Orwyle

De Gelo e Fogo wiki
Ir para navegação Ir para pesquisar

 

Corrente Meistre.png
Orwyle
Corrente Meistre.png
Apelido(s) Velho Wyl[1]
Título(s) Arquimeistre[2]
Grande Meistre[2]
Lealdade Cidadela
Verdes
Morte Em 133 d.C., em Porto Real[1]
Livros Históricos
Mencionado
Mencionado
Mencionado

HOTD LOGO.png
Intérprete Kurt Egyiawan
Aparições 1ª Temporada

Orwyle foi um arquimeistre da Cidadela que mais tarde se tornou Grande Meistre. Ele serviu durante os reinados dos reis Viserys I e Aegon II Targaryen.[3]

Aparência e Personalidade

Orwyle era de berço nobre.[4] Na época da regência do Rei Aegon III Targaryen, ele era um homem velho com barba.[1]

História

Dança dos Dragões

O Arquimeistre Orwyle foi escolhido pelo Conclave de Vilavelha como o novo Grande Meistre após a morte de Mellos em 127 d.C.. Sob os cuidados de Orwyle, o enfermo Rei Viserys I Targaryen recuperou um pouco de seu antigo vigor.[2]

Os escritos de Orwyle sobre a Dança dos Dragões foram usados pelo Grande Meistre Munkun como uma fonte para seu trabalho A Dança dos Dragões, Uma História Verdadeira. No entanto, os relatos de Orwyle foram escritos enquanto ele estava preso, aguardando sua própria execução, e de acordo com o Arquimeistre Gyldayn foram, portanto, escritos de uma forma que mostrou Orwyle tão favorável quanto possível. Como resultado, "Uma História Verdadeira" de Munkun fala muito positivamente de Orwyle, de acordo com Gyldayn.[5]

Após a morte do Rei Viserys I em 129 d.C., iniciou-se uma luta pela sucessão, conhecida como a Dança dos Dragões. Imediatamente após a morte de Viserys, Orwyle foi convocado para uma sessão do pequeno conselho nas câmaras da Rainha Alicent Hightower. De acordo com Uma História Verdadeira de Munkun, Orwyle protestou quando Sor Otto Hightower falou em coroar seu novo rei, embora outros relatos insistem que o protesto foi feito por Lorde Lyman Beesbury.[5]

Orwyle implorou ao Rei Aegon II Targaryen para enviá-lo com termos de paz para Rhaenyra Targaryen em Pedra do Dragão. Em Pedra do Dragão, ele apresentou os termos a Rhaenyra, a quem reconheceu que o Rei Viserys I realmente a havia nomeado, e não Aegon II, como seu sucessor. Quando Rhaenyra exigiu saber por que ele serviu Aegon em vez dela, Orwyle deu uma resposta longa e detalhada de acordo com Munkun. De acordo com O Testemunho de Cogumelo, no entanto, Orwyle apenas gaguejou e perdeu o controle de sua bexiga. Rhaenyra arrancou a corrente de Orwyle de seu pescoço e deu a Meistre Gerardys. Ela então ordenou que Orwyle e seus companheiros enviados deixassem a ilha.[5]

Quando o Príncipe Aemond Targaryen, encarregado dos exércitos de Aegon II após o rei ter sido gravemente ferido, decidiu trazer a batalha ao Príncipe Daemon Targaryen, que residia em Harrenhal, Orwyle estava em favor de pedir ajuda para Ponta Tempestade. Aemond ignorou a ideia de Orwyle, assim como todos os outros pedidos de cautela.[6] Quando Rhaenyra tomou Porto Real, Orwyle foi encarregado pela rainha viúva Alicent Hightower de enviar corvos pedindo ajuda, mas ele foi preso por quatro mantos dourados quando ele chegou em seus aposentos. Ele foi posteriormente escoltado para as celas negras.[3]

Depois que Rhaenyra fugiu da capital, Orwyle foi libertado das masmorras por Sor Perkin, a Pulga, que havia tomado a Fortaleza Vermelha para instalar seu escudeiro, Trystane Truefyre, como rei no Trono de Ferro.[7] Quando o exército de Lorde Borros Baratheon chegou às costas da Torrente da Água Negra, Orwyle e a Rainha Alicent acompanharam Lorde Larys Strong para tratar com ele. Depois que Aegon II foi restaurado ao Trono de Ferro, Orwyle permaneceu no cargo como Grande Meistre até a morte do rei.[8]

Prisão e execução

Orwyle era um dos membros do pequeno conselho que se reuniu no salão para dar as boas-vindas aos Senhores do Tridente e sua comitiva. Durante a Hora do Lobo, Orwyle estava entre os presos e enviados às masmorras por Lorde Cregan Stark, sob a acusação de ter participado da morte de Aegon II Targaryen. Lá, Orwyle começou a escrever suas confissões. Sob tortura, ele confessou ter dado o veneno usado para Larys Strong matar o rei. Embora Orwyle afirmasse que não sabia para que o veneno seria usado, Lorde Cregan o julgou cúmplice da morte do rei e o sentenciou à morte. No entanto, durante a manhã das execuções, Orwyle seguiu o exemplo de Sor Perkin, a Pulga, que declarou que desejava se juntar à Patrulha da Noite.[9]

Antes de embarcar para a Muralha, Orwyle subornou um guarda e fugiu, vestido com trapos de mendigo. O guarda que o libertou foi encarregado de ocupar seu lugar. Orwyle raspou o cabelo e a barba e adotou o nome de "Velho Wyl". Como Velho Wyl, ele começou a trabalhar em um bordel chamado Mãe, localizado na Rua da Seda. Lá, ele varreu e esfregou o chão, inspecionou os clientes em busca de sífilis, e misturou anticoncepcionais como chá de lua e poções de tanásia e poejo para o prostitutas no bordel. Ele foi descoberto depois de ter ensinado algumas das meninas a ler. Quando uma dessas garotas demonstrou sua nova habilidade para um sargento da Patrulha da Cidade de Porto Real, ele ficou desconfiado e questionou o Velho Wyl. Quando a identidade de Orwyle foi descoberta, ele foi preso mais uma vez.[1]

O pequeno conselho considerou Orwyle um violador de juramentos e o sentenciou à morte. No entanto, o Lorde Tyland Lannister, a Mão do Rei, insistiu que, como o cargo de Justiça do Rei ainda não havia sido preenchido, a execução deveria ser suspensa, pois ele mesmo não era capaz de realizar a execução. Em vez disso, Lorde Tyland confinou Orwyle a uma grande, arejada e confortável cela-torre, onde permaneceria por dois anos. Ele recebeu até tinta e pergaminho para que pudesse continuar a escrever suas confissões.[1]

Durante a Febre do Inverno em 133 d.C., Orwyle foi libertado de sua cela depois que muitos dos meistres da cidade morreram de doença. Orwyle trabalhou incansavelmente no tratamento daqueles que adoeceram.[1]

Quando Lorde Tyland Lannister morreu da doença, o jovem Rei Aegon III ordenou que Orwyle despachasse um corvo para Bosquedouro, convocando Lorde Thaddeus Rowan para assumir o cargo de Mão do Rei. Orwyle, possivelmente esperando por um perdão real, foi rápido em obedecer às suas ordens. Mais tarde, ele foi capturado pelos homens de Lorde Unwin Peake, um dos regentes de Aegon III, que se instalou como a nova Mão do Rei. Orwyle foi enviado de volta para sua cela para aguardar a execução. Depois que Lorde Victor Risley foi nomeado como o Justiça do Rei, Orwyle foi finalmente executado como traidor e desertor da Patrulha da Noite. Devido à sua idade, nascimento nobre e longo serviço, ele recebeu a honra de morrer pela espada.[4]

Notas

Elio Garcia explica:




George notou que seu relato foi escrito enquanto ele estava sentado em uma cela de prisão, sem saber se seria executado ou não e desejando expor "seu lado" na história para tentar se pintar da melhor maneira possível. (Sim, Orwyle na verdade tem uma pequena história bem interessante que infelizmente nós realmente tínhamos aparado quase que inteiramente fora do livro O Mundo de Gelo e Fogo. Definitivamente será um dos muitos destaques de Fogo & Sangue, em minha opinião.[10]


O relato da cela de Orwyle sobre o que aconteceu, portanto, provavelmente foi inclinado a favor de Rhaenyra, em contraste com como a história de Septão Eustace foi inclinada a favor de Aegon II. O Grande Meistre Munkun então baseou seu A Dança dos Dragões, Uma História Verdadeira no relato já um tanto tendencioso de Orwyle.

Referências

  1. 1,0 1,1 1,2 1,3 1,4 1,5 Fogo & Sangue, Sob os regentes: A Mão encapuzada.
  2. 2,0 2,1 2,2 Fogo & Sangue, Herdeiros do dragão: Uma questão de sucessão.
  3. 3,0 3,1 A Princesa e a Rainha.
  4. 4,0 4,1 Fogo & Sangue, Sob os regentes: Guerra e paz e exposição de gado.
  5. 5,0 5,1 5,2 Fogo & Sangue, A morte dos dragões: Os pretos e os verdes.
  6. Fogo & Sangue, A morte dos dragões: O dragão vermelho e o dourado.
  7. Fogo & Sangue, A morte dos dragões: Rhaenyra destituída.
  8. Fogo & Sangue, A morte dos dragões: O breve e triste reinado de Aegon II.
  9. Fogo & Sangue, O momento posterior: A hora do lobo.
  10. Stockholm and Archipelacon Report


Sobre a página

Esta página utiliza conteúdo baseado em Orwyle, um artigo de A Wiki Of Ice And Fire.