiam a Fé Militante. Jaehaerys recusou, mas pediu a Doggett para servir em sua Guarda Real. Quando Joffrey desembainhou sua espada, Grande Meistre Benifer, que estava presente, temeu que Joffrey pudesse ter a intenção de prejudicar Jaehaerys. Em vez disso, ele colocou a espada aos pés do rei e, com lágrimas nos olhos, aceitou a oferta.[4][5]

Guarda Real

Joffrey protegeu o Rei Jaehaerys durante o Casamento Dourado, onde foi anunciado que as cinco vagas restantes da Guarda Real seriam preenchidas em combates que ficaram conhecidos como Guerra pelos Mantos Brancos. Um dos cinco vencedores, um jovem chamado Sor Pate, o Galinhola, foi acusado por alguns de não ser realmente um cavaleiro, mas tal era a habilidade do rapaz que Joffrey pessoalmente nomeou Pate para encerrar as acusações. Centenas de espectadores aplaudiram e Pate recebeu o manto branco da Guarda Real.[6]

Quando a princesa Alysanne Targaryen descobriu sobre seu noivado, ela informou Jaehaerys, que agiu imediatamente e ordenou que Sor Gyles Morrigen, o Lorde Comandante da Guarda Real, viajasse discretamente para Pedra do Dragão com os mantos brancos. Jaehaerys e Alysanne mais tarde voaram para a ilha. Em Pedra do Dragão, Doggett e a Guarda Real testemunharam Jaehaerys e Alysanne casando, com Septão Oswyck realizando a cerimônia. Quando Lorde Rogar Baratheon e a Rainha Regente Alyssa Velaryon chegaram e tentaram levar as crianças de volta, Joffrey e seus irmãos juramentados desafiaram a Mão do Rei formando uma parede na frente de seu rei e rainha, informando Rogar que ele seria o primeiro a morrer se seus homens atacassem.[6]

Enquanto Jaehaerys era jovem em Pedra do Dragão, Joffrey e seus irmãos juramentados lutaram com seu jovem rei, que passava todas as manhãs até o meio-dia no pátio do castelo treinando com espada, escudo e qualquer outra arma. No livro supostamente escrito por Lady Coryanne Wylde, chamado Um Alerta Para Garotas Jovens, a autora afirmou ter ido para a cama com Joffrey e seu irmão juramentado, Sor Pate, o Galinhola, embora a maioria dos meistres rejeite essas reivindicações.[7]

Após atingir sua maioridade, o rei partiu para um progresso real nas terras da coroa e terras fluviais com a rainha. Durante sua estadia em Lagoa da Donzela, Joffrey e Sor Gyles Morrigen guardaram a entrada da Lagoa de Jonquil quando a Rainha Alysanne e suas damas entraram para se banhar nas águas sagradas. Ambos os homens correram quando ouviram gritos. Três irmãs da ordem que frequentavam as piscinas tentaram matar Alysanne, mas suas damas a protegeram para que a rainha ficasse ilesa. Joffrey e Gyles mataram duas das agressores e pouparam uma terceira para interrogatório.[8]

Quando o Alto Septão faleceu em 54 d.C., Jaehaerys e Alysanne viajaram para Vilavelha em seus dragões para prestar seus respeitos e influenciar a escolha do próximo Alto Septão. Eles levaram dois protetores com eles. Para equilibrar o peso dos dragões, Jonquil Darke cavalgou com o Rei Jaehaerys em Vermithor, enquanto Joffrey cavalgou com a Rainha Alysanne em Silverwing.[8]

Durante o inverno rigoroso de 59 d.C. e a subsequente praga dos Arrepios, Joffrey cavalgou com o Rei Jaehaerys e o resto de sua escolta quando a notícia de que o mestre da moeda, Lorde Rego Draz, foi brutalmente assassinado. O Rei Jaehaerys ficou furioso ao ver o cadáver mutilado de Lorde Rego. Quando viu o rosto do rei, Joffrey pensou por um momento que estava olhando para o rosto do rei Maegor, o Cruel. Os homens responsáveis pelo assassinato foram posteriormente capturados e enforcados nas muralhas da Fortaleza Vermelha com as entranhas penduradas para fora.[5]

Notas

  1. Nas edições de O Mundo de Gelo e Fogo da editora LEYA, o epíteto de Joffrey é Cão Vermelho das Colinas. O mesmo ocorre no conto Filhos do Dragão. Cachorro Vermelho passa a ser usado pela SUMA, na readequação da tradução para Fogo & Sangue.

Referências

  1. 1,0 1,1 1,2 1,3 1,4 Os Filhos do Dragão.
  2. Veja o cálculo de Joffrey Doggett.
  3. 3,0 3,1 O Mundo de Gelo e Fogo, Os Reis Targaryen: Maegor I.
  4. 4,0 4,1 4,2 Fogo & Sangue, De príncipe a rei: A ascensão de Jaehaerys I.
  5. 5,0 5,1 Fogo & Sangue, O longo reinado Jaehaerys e Alysanne: Política, progênie e provação.
  6. 6,0 6,1 Fogo & Sangue, O ano das três noivas: 49 DC.
  7. Fogo & Sangue, Uma abundância de governantes.
  8. 8,0 8,1 Fogo & Sangue, Nascimento, morte e traição sob o governo do rei Jaehaerys I.

Sobre a página

Esta página utiliza conteúdo baseado em Joffrey Doggett, um artigo de A Wiki Of Ice And Fire.