Androw Farman

De Gelo e Fogo wiki
Ir para navegação Ir para pesquisar

 

Farman.png
Androw Farman
Farman.png
Lealdade Casa Farman
Cultura Terras Ocidentais
Esposa(o) Princesa Rhaena Targaryen
Nascimento Em 32 d.C.[1]
Morte Em 54 d.C., em Pedra do Dragão
Outros livros
Mencionado
Mencionado

Androw Farman foi um membro da Casa Farman. Ele era o segundo filho de Lorde Marq Farman de Ilha Bela.

Aparência e Personalidade

Androw foi descrito como atraente e amável aos dezessete anos, com olhos azuis claros e longos cabelos loiros.[2] Por beber muito, ele tornou-se corpulento, com o rosto inchado, e ombros arredondados, aos vinte e dois anos.[1]

Aos vinte e dois anos, foi descrito como um homem tímido, soturno, que mal sabia ler ou escrever. Mesmo na corte de seu próprio pai, havia quem debochasse dele como "meio garota", pois tinha fala delicada, e era gentil.[2] Embora Androw tenha sido criado em uma ilha, ele não sabia nadar, navegar em um navio, nem pescar.[1] Ainda assim, seu pai era conhecido por ter um grande carinho por Androw, apesar de suas deficiências.[2]

Androw era conhecido por passar dias inteiros na Câmara da Mesa Pintada em Pedra do Dragão, movendo soldados de madeira ao redor do mapa.[1]

História

Androw foi um escudeiro fracassado em sua juventude, não possuindo nenhuma habilidade com armas.[2] Seu pai tinha considerado enviá-lo para Vilavelha para se tornar um meistre, até que seu próprio meistre lhe disse que Androw simplesmente não era inteligente o suficiente.[2]

De 43 -47 d.C., Marq Farman hospedou a princesa Rhaena Targaryen em Ilha Bela. Rhaena e Androw supostamente ficaram mais do que afeiçoados um ao outro durante a estada da princesa em Belcastro.[3] Eles se casaram em 49 d.C., durante o reinado do rei Jaehaerys I Targaryen, em uma cerimônia rápida e pequena. Lorde Marq presidiu o casamento, e Lorde Lyman Lannister, sua esposa, Lady Jocasta, e dois amigos de Rhaena, Samantha Stokeworth e Alayne Royce, compareceram ao casamento. Rhaena tinha vinte e seis anos e era duas vezes viúva, e Androw dezessete. Dizia-se que ele estava totalmente apaixonado por sua nova esposa.[4]

Como o segundo filho de um senhor menor, Androw não era considerado particularmente digno de uma ex-rainha, mãe do herdeiro do rei.[4] Quando questionada por que ela escolheu um marido tão pouco promissor, Rhaena respondeu que ele tinha sido gentil com ela.[2] Alguns se perguntaram se Rhaena se casou com Androw para retribuir a Marq Farman por sua gentileza em protegê-la do rei Maegor Targaryen, pois Lorde Farman gostava de seu filho. No entanto, o meistre de Lorde Farman, Smike, especulou que a princesa havia se casado com Androw não porque o amava, mas porque se apaixonou por sua irmã Elissa. Elissa, Rhaena e as outras companheiras de Rhaena, Alayne Royce e Samantha Stokeworth, eram muito próximas, a ponto de serem chamadas de "a Besta de Quatro Cabeças". Rhaena freqüentemente levava suas damas voando nas costas de sua dragão-fêmea Dreamfyre. Embora Androw fosse admitido em seu círculo, ele nunca foi considerado um quinto membro, e nunca voou com Rhaena. É possível que Rhaena tenha oferecido, mas Androw não foi aventureiro o suficiente para concordar.[2]

Havia tensões entre o casal e o irmão de Androw, Sor Franklyn Farman. Quinze dias após o primeiro aniversário de Rhaena e Androw em 50 d.C., Marq Farman morreu e Franklyn se tornou Senhor de Ilha Bela. Ele imediatamente ordenou que Androw e Rhaena deixassem Ilha Bela, e partissem sem Elissa. Androw, furioso, se ofereceu para enfrentar seu irmão em um combate individual, mas Rhaena o dissuadiu gentilmente, dizendo que ele não era páreo para Franklyn e ela não queria ficar viúva novamente. Rhaena, Androw e Elissa fugiram da ilha para Rochedo Casterly, junto com a comitiva de Rhaena. Em Rochedo Casterly, enquanto Lorde Lyman Lannister e sua esposa Jocasta eram abertamente hospitaleiros, ficou claro que estavam sendo espionados. Um septão do castelo perguntou se o casamento já havia sido consumado e quem havia testemunhado a noite de núpcias. Sor Tyler Hill, filho bastardo de Lyman, era abertamente desdenhoso com Androw, e tentou encantar Rhaena. Os Lannisters também sugeriram que uma forma de retribuí-los seria dar a eles um dos ovos de Dreamfyre.[2]

Rhaena e sua comitiva despediram-se de Rochedo Casterly e viajaram pelas terras ocidentais e terras fluviais, onde Androw se viu esquecido e ignorado. Nesta época, Rhaena descobriu que todos temiam Dreamfyre ou desejavam seus ovos. Em 51 d.C., Rhaena visitou Porto Real para assistir ao segundo casamento de seus irmãos, o Rei Jaehaerys e a Rainha Alysanne, e explicou suas dificuldades. Ela finalmente recebeu Pedra do Dragão como seu próprio assento.[5]

No entanto, em Pedra do Dragão, Androw descobriu que a vida não iria melhorar. Rhaena era chamada de "Rainha do Oeste", mas ninguém o considerava um rei, ou mesmo um senhor consorte. Ele se sentava ao lado da esposa durante as refeições, mas não dividia a cama dela; essa honra era dada para seus companheiros e favoritos. Eles dormiam separados em torres diferentes, e embora a fofoca em Pedra do Dragão fosse que sua esposa lhe disse que ele deveria encontrar uma serva para compartilhar sua cama, ele nunca o fez. Não tendo habilidade com armas, ele ficava na cama enquanto os cavaleiros eram treinados no pátio. Ele não sabia ler nem escrever, então não podia desfrutar da biblioteca de Pedra do Dragão. Embora Androw pudesse cavalgar um cavalo razoavelmente bem e trotar pelo quintal, ele era muito tímido para deixar o castelo e explorar a ilha. Os homens em Pedra do Dragão não prestavam atenção nele; as senhoras riam dele pelas costas; servos às vezes ignoravam seus comandos. As crianças zombavam dele, sendo a mais cruel sua enteada Aerea Targaryen, que certa vez jogou o conteúdo de um penico sobre sua cabeça só porque estava com raiva de sua mãe. Androw bebia muito e era conhecido por passar dias inteiros na Câmara da Mesa Pintada, movendo soldados de madeira ao redor do mapa. Os companheiros de Rhaena brincavam que ele estava planejando sua conquista de Westeros.[1]

Androw confronta Rhaena Targaryen enquanto Lianna Velaryon morre em seus braços, por Douglas Wheatley em Fogo & Sangue.

A solidão e o descontentamento de Androw só pioraram depois que sua irmã Elissa Farman fugiu de Pedra do Dragão em 54 d.C.. Ela tinha sido sua melhor amiga, talvez sua única amiga. Quando mais tarde foi descoberto que Elissa havia roubado três ovos de dragão das incubadoras da Pedra do Dragão, Rhaena convocou Androw e furiosamente exigiu saber se ele sabia alguma coisa sobre a traição de sua irmã. Ele chorou e negou, mas apenas enfureceu Rhaena ainda mais, e ela achou difícil acreditar que ele não tinha desempenhado nenhum papel no crime. Androw se ofereceu para acompanhá-la para ver o Rei Jaehaerys em Porto Real e relatar o roubo dos ovos, mas ela se recusou com desdém, dizendo que ele era incapaz de qualquer coisa, exceto cair do dragão. Após o roubo, Rhaena dispensou Sor Merrel Bullock, e Androw pediu a ela que o tornasse o novo comandante da guarnição do castelo em seu lugar. Ela e suas damas explodiram em gargalhadas com o pedido.[1]

Quando chegou a notícia de que a saúde da mãe de Rhaena estava piorando, Androw anunciou que iria acompanhar Rhaena até Ponta Tempestade para que ele pudesse confortá-la, como um marido deveria. Rhaena recusou sua oferta como antes, e não gentilmente. Uma forte discussão precedeu sua partida. No momento em que Rhaena voltou do leito de morte de sua mãe, Androw não tinha mais nenhum desejo de confortá-la. O casamento entre os dois, embora nunca apaixonado, tornou-se sem amor. Alayne Royce chamou isso de uma farsa de pantomimeiro, e uma do tipo "não divertida". Soturno e frio, Androw sentava-se em silêncio durante as refeições e evitava a companhia de sua esposa. Rhaena não se incomodava com o mau humor dele, encontrando conforto em suas damas, antigas e novas.[1]

No final de 54 d.C., uma epidemia misteriosa chegou a Pedra do Dragão. O idoso Meistre Culiper foi o primeiro a morrer, seguido pelas damas de Rhaena, Cassella Staunton, Septã Maryam, Alayne Royce e Samantha Stokeworth. Além de Culiper, a doença só matava mulheres, abatendo amigos e companheiros queridos de Rhaena. O castelo fechou seus portões para proteger os outros, e a frota real colocou a ilha em quarentena. Quando a jovem prima de Rhaena Lianna Velaryon morreu em seus braços, Andrew a viu chorando e perguntou se ela choraria por ele da mesma forma. Rhaena o golpeou no rosto e disse-lhe para deixá-la, pois ela queria ficar sozinha. Ele respondeu que sim, pois Lianna era a última companhia que havia restado a ela.[1]

Quando o Rei Jaehaerys e seu pequeno conselho discutiram a epidemia, Lorde Rego Draz reconheceu os sintomas como sendo de veneno, as lágrimas de Lys. Assim que Rhaena leu a mensagem de Porto Real, ela soube que o envenenador era Androw. Seus guardas tentaram encontrá-lo dentro do castelo, e toparam com Meistre Anselm, apunhalado nas costas com uma adaga. Androw foi finalmente localizado na Câmara da Mesa Pintada, onde confessou a Rhaena que tinha ciúmes de sua amizade com suas damas. Cansado de sua zombaria, e frustrado por nunca ter sido visto como um verdadeiro marido para ela. Rhaena não respondeu, mas ordenou a seus guardas que ele fosse castrado, e seu pênis e testículos dados para ele comer. Androw saltou da janela do quarto, negando sua vingança. Rhaena teve seu corpo cortado em pedaços, e dado de alimento aos seus dragões.

Depois disso, apenas a menção de seu nome provocaria ataques de raiva em Rhaena.[1]

Citações por Androw


Você chora por ela, mas choraria por mim?[1]
—— Androw para Rhaena Targaryen



Você vai ficar. Ela era a última.[1]
—— Androw para Rhaena Targaryen, quando ela exigiu ser deixada sozinha



Levei cálices de vinho, e eles beberam. Me agradeceram e beberam. Por que não? Um copeiro, um serviçal, era assim que me viam. Androw, o doce. Androw, o palhaço. O que eu podia fazer além de cair do dragão? Bom, eu poderia ter feito muitas coisas. Poderia ter sido senhor. Poderia ter feito leis e sido sábio e dado conselhos. Poderia ter matado seus inimigos com a mesma facilidade com que matei suas amigas. Eu poderia ter lhe dado filhos.[1]
—— Androw, confessando para Rhaena Targaryen



Minha esposa pode voar, e eu também.[1]
—— Androw, antes de cometer suicídio

Citações sobre Androw


O Farman errado fugiu.[1]
—— Rhaena Targaryen, gritando com Androw



Ah, e boa sorte caso tente “expulsar” o Terror Negro. Balerion saboreou muito seu irmão, e talvez já esteja com vontade de um segundo prato.[6]



Meu último marido eu dei de comer à minha dragão. Se você me fizer casar com outro, talvez eu mesma o coma.[6]
—— Rhaena Targaryen, para sua irmã Alysanne Targaryen

Família

Lorde Farman
 
Esposa
Desconhecida
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Filho
 
Marq
 
Esposa
Desconhecida
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Franklyn
 
Elissa
 
Androw
 
Rhaena
Targaryen
 
 


Referências

  1. 1,00 1,01 1,02 1,03 1,04 1,05 1,06 1,07 1,08 1,09 1,10 1,11 1,12 1,13 Fogo & Sangue, Nascimento, morte e traição sob o governo do rei Jaehaerys I.
  2. 2,0 2,1 2,2 2,3 2,4 2,5 2,6 2,7 Fogo & Sangue, Uma abundância de governantes.
  3. Fogo & Sangue, Os filhos do dragão.
  4. 4,0 4,1 Fogo & Sangue, O ano das três noivas: 49 DC.
  5. Fogo & Sangue, Um tempo de testes: Um reino refeito.
  6. 6,0 6,1 Fogo & Sangue, Jaehaerys e Alysanne: Triunfos e tragédias.