Ações

Edric Storm

Baratheon de Ponta Tempestade.png
Edric Storm
Florent.png
Edric Storm.jpg
Edric Storm, por Amoka ©
Lealdade Casa Baratheon
Nascimento Em 288 d.C., em Terras da Tempestade
Mencionado
Aparece
Mencionado
Mencionado

Edric Storm é filho bastardo do Rei Robert Baratheon e de Delena Florent.

Aparência e características

Veja também: Imagens de Edric Storm

Edric é um jovem carismático que tem o dom de encantar as pessoas a sua volta, tal dom herdado de Robert Baratheon,[1] assim como os cabelos negros da cor de azeviche ou carvão, os olhos de um profundo azul surpreendente, a boca, o maxilar, os malares e todas as características marcantes da Casa Baratheon, mas também herdou as orelhas proeminentes da Casa Florent.[2][3] Edric é pouca coisa mais novo que Devan Seaworth, mas é mais alto e mais largo de peito e ombros e nunca perdia um dia sequer de treino de espadas.[3] Edric pode ser bastante teimoso,[4] feroz e orgulhoso, mas também é cortês.[3]

Edric é muito parecido com seu pai, o Rei Robert Baratheon, não só na aparência, mas na personalidade. Ele adora seu pai[1] e também adora se vangloriar dos feitos que seu pai teve no passado.[3] Sor Davos Seaworth pensa que o garoto se assemelha mais a Robert e Renly do que jamais se assemelhou Stannis Baratheon.[2][3]

Edric é um garoto inteligente, com aptidão a leitura[3] e permaneceu fiel a Fé dos Sete, mesmo quando tentaram convertê-lo fé do Senhor da Luz.[4]

História

Durante o banquete de casamento de Lorde Stannis Baratheon e a Senhora Selyse Florent, o Rei Robert levou a prima da noiva, Delena Florent, para o quarto dos noivos e estreou o leito de núpcias enquanto Lorde Stannis e a noiva ainda dançavam no salão. Ofendido pela mancha na honra da casa de sua esposa, Lorde Stannis esperou que o garoto nascesse e o enviou para Lorde Renly em Ponta Tempestade.[5] O Rei Robert reconheceu que o garoto era realmente seu filho, pois sua mãe tinha nascimento nobre.[6][7] Lorde Renly deixou que o Castelão Cortnay Penrose, os Meistres e os Mestre de Armas de Ponta Tempestade o educassem e pouca atenção deu para o jovem bastardo,[1] mas Edric cativou todos a sua volta com seu carisma, especialmente Sor Cortnay Penrose.[8]

Eventualmente o Rei Robert visitava Ponta Tempestade quase todos os anos,[2] e ele se fazia de pai amigo nessas ocasiões,[1] e inclusive as vezes ajudava Edric nos treinos em armas durante suas visitas.[2] Mas a verdade era que o Rei Robert gostava mais de fazer crianças do que das crianças em si, e raramente se lembrava do garoto.[3] Todos os dias de seu nome, Edric era presenteado em nome do seu real pai com espadas, pôneis e mantos forrados de peles, mas verdade era Varys que enviava os presentes e Edric enviava uma carta de agradecimento para cada presente que recebia, mas Robert nem sabia qual presente o garoto havia recebido.[1] Edric recebeu um martelo de guerra semelhante ao de Robert no décimo segundo dia de seu nome.[2]

Eventos recentes

Info Aviso: Esta seção contém revelações sobre o enredo (spoilers).

Guerra dos Tronos

Refletindo sobre os bastardos do Rei Robert, Lorde Eddard Stark se lembra de Edric Storm e Mya Stone, dois bastardos que Robert assumira, além de Gendry, cujo a existência é desconhecida pelo Rei.[6]

Em uma conversa particular, Lorde Eddard Stark pergunta a Petyr Baelish sobre os bastardos do Rei, ele responde que se lembra apenas de Edric, lembrando-se da festa de casamento de Lorde Stannis Baratheon, e de gêmeos gerados em Rochedo Casterly, mas assassinados pela Rainha Cersei Lannister.[5]

A Fúria dos Reis

O Rei Stannis pretende usar Edric Storm para provar que os filhos da Rainha Cersei Lannister na verdade são bastardos dela com Sor Jaime Lannister.[9]

Após o assassinato do Rei Renly Baratheon,[10] quando Rei Stannis cercou Ponta Tempestade, Sor Cortnay Penrose resistiu com medo do que Rei Stannis faria com Edric.[11] Após a morte de Sor Cortnay Penrose,[12] o Rei Stannis tomou o castelo e enviou Melisandre e Edric para Pedra do Dragão,[13] onde o garoto fez amizade com a Princesa Shireen Baratheon.[2]

A Tormenta de Espadas

Edric criou uma grande amizade com a Princesa Shireen e costuma brincar com ela e o bobo da corte chamado Cara-Malhada.[2]

Pouco antes Sor Davos Seaworth ser nomeado Mão, o Rei Stannis Baratheon informa-o que Meistre Pylos está tratando do forte resfriado de Edric Storm, mas Melisandre insiste que ela deve queimar o garoto que tem sangue real em um ritual, para assim poder acordar dragões das pedras para ajudar na causa real, mas o Rei Stannis se recusa a faz tal sacrifício, pois o garoto é do seu próprio sangue e não há garantias que seu sangue possua tal poder, mas aceitou que três grandes sanguessugas com sangue real de Edric Storm fossem jogadas ao fogo para que o Rei Robb Stark, o Rei Joffrey Baratheon e o Rei Balon Greyjoy fossem sacrificados e deixassem de ser um empecilho para os objetivos do Rei Stannis Baratheon.[1]

Após a morte do Rei Balon Greyjoy e, logo depois, a morte do Rei Robb Stark no Casamento Vermelho, Melisandre de Asshai pressiona ainda mais o Rei Stannis para sacrificar Edric Storm, visto que já tinha provado que o sangue real tem poder. Quando Sor Davos Seaworth nota que Rei Stannis começa a se inclinar para o poder do sangue real, mesmo sendo contra o sacrifício de Edric, o Mão argumenta que é contra o ritual e pressiona o Rei a não escutar Melisandre, pois o Rei Joffrey Baratheon ainda está vivo e o poder do sangue real ainda não se provou por completo. Aliviado, o Rei Stannis concorda com sua Mão e diz que “dois não é igual a três” e que não vai sacrificar Edric ainda, mas quando a Rainha Selyse Baratheon suplica ao seu esposo, ele se irrita e expulsa todos da sala, mas Sor Davos Seaworth se recusa a sair e questiona sobre Edric Storm e o Rei fica furioso e responde que seu dever é com o reino e que a escuridão vai devorar a todos e, como Azor Ahai reencarnado, se precisar sacrificar um garoto para salvar a todos, ele seria obrigado a fazê-lo, expulsando Sor Davos Seaworth de sua sala. Sor Davos começa a questionar-se sobre quão bom ele é como Mão do Rei e vai até Meistre Pylos em busca de conselhos e este decide ensinar Sor Davos a ler após as aulas que seu filho Devan Seaworth, Princesa Shireen e Edric Storm, que costuma se gabar-se de ser filho de Robert Baratheon.[3]

Após a morte do Rei Joffrey Baratheon no Casamento Púrpura, uma carta informando a situação chega em Pedra do Dragão, mas Sor Davos, como Mão do Rei, decide guardar segredo absoluto enquanto corre contra o tempo pela noite para salvar Edic Storm de ser sacrificado e para isso ele trama com Meistre Pylos, Sor Rolland Storm, o Bastardo de Nocticantiga, Sor Gerald Gower, Sor Andrew Estermon, Lewys Peixeira, Sor Triston do Monte da Talha e Omer Blackberry para tirar Edric Storm de Ponta Tempestade e levá-lo em um navio para a segurança das Cidades Livres de Essos. Edric Storm fica receoso de partir assim tão de repente e pensa que ele desagradou o Rei Stannis Baratheon enquanto argumenta que quer se despedir da Princesa Shireen, mas Sor Davos insiste que não tem tempo para isso e o incentiva a ser corajoso como seu pai Robert Baratheon e encarar aquilo como uma aventura enquanto se despede do garoto. Sor Davos indicou o primo de Edric Storm, Sor Andrew Estermon, como seu protetor,[4] e outros homens o seguiram, como Sor Gerald Gower, Sor Triston do Monte da Talha, Lewys Peixeira e Omer Blackberry.[14] Algum tempo depois disso, quando Edric Storm já estava em segurança, Sor Davos vai até o Rei Stannis Baratheon e entrega a carta informando a morte do Rei Joffrey Baratheon. Agora que as três mortes se concretizaram, Rei Stannis Baratheon finalmente cedeu a pressão de Melisandre e decide sacrificar o garoto, mas nesse momento Sor Davos informa que mandou o garoto para longe e aguenta a fúria do Rei, antes de informá-lo sobre uma carta que recebeu da Muralha sobre a invasão de Povo Livre ou coisas coisas piores no Reino.[4]

O Festim dos Corvos

Edric Storm e seus protetores viajam através do Mar Estreito e passa por Passopedra[15] para Essos.

A Dança dos Dragões

Edric está escondido na Cidade Livre de Lys, junto de seu guardião e de seus protetores.[16]

Citações

Citações de Edric

Meu pai me ensinou a lutar. Vinha me visitar quase todos os anos, e às vezes treinávamos juntos. No último dia de meu nome mandou-me um martelo de guerra igualzinho ao dele, só que menor. Mas me obrigaram a deixá-lo em Ponta Tempestade. É verdade que meu tio Stannis cortou seus dedos? [2]
— Edric Storm

Citações sobre Edric

O Senhor da Luz aprecia os inocentes. Não há sacrifício mais poderoso. Do seu sangue de rei e do seu fogo sem mácula nascerá um dragão.[3]
Melisandre de Asshai, tentando convencer o Rei Stannis a sacrificar Edric.
O rei tinha outros filhos ilegítimos espalhados pelos Sete Reinos. Tinha reconhecido abertamente um de seus bastardos, um rapaz da idade de Bran, cuja mãe era bem-nascida. O garoto estava sendo criado pelo castelão de Lorde Renly em Ponta Tempestade.[6]
— Lorde Eddard Stark
Sei que ele reconheceu aquele garoto em Ponta Tempestade, aquele que gerou na noite do casamento de Lorde Stannis. Dificilmente poderia fazer outra coisa. A mãe é uma Florent, sobrinha da Senhora Selyse, uma de suas camareiras. Renly diz que Robert levou a moça para cima durante o banquete e estreou o leito de núpcias enquanto Stannis e a noiva ainda dançavam. Lorde Stannis pareceu pensar que isso manchou a honra da Casa da esposa, e quando o garoto nasceu, o enviou para Renly.[5]
Petyr Baelish
Há uma espécie de prova em Ponta Tempestade. O bastardo de Robert. O que ele gerou na minha noite de núpcias, exatamente na cama que tinham preparado para mim e para a minha noiva. Delena era uma Florent, e uma donzela quando ele a tomou, por isso Robert reconheceu o bebê. Chamam-no Edric Storm. Dizem que é a imagem e semelhança do meu irmão. Se os homens o vissem e depois voltassem a olhar para Joffrey e Tommen, não teriam como duvidar, penso eu.[7]
— Rei Stannis Baratheon
Cabelos negros de azeviche caíam sobre seu colarinho, e os olhos eram de um azul surpreendente. [2]
— Sor Davos Seaworth
Davos compreendera quase de imediato. O rapaz possuía as orelhas proeminentes de um Florent, mas os cabelos, os olhos, o maxilar, os malares eram todos Baratheon. [2]
— Sor Davos Seaworth
Robert era um homem diferente de Stannis, é bem verdade. O garoto é como ele. Sim, e também como Renly.[2]
— Sor Davos Seaworth
O garoto encantou-o? Tem esse dom. Tirou isso do pai, com o sangue. Sabe que é filho de um rei, mas prefere esquecer que é ilegítimo. E adora Robert, tal como Renly adorava quando era novo. O meu real irmão se fazia de pai amigo durante as suas visitas a Ponta Tempestade, e havia presentes... espadas, pôneis e mantos forrados de peles. Trabalho do eunuco, todos eles. O garoto escrevia para a Fortaleza Vermelha, cheio de agradecimentos, e Robert ria e perguntava a Varys o que tinha enviado naquele ano. Renly não era melhor. Deixou a educação do garoto a castelões e meistres, e todos eles caíram vítimas de seu encanto. Penrose preferiu morrer a entregá-lo. Isso ainda me enfurece. Como ele pôde pensar que eu iria fazer mal ao garoto? Escolhi Robert, não escolhi? Quando esse duro dia chegou. Escolhi o sangue em detrimento da honra. [1]
— Rei Stannis Baratheon
Já o vi. Parece-se com Robert. Sim, e venera o pai. Deverei falar-lhe da frequência com que o seu querido pai lhe dirigia um pensamento? Meu irmão gostava bastante do fabrico de crianças, mas depois do nascimento eram um aborrecimento. [3]
— Rei Stannis Baratheon
Mas Edric Storm era três centímetros mais alto e mais largo de peito e ombros. Nisso era filho de seu pai; e também nunca perdia uma manhã de trabalho com a espada e o escudo. Aqueles que eram suficientemente velhos para terem conhecido Robert e Renly quando crianças diziam que o bastardo se assemelhava mais a eles do que Stannis jamais se assemelhou; os cabelos negros de carvão, os profundos olhos azuis, a boca, o queixo, os malares. Só as orelhas faziam lembrar que a mãe tinha sido uma Florent. [3]
— Sor Davos Seaworth
O garoto podia ser feroz e orgulhoso, mas os meistres, castelões e mestres de armas que o tinham educado o instruíram bem no que dizia respeito à cortesia.[3]
— Sor Davos Seaworth

Família

Lado parterno
 
 
 
 
 
 
 
 
Ormund
 
Rhaelle
Targaryen
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Steffon
 
Cassana
Estermont
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Várias
mulheres
 
Robert I
 
Cersei
Lannister
 
Renly I
 
Margaery
Tyrell
 
Stannis I
 
Selyse
Florent
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Joffrey I
 
Margaery
Tyrell
 
Tommen I
 
Myrcella
 
 
 
Shireen
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Mya
Stone
 
Sineta
 
Gendry
 
Edric
Storm
 
Barra
 
gêmeos
desconhecidos
 
9 outros
Lado materno
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
{Alester}
 
Melara
Crane
 
Axell
 
Rycherd
Crane
 
Rylene
 
{Ryam}
 
Colin
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Alekyne
 
Randyll
Tarly
 
Melessa
 
Leyton
Hightower
 
Rhea
 
 
 
 
Omer
 
Merrell
 
Hosman
Norcross
 
Delena
 
 
 
Robert I
Baratheon
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Samwell
Tarly
 
Talla
Tarly
 
Duas
filhas
 
Dickon
Tarly
 
Stannis I
Baratheon
 
Selyse
 
{Imry}
 
Erren
 
Alester
Norcross
 
Renly
Norcross
 
Edric
Storm
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Shireen
Baratheon
 
 

Game of Thrones

Edric não aparece na série de televisão; porém, os fatos que ocorrem com ele em A Tormenta de Espadas, como a tentiva de Melisandre de queimá-lo, acontecem com seu meio-irmão, Gendry Waters (embora tenha algumas pequenas mudanças, como o envolvimento de Melisandre e Gendry).

Sobre a página

Esta página utiliza conteúdo baseado em Edric Storm, um artigo de A Wiki Of Ice And Fire.

Referências