Ações

Batalha acima do Olho de Deus

Batalha acima do Olho de Deus
Daemon vs Aemond.jpg
Daemon saltando para matar Aemond, por Douglas Wheatley em Fogo & Sangue
Conflito Dança dos Dragões
Data 130 d.C.
Local Acima, nos céus, do Olho de Deus
Resultado Morte de ambos os combatentes
Beligerantes
Os Verdes Os Negros
Comandantes
Príncipe Aemond Targaryen Príncipe Daemon Targaryen
Forças
Aemond em Vhagar Daemon em Caraxes
Baixas
Aemond
Vhagar
Daemon
Caraxes

A Batalha acima do Olho de Deus[1] foi um duelo que aconteceu nos céus acima de Harrenhal, no Olho de Deus, entre os dois mais poderosos dragões do reino, Vhagar e Caraxes, e seus montadores, os príncipes Aemond Targaryen e Daemon Targaryen, durante a guerra civil chamada de Dança dos Dragões.[2]

Prelúdio

Após deixar Lagoa da Donzela, Daemon lançou um desafio ao sobrinho Aemond (que estava queimando as Terras Fluviais) para vir enfrenta-lo. Ele o esperou por treze dias em Harrenhal até que Aemond finalmente veio no dia seguinte.

Aemond chegou em Harrenhal com sua amante grávida, Alys Rivers. Aemond e seu tio Daemon tiveram uma breve conversa antes de montarem em seus dragões. Os dois animais subiram aos céus ao mesmo tempo e foram se enfrentar.

Batalha

Os pescadores e camponeses que testemunharam a luta entre os dois dragões nunca esqueceriam o que viram. O sol estava se pondo quando os dois dragões dançavam no céu. Os dois dragões alçaram voo rapidamente e rugindo no caminho, com seus estrondos sendo ouvidos a mais de 19 km de distância de Harrenhal. O brilho do fogo de dragão era tão intenso que o povo comum temia que os céus estivessem em chamas. Vhagar era o dragão mais antigo vivo em Westeros mas a despeito de sua força e tamanho, não era tão ágil como Caraxes. Assim, Caraxes ascendeu aos céus rapidamente, se escondendo nas nuvens e então atacou Vhagar de forma violenta e repentina, vindo de cima, fincando seus dentes negros no pescoço de Vhagar. Os dois dragões caíram rápido do céu em direção ao chão, se agarrando um no outro, causando ferimentos terríveis. As mandíbulas de Caraxes continuaram apertadas ao redor do pescoço de Vhagar enquanto este rasgava a barriga de Caraxes com suas garras e ainda arrancava uma das suas asas com a boca. O príncipe Daemon então se levantou de sua sela e saltou de um dragão para o outro. Ao subir em Vhagar, Daemon tinha em mãos sua espada, a Irmã Negra, e a atravessou na cabeça do seu sobrinho, mais precisamente no seu olho direito que fora arrancado na sua infância, enquanto os dois dragões despencavam de forma pesada nas águas do Olho de Deus, jogando para o alto um muro de água tão alto quanto a Torre da Pira do Rei de Harrenhal. Nenhum dos dois homens sobreviveram.[3]

Consequências

A morte de Aemond e Daemon e suas poderosas montarias foram duros golpes tanto para os Verdes quanto para Os Negros. Ambos os lados perderam naquele dia um líder competente e um bom guerreiro, além dos seus mortíferos dragões.

O corpo de Vhagar foi encontrado quatro anos depois com o cadáver do príncipe Aemond ainda preso na sela com a Irmã Negra dentro do seu olho direito. O crânio de Vhagar foi levado para Porto Real e passou a ser exibido na sala do trono da Fortaleza Vermelha. A Irmã Negra foi restaurada a Casa Targaryen.

Caraxes havia conseguido sobreviver a queda e se arrastou para fora d'água para a costa do Olho de Deus, morrendo perto de Harrenhal. O corpo de Daemon nunca foi encontrado. Alguns contos e canções surgiram que diziam que Daemon sobreviveu a queda e depois foi encontrar Nettles, sua suposta amante, para viver ao lado dela, mas os meistres discordam, acreditando na verdade que o corpo de Daemon foi provavelmente levado pela correnteza ou consumido pelos peixes.[2]

Referências

  1. O Mundo de Gelo e Fogo, Os Reis Targaryen: Aegon II.
  2. 2,0 2,1 A Princesa e a Rainha.
  3. Fogo & Sangue, A morte dos dragões: Rhaenyra triunfante.