A Guerra dos Tronos - Capítulo 3

De Gelo e Fogo wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Daenerys I
Capítulo de A Guerra dos Tronos
A Guerra dos Tronos.jpg
PDVDaenerys
LocalPentos, Essos
Página25-32 PT-BR Leya (Outras versões)
CenaWinter Is Coming (Série HBO)
Cronologia dos capítulos (Todos)
Catelyn I ← Daenerys I → Eddard I

Daenerys II

Na cidade livre de Pentos, situada no continente de Essos, os dois últimos descendentes da casa real do Trono de Ferro, Príncipe Viserys e sua irmã Princesa Daenerys vivem no exílio. Viserys planeja casar sua irmã com Khal Drogo, do povo Dothraki, em troca de um exército que irá reclamar o trono dos Sete Reinos de volta para a Casa Targaryen.

Resumo

Daenerys Targaryen, extraído de 'A Guerra dos Tronos - Edição Ilustrada', por Magali Villeneuve©.

Viserys Targaryen entrega a sua irmã de treze anos Daenerys um fino vestido de seda que é mais macio do que tudo o que ela já havia tocado. O vestido é um presente do Magíster Illyrio Mopatis que também prometeu a ela ouro e jóias para a noite, assim ela poderá desfilar como uma verdadeira princesa. Illyrio tem abrigado os dois pelos últimos seis meses em sua mansão na Cidade Livre de Pentos. Daenerys se questiona sobre os motivos de Illyrio (ela tem ouvido rumores nas ruas sobre as reais intenções dele), mas Viserys diz que o Magíster está apenas interessado nos favores deles após retomarem o Trono de Ferro. Daenerys não confia em Illyrio, mas não diz nada a Viserys para não "despertar o dragão". Quando contrariado, Viserys se enfurece e fica violento com Daenerys, desencadeando ataques físicos, inclusive nas partes íntimas da irmã. Viserys está preparando Daenerys para apresentá-la ao Lorde dos Cavaleiros Dothraki, um homem chamado Drogo, esperando que ele a tome como esposa. Ele a alerta para não falhar e torce um de seus mamilos para enfatizar a ameaça. Ele diz que quando a história de seu reinado for escrita, será dito que começou naquela noite.

Depois que Viserys deixa o aposento Daenerys pensa em Westeros, um lugar que ela nunca conheceu. Ela foi concebida um pouco antes de sua mãe, a Rainha Rhaella Targaryen, fugir de Porto Real com Viserys, e nasceu nove meses depois em Pedra do Dragão. No entanto, ela conhece as histórias que Viserys lhe contou: a fuga de Porto Real para Pedra do Dragão; seu irmão mais velho, Rhaegar Targaryen lutando contra Robert Baratheon e morrendo; o Saque de Porto Real, a morte horripilante do príncipe Aegon Targaryen e o assassinato de seu pai, o Rei Aerys II Targaryen, na sala do trono, cometido por um cavaleiro de sua própria Guarda Real. Nove meses após a morte de seu irmão e pai, a mãe de Daenerys morre dando-lhe à luz (algo pelo qual Viserys nunca a perdoou), durante uma tempestade de verão que destruiu grande parte da frota Targaryen, que era a última defesa de Pedra do Dragão. Quando a tropa de Pedra do Dragão estava pronta para entregar Viserys e Daenerys a Stannis Baratheon, que estava a caminho de tomar Pedra do Dragão, Sor Willem Darry e quatro homens leais secretamente os levaram para Bravos. Ali eles viveram em uma grande casa com uma porta vermelha. No entanto, Sor Willem morreu, deixando-os sem um guardião, e os empregados roubaram todo o dinheiro que restara. Quando Viserys e Daenerys foram expulsos da casa, começaram a viajar de uma cidade para outra, nunca permanecendo por muito tempo, já que Viserys temia os assassinos do Usurpador. Daenerys lembra o quanto os comerciantes ricos, os arcontes e os magísteres se tornaram cada vez menos dispostos a hospedar os Targaryens à medida que os anos se passavam, e como Viserys tinha sido forçado a vender a coroa de sua mãe. No entanto, apesar da falta de apoio, Viserys ficou obcecado em recuperar o Trono de Ferro, mas Daenerys sempre quis sua infância de volta. Ela sabe que seu irmão é chamado de "O Rei Pedinte" pelas costas, e se pergunta se as pessoas também a deram um apelido.

Os servos de Illyrio entram para dar banho em Daenerys e prepará-la para o encontro com Khal Drogo. Ela deveria se casar com Drogo, mas ela sempre havia pensado que iria se casar com seu irmão, uma tradição milenar dos Targaryen. Os servos lhe dizem que ela é afortunada pois até mesmo os servos de Drogo usam ouro. Assim que ela é arrumada seu irmão retorna com Magíster Illyrio. Viserys manda ela ficar ereta e se virar, Illyrio comenta que ela parece da realeza, uma verdadeira visão, e que Drogo será cativado de imediato. Viserys diz que ela é muito magra e muito jovem. Então Illyrio comenta sobre o cabelo prateado e os olhos púrpuras: ela é do sangue da Valíria, uma bem nascida. Viserys diz que os bárbaros tem um gosto estranho por garotos e cabras. Quando Illyrio o alerta para não dizer essas ofensas na frente dos convidados os olhos de Viserys se enchem de raiva.

Magíster Illyrio chama sua liteira e os três iniciam sua jornada para conhecerem Khal Drogo. Viserys diz que 10.000 guerreiros Dothraki são suficientes para derrotar o Usurpador. Ele especula que se juntará a sua causa os Tyrell, Redwyne, Darry, Greyjoy e os Dorneses. Illyrio assegura a ele que os Sete Reinos secretamente aguardam seu retorno, mas Daenerys duvida desta afirmação.

Illyrio diz que a mansão de Drogo foi um presente dos Magísteres de Pentos a fim de ganhar a sua amizade. Eles chegam na mansão e são anunciados como o Rei Viserys III e a Princesa Daenerys. Illyrio diz que eles tem diversos convidados importantes por ali, um deles é Sor Jorah Mormont, que fugiu dos Sete Reinos ameaçado de pena de morte. Illyrio então os aponta Khal Drogo, que é gracioso como uma pantera, e mais novo do que Daenerys imaginava. Viserys nota sua longa trança, sinal de que nunca havia sido derrotado em batalha. Daenerys fica amedrontada com a dura expressão dele e pede para ser levada para casa. Seu irmão responde que eles não tem casa pois Porto Real foi roubada deles. Viserys diz a ela que deixará todo o khalasar foder ela, incluindo os cavalos deles. Ele, então, lhe diz para parar de chorar porque Illyrio está trazendo Khal Drogo para apresentá-la. Daenerys para de chorar, sorri e se apruma.

Citações

Illyrio enviará as escravas para lhe darem banho. Assegure-se de se livrar do fedor dos estábulos. Khal Drogo tem mil cavalos e hoje vem à procura de um tipo diferente de montaria. Ainda tem as costas tortas. Endireite-se. Deixe-os ver que agora tem a forma de uma mulher. Não me faltará esta noite. Senão, será ruim para você. Não quer acordar o dragão, quer? Quer? (...) Ótimo. Quando escreverem a história do meu reinado, minha doce irmã, dirão que ela começou esta noite.[1]
Viserys, para Daenerys.
É nosso direito de sangue, usurpado por meios traiçoeiros. Não se rouba um dragão, ah, não. O dragão se lembra (...) Um dia teremos tudo de volta, minha doce irmã. As joias e as sedas, Pedra do Dragão e Porto Real, o Trono de Ferro e os Sete Reinos, tudo que nos roubaram, teremos tudo de volta.[2]
— Daenerys lembrando das palavras de seu irmão.
(...) e bem-nascida, filha do antigo rei, irmã do novo, não é possível que não arrebate nosso Drogo.[3]
— Illyrio, para Viserys.
(...) Aos reis falta a cautela dos homens comuns. Minhas desculpas se o ofendi.[4]
— Illyrio, para Viserys, após este perguntar-lhe se o tomava por tolo.
Viserys: Dez mil serão suficientes, posso varrer os Sete Reinos com dez mil guerreiros dothrakis. O domínio se erguerá em nome do seu rei de direito. Tyrell, Redwyne, Darry, Greyjoy não sentem mais amor pelo Usurpador do que eu. Os homens de Dorne ardem pela possibilidade de vingar Elia e os seus filhos. E as pessoas simples estarão conosco. Elas choram por seu rei. Choram, não é verdade?.
Illyrio: São o seu povo, e o amam bastante. Em povoados por todo o território, os homens fazem brindes secretos à sua saúde, enquanto as mulheres cosem estandartes do dragão e os escondem até o dia de seu regresso do outro lado das águas. Ou pelo menos é o que me dizem meus agentes.
Viserys: Matarei eu mesmo o Usurpador, tal como ele matou meu irmão Rhaegar. E também Lannister, o Regicida, pelo que fez ao meu pai.[5]
— Viserys e Illyrio sobre os planos do rei pedinte.
O Usurpador quis vê-lo morto. Uma afrontazinha qualquer. Vendeu alguns caçadores furtivos a um negociante de escravos de Tyrosh em vez de entregá-los à Patrulha da Noite. Uma lei absurda. Um homem deve ser autorizado a fazer o que bem entender com seus bens.[6]
— Illyrio, para Daenerys, sobre Sor Jorah Mormont.
Vê a sua trança, querida irmã? Vê como é longa? Quando os dothrakis são derrotados em combate, cortam a trança em desgraça, para que o mundo saiba da sua vergonha. Khal Drogo nunca perdeu um combate. É Aegon, o Senhor do Dragão regressado, e você será a sua rainha.[7]
— Viserys, para Daenerys.
(...) Mas eu sei. Vamos para casa com um exército, minha doce irmã. Com o exército de Khal Drogo, é assim que vamos para casa. E se para isso tiver de se casar com ele e com ele dormir, é isso que fará. Deixaria que todo o seu khalasar a fodesse se fosse preciso, minha doce irmã, todos os quarenta mil homens e também os seus cavalos, se isso fosse necessário para obter o meu exército. Fique grata que seja só o Drogo. Com o tempo, pode até aprender a gostar dele. Agora enxugue os olhos. Illyrio o está trazendo para cá, e ele não vai vê-la chorar.[8]
— Viserys, para Daenerys, em resposta a negação dela em aceitar o casamento arranjado.

Passagens destacadas

  • Daenerys tem 13 anos de idade, e seu irmão Viserys é oito anos mais velho que ela. Foi com esta idade que ele teve que fugir, junto com sua mãe, para Pedra do Dragão.[9]
  • Este é o primeiro capítulo da crônica que aborda, ainda que superficialmente, sob o ponto de vista de Viserys que contou a sua irmã, os acontecimentos que ficaram conhecidos como Saque de Porto Real e a Batalha do Tridente, que levaram ao fim a dinastia Targaryen.[10]
  • O capítulo também aborda o nascimento de Daenerys e a origem de seu apelido "Nascida da Tormenta".[11]
  • Torna-se conhecida a resistência de Daenerys ao calor, e o costume antigo dos Targaryen de se casarem entre si para manter a pureza da linhagem.[12]
  • Jorah Mormont é um cavaleiro de 40 anos de idade exilado em Essos.[13]
  • Khal Drogo não tem mais de 30 anos de idade.[14]

Listas

Personagens

Aparecem

Mencionado

Mencionado

Locais

Aparecem

Mencionados

Mencionados

Mencionados

Casas

Aparecem

Mencionadas

Outros termos

Links externos

Sobre a página

Esta página utiliza conteúdo baseado em A Game of Thrones-Chapter 3, um artigo de A Wiki Of Ice And Fire.

Referências

  1. A Guerra dos Tronos, Capítulo 3, Daenerys, páginas 25 e 26.
  2. A Guerra dos Tronos, Capítulo 3, Daenerys, páginas 26 e 27.
  3. A Guerra dos Tronos, Capítulo 3, Daenerys, página 28.
  4. A Guerra dos Tronos, Capítulo 3, Daenerys, página 29.
  5. A Guerra dos Tronos, Capítulo 3, Daenerys, página 29.
  6. A Guerra dos Tronos, Capítulo 3, Daenerys, página 30.
  7. A Guerra dos Tronos, Capítulo 3, Daenerys, página 31.
  8. A Guerra dos Tronos, Capítulo 3, Daenerys, página 31.
  9. A Guerra dos Tronos, Capítulo 3, Daenerys, páginas 25 e 26.
  10. A Guerra dos Tronos, Capítulo 3, Daenerys, página 26.
  11. A Guerra dos Tronos, Capítulo 3, Daenerys, página 26.
  12. A Guerra dos Tronos, Capítulo 3, Daenerys, páginas 27 e 28.
  13. A Guerra dos Tronos, Capítulo 3, Daenerys, página 30.
  14. A Guerra dos Tronos, Capítulo 3, Daenerys, página 31.