Ações

Prostituição

Para os artigos que compartilham o mesmo título, por favor veja esta página de desambiguação. Disambig.png

Tyrion Lannister com uma prostituta - por Donato Giancola
Arte extraída de 'A Guerra dos Tronos - Edição Ilustrada'

Prostituição é o ato ou a prática de fornecer serviços sexuais a outra pessoa em troca de pagamento, com frequência moeda. A pessoa que recebe pagamento por serviços sexuais é chamada de "prostituta", mas nos romances de As Crônicas de Gelo e Fogo são usados outros termos, como putas ou rameiras. Prostitutas que seguem um exército são conhecidas como seguidoras de acampamento, e algumas são educadamente referidas como lavadeiras.[1][2] Se um seguidora de acampamento se relaciona com um único homem durante a campanha, ela é chamada de noiva de acampamento.[1] Há também homens que trabalham como servos sexuais, em Westeros e Essos.

Algumas prostitutas atendem uma clientela altamente exclusiva, ganham uma vida boa o suficiente e podem, até certo ponto, escolher sua clientela. Outros levam o que podem e fazem o que precisam para sobreviver, muitas vezes vivendo vidas miseráveis. Muitas prostitutas em Essos são escravizadas.

Prostitutas em Westeros

Prostitutas normalmente estão no degrau mais baixo da escada da sociedade, mesmo as mais ricas, e são menosprezadas pela maioria das pessoas por causa de seu ofício. Tywin Lannister é bem conhecido por seu desdém por prostitutas e por aqueles que tiram proveito de seus serviços.[3] Considera-se desonroso para um nobre freqüentar abertamente prostitutas e bordéis, daí a passagem secreta que vai do bordel da Chataya em Porto Real para um estábulo próximo. Apesar desse parecer geral, Westeros está cheia de bordéis e prostitutas.

Muitos dos membros da Patrulha da Noite visitam as prostitutas do bordel de Vila Toupeira. Apesar de seus votos de permanecerem celibatários, há um acordo social velado sobre o assunto.[4]

Ideias sobre sexualidade são mais maleáveis em Dorne[5], então a visão dos Dorneses sobre prostitutas pode ser mais liberal.

Alguns bordéis em Westeros atendem a clientela mais exclusiva, como o de Chataya. Em contraste, o Enguia Preguiçosa é conhecido por oferecer algumas das mais antigas prostitutas de Porto Branco.[6] Vilavelha tem bordéis negros repugnantes.[7]

No Dia da Donzela donzelas de casas nobres são obrigadas a ir ao septo para acender altas velas brancas nos pés da Donzela e pendurar coroa de flores em seu pescoço. Mães, prostitutas e viúvas são barradas do septo, e homens também.[8] A virgindade de uma prostituta pode custar um dragão de ouro.[7]

Mulheres prostitutas são mais comuns em Westeros, mas é mencionado que Cetim era um prostituto em Vilavelha antes de se juntar à Patrulha da Noite,[9] e que a pessoa que Hother "Terror das Rameiras" Umber estripou em Vilavelha era um homem.[10]

Prostitutas conhecidas em Westeros


Bordéis em Westeros


Prostitutas em Essos

Nas Cidades Livres e outros lugares en Essos, a atitude em relação à prostituição é diferente, e parece haver menos desonra no engajamento dos serviços de uma prostituta. Isso pode acontecer porque muitas das Cidades Livres praticam a escravidão e onde há escravidão haverá abuso sexual e exploração. Escravos que são prostitutas ou prostitutos têm lágrimas tatuadas sob o olho direito.[11][12]

A prática da escravidão criou um negócio próspero para escravos de cama masculinos e femininos treinados, particularmente em Lys,[13] cujas casa de travesseiros e jardins de prazer são famosos.[14] Não é provável que todas as prostitutas escravizadas também são treinadas como escravas de cama. Muitos escravos são forçados a prostituir-se durante a infância. A maioria tem pouca ou nenhuma esperança de escapar desse modo de vida, além do suicídio, e são esmagados pelo abuso e pelo desespero que sofrem.[11]

As Graças Vermelhas dos Ghiscari são prostitutas religiosas alojadas no Templo das Graças em Meereen. Não há vergonha em se prostituírem, mas o mesmo não pode ser dito em Westeros, com as septãs.[15]

Em Braavos não há escravos, então todas as prostitutas são pessoas livres. No entanto, existem três classes de prostitutas em Bravos: as profissionais altamente estimado cortesãs; as prostitutas mantidas em bordéis; e as prostitutas de rua que andam pelas docas. As cortesãs Braavosi desfrutam de status elevado e são reconhecidas mundialmente.[16]

Prostitutas conhecidas em Braavos


Prostitutas conhecidas em Selhorys

Ilhas de Verão

Ilhéus de Verão estimam a arte de fazer amor; não há estigma para prostituição lá.[17]

Freqüentadores conhecidos


História

Os piratas e homens de ferro dos dias antigos capturavam mulheres para serem suas prostitutas e escravas.[18]

O Rei Baelor I Targaryen tentou proibir a prostituição em Porto Real, resultando em pelo menos mil mulheres e crianças enviadas embora da capital.[19] O Rei Aegon IV Targaryen dormiu com todos os tipos de mulheres, incluindo princesas, nobres, plebeias e prostitutas.[20]

Após a morte de Lorde Tytos Lannister, seu herdeiro, Tywin, forçou a amante de seu pai a desfilar por Lanisporto em uma [[caminhada da expiação] para mostrar a cidade, que ela era uma prostituta.[21]

Anos mais tarde, Tywin fez seu filho mais velho, Jaime, convencer o caçula, Tyrion, que Tysha, esposa de Tyrion, era uma prostituta. Tywin forçou-a a ter relações com os guardas, quem a pagaram com prata, e forçou Tyrion a ir por último, e pagá-la com ouro.[22] Eventualmente, Tyrion descobre a verdade sobre o ocorrido neste dia.[23]

Eventos Recentes

A Guerra dos Tronos

Petyr Baelish, o mestre da moeda do Rei Robert I Baratheon, possui muitos bordéis. Depois de Lorde Eddard Stark ser preso pelo Trono de Ferro, Petyr esconde Jeyne Poole em um de seus estabelecimentos.[24]

A seguidora de acampamento Shae torna-se amante de Tyrion Lannister.[25]

A Fúria dos Reis

Lorde Stannis Baratheon torna proibida a prostituição em Pedra do Dragão.[26]

Tyrion traz Shae para Porto Real contra os desejos de seu pai, Lorde Tywin Lannister.[27]

A Tormenta de Espadas

A moeda do anão é um imposto sobre à prostituição em Porto Real.[28] Quando Tyrion está sendo julgado pela morte do rei Joffrey I Baratheon, Shae afirma que ela foi forçada a lhe dar prazer.[29] Após Sor Jaime Lannister libertar seu irmão das masmorras da Fortaleza Vermelha, Tyrion mata Shae depois de saber que ela estava dormindo com Tywin. Tendo também descoberto com Jaime que Tysha não tinha sido realmente uma prostituta, Tyrion mata Tywin quando seu pai diz que Tysha foi "onde quer que as putas vão".[23]

O Festim dos Corvos

O sobrinho de Masha Heddle tem prostitutas trabalhando na Estalagem do Entroncamento durante certo período.[30]

A Dança dos Dragões

Tyrion visita uma triste e assustada prostituta em Selhorys.[11]

Citações

Descobri que os bordéis são um investimento muito mais lucrativo que os navios. As prostitutas raramente se afundam, e quando são abordadas por piratas, ora, os piratas pagam em boa moeda como qualquer outra pessoa.[31]
Petyr Baelish para Eddard Stark


Shagga: Shagga quer esta mulher.

Timett: Shagga quer todas as putas desta cidade de putas.[32]

Timett para Shagga


Uma prostituta aprende a ver o homem, não seu traje, caso contrário acaba morta numa viela.[33]
Shae para Tyrion Lannister


As prostitutas tinham encantos, especialmente quando se tinha um rosto como o de Petyr.[34]
— pensamentos de Merrett Frey


Esta garota é como morta. Acabo de foder um cadáver. Até os olhos dela pareciam mortos. Ela não tem forças nem para me odiar.[11]
— pensamentos de Tyrion Lannister


Lavadeiras. Essa era a maneira polida de dizer seguidoras de acampamento, que era a maneira polida de dizer putas.

De onde elas vinham, Theon não poderia dizer. Elas simplesmente surgiam, como vermes em um cadáver ou corvos após a batalha. Todo exército as atraía. Algumas eram putas endurecidas, que podiam foder com vinte homens em uma noite e beber com eles todos sem problema. Outras pareciam tão inocentes quanto donzelas, mas era apenas um artifício de sua mercadoria. Algumas eram noivas de acampamento, ligadas a soldados que seguiam, com palavras sussurradas para um deus ou outro, mas condenadas a serem esquecidas assim que a guerra acabasse. Podiam aquecer a cama de um homem uma noite, remendar os buracos em suas botas pela manhã, cozinhar a ceia ao anoitecer e saquear seu cadáver após a batalha. Algumas até lavavam um pouco de roupa. Com elas, em geral, vinham os filhos bastardos, miseráveis criaturas imundas nascidas em um acampamento ou em outro.[1]

— pensamentos de Theon Greyjoy

Referências

  1. 1,0 1,1 1,2 A Dança dos Dragões, Capítulo 37, O Príncipe de Winterfell.
  2. O Mundo de Gelo e Fogo, Os Reis Targaryen: Jaehaerys I.
  3. A Tormenta de Espadas, Capítulo 4, Tyrion.
  4. A Guerra dos Tronos, Capítulo 70, Jon.
  5. O Mundo de Gelo e Fogo, Os Sete Reinos: Dorne, Estranhos Costumes do Sul.
  6. A Dança dos Dragões, Capítulo 15, Davos.
  7. 7,0 7,1 O Festim dos Corvos, Prólogo.
  8. O Festim dos Corvos, Capítulo 39, Cersei.
  9. A Tormenta de Espadas, Capítulo 55, Jon.
  10. A Dança dos Dragões, Capítulo 17, Jon.
  11. 11,0 11,1 11,2 11,3 A Dança dos Dragões, Capítulo 22, Tyrion.
  12. O Mundo de Gelo e Fogo, Além do Reino do Pôr do Sol: As Cidades Livres, Volantis.
  13. O Mundo de Gelo e Fogo, Além do Reino do Pôr do Sol: As Cidades Livres, As Filhas Briguentas: Myr, Lys e Tyrosh.
  14. O Mundo de Gelo e Fogo, Além do Reino do Pôr do Sol: Além das Cidades Livres, Sothoryos.
  15. A Dança dos Dragões, Capítulo 68, O Domador de Dragões.
  16. O Mundo de Gelo e Fogo, Além do Reino do Pôr do Sol: As Cidades Livres, Braavos.
  17. O Festim dos Corvos, Capítulo 35, Samwell.
  18. O Mundo de Gelo e Fogo, Os Sete Reinos: As Ilhas de Ferro.
  19. O Mundo de Gelo e Fogo, Os Reis Targaryen: Baelor I.
  20. O Mundo de Gelo e Fogo, Os Reis Targaryen: Aegon IV.
  21. A Dança dos Dragões, Capítulo 65, Cersei.
  22. A Guerra dos Tronos, Capítulo 42, Tyrion.
  23. 23,0 23,1 A Tormenta de Espadas, Capítulo 77, Tyrion.
  24. A Guerra dos Tronos, Capítulo 51, Sansa.
  25. A Guerra dos Tronos, Capítulo 62, Tyrion.
  26. A Fúria dos Reis, Capítulo 10, Davos.
  27. A Fúria dos Reis, Capítulo 3, Tyrion.
  28. A Tormenta de Espadas, Capítulo 38, Tyrion.
  29. A Tormenta de Espadas, Capítulo 70, Tyrion.
  30. O Festim dos Corvos, Capítulo 37, Brienne.
  31. A Guerra dos Tronos, Capítulo 27, Eddard.
  32. A Fúria dos Reis, Capítulo 25, Tyrion.
  33. A Fúria dos Reis, Capítulo 44, Tyrion.
  34. A Tormenta de Espadas, Epílogo.


Sobre a página

Esta página utiliza conteúdo baseado em Prostitution, um artigo de A Wiki Of Ice And Fire.