Rhaenys Targaryen (A Rainha Que Nunca Foi)

De Gelo e Fogo wiki
Ir para navegação Ir para pesquisar

 

Para os artigos que compartilham o mesmo título, por favor veja esta página de desambiguação. Disambig.png

Targaryen.png
Rhaenys Targaryen
Velaryon.png
The queen who never was por bellabergolts.jpg
A Rainha Que Nunca Foi, por Bella Bergolts ©
Apelido(s) A Rainha Que Nunca Foi
Título(s) Princesa
Lealdade Casa Targaryen
Casa Velaryon
Os Negros
Raça Valiriana
Cultura Valiriana
Esposa(o) Corlys Velaryon
Nascimento Em 74 d.C.
Morte Em 129 d.C., em Pouso de Gralhas
Outros livros
Mencionada
Mencionada
Mencionada
Mencionada

Princesa Rhaenys Targaryen, também conhecida entre os plebeus como A Rainha Que Nunca Foi, era a filha do príncipe Aemon Targaryen e da senhora Jocelyn Baratheon. Ela foi casada com Corlys Velaryon de Derivamarca. Ela foi uma cavaleira de dragão que reivindicou Meleys, a Rainha Vermelha.[1]

A personagem será vivida por Eve Best, na adaptação da HBO, House of the Dragon.[2]

Aparência e personalidade

Veja também: Imagens de Rhaenys Targaryen (A Rainha Que Nunca Foi)

Rhaenys tinha um rosto magro e cabelo cor de prata com riscas brancas. Ela tinha cinquenta e cinco anos durante a Dança dos Dragões e ainda era tão feroz e destemida como quando tinha vinte e um.

História

Começo da vida

Rhaenys nasceu em 74 d.C. no sétimo dia da sétima lua do ano. Como o pai dela era o Príncipe de Pedra do Dragão e ela era sua primogênita, muitos a consideravam como a próxima na linha de sucessão do Trono de Ferro, após seu pai Aemon. A rainha Alysanne Targaryen, ao ser apresentada a sua neta, a chamou de "nossa futura rainha".[3]

Rhaenys se tornou uma cavaleira de dragão em 87 d.C. quando reivindicou o dragão Meleys. Em 89 d.C., Rhaenys se juntou ao rei Jaehaerys I Targaryen em seu progresso real. Ele voou com Meleys até Jardim de Cima para se encontra com Jaehaerys e juntos viajaram pelas quatro Ilhas Escudo. Em Escudoverde, ela informou o rei das suas intenções de se casar com o lorde Corlys Velaryon e recebeu a benção do avô. Rhaenys se casou com Corlys em 90 d.C. aos 16 anos de idade. Ela insistiu em chegar ao seu casamento montada em Meleys.[3]

Em 92 d.C., Rhaenys descobriu que ela estava grávida de sua primeira filha.[3]

A Rainha que nunca foi

O pai de Rhaenys, o príncipe Aemon Targaryen, faleceu em 92 d.C.. Aemon era o Príncipe de Pedra do Dragão, sendo o assim o herdeiro presuntivo do rei Jaehaerys I Targaryen. Seu falecimento abriu a questão a respeito de quem seria o novo sucessor. A escolha era entre Rhaenys, a única filha de Aemon (o filho mais velho do rei), e o irmão de Aemon, o príncipe Baelon. Jaehaerys decidiu nomear Baelon como o novo Príncipe de Pedra do Dragão, passando por cima de Rhaenys, que estava grávida. A própria Rhaenys foi a primeira a se opor à decisão do rei, e seu marido, Lorde Corlys Velaryon, renunciou a sua posição de Senhor almirante e seu cargo no pequeno conselho. Pouco depois, Rhaenys e seu marido partiram para Derivamarca. Outros em Porto Real que não gostaram da decisão do rei incluía a mãe de Rhaenys, a senhora Jocelyn Baratheon, seu tio, o lorde Boremund Baratheon, e sua avó, a esposa do rei Jaehaerys, a rainha Alysanne Targaryen.[4]

Rhaenys deu a luz a sua primeira filha, que ela deu o nome de Laena Velaryon, no final do ano de 92 d.C.. No ano seguinte, ela deu a luz a um filho, Laenor Velaryon. Embora tanto as Casas Velaryon e Baratheon insistissem que Laenor tinha a melhor pretensão ao trono, o príncipe Baelon permaneceu como o herdeiro oficial de Jaehaerys.[4]

Quando Baelon morreu em 101 d.C., o rei Jaehaerys convocou um Grande Conselho em Harrenhal para decidir a questão de sucessão. Cerca de quatorze pessoas foram consideradas, incluindo Rhaenys e seus filhos. O tio de Rhaenys, Lorde Boremund Baratheon, que continuava como um firme apoiador da reivindicação de Rhaenys à Coroa, além do filho dela, Laenor, apresentou sua argumentação pelos dois no Grande Conselho de 101,[5] com o lorde Ellard Stark também dando seu apoio a Rhaenys.[6] Outros apoiadores dela eram os senhores das Casas Dustin de Vila Acidentada e Manderly de Porto Branco.[1] Porém as reivindicações de Rhaenys foram ignoradas, especialmente devido ao seu gênero. Rhaenys e Corlys utilizaram sua riqueza e influência para tentar persuadir os lordes a votarem então pelo filho dela, Laenor, que era considerado um dos favoritos. Eles receberam o apoio dos lordes Boremund, Ellard, Manderly, Dustin, Blackwood, Bar Emmon, Celtigar, entre outros. Contudo, Laenor foi ignorado em favor do filho de Baelon, o príncipe Viserys.[4] Embora o voto tenha sido secreto, rumores dizem que os lordes favoreceram Viserys por uma vantagem de 20 para 1.[7]

Por ter sido passada e ignorada, duas vezes, para a sucessão do trono, o bobo da corte Cogumelo deu a Rhaenys a alcunha de "A Rainha Que Nunca Foi".[8]

Após a morte da rainha Aemma Arryn, a esposa do rei Viserys I (que era primo de Rhaenys), em 105 d.C., o Grande Meistre Runciter sugeriu ao rei que ele tomasse a filha de Rhaenys, a menina Laena de 12 anos, como esposa. Viserys, contudo, discordou e desposou Alicent Hightower. Irritada pelo fato dela e sua família terem sido ignorados uma quarta vez pela Casa Targaryen, Rhaenys decidiu não ir ao casamento, feito em 106 d.C..[9] Em 113 d.C., o rei Viserys I e seu pequeno conselho começaram a discutir quem seria o melhor candidato a marido da princesa Rhaenyra Targaryen, a então herdeira aparente de Viserys. Eles eventualmente concordaram que o filho de Rhaenys, Laenor, seria uma boa opção. Rhaenyra e Laenor então se casaram e tiveram três filhos (embora haja rumores que as crianças seriam, na verdade, filhos de Harwin Strong, amado de Rhaenyra).[9]

Ambos os filhos de Rhaenys faleceram em 120 d.C.; Laena e o filho dela morreram no parto no começo daquele ano, enquanto Laenor foi morto por Sor Qarl Correy enquanto participava de uma feira em Vila Condimento.[9]

A Dança dos Dragões

Quando a grande guerra civil Targaryen, a Dança dos Dragões, começou em 129 d.C., a princesa Rhaenys se sentou no Conselho Negro da rainha Rhaenyra Targaryen, a filha mais velha do falecido rei Viserys I Targaryen. Após a Frota Velaryon chegar na Goela, navegando de Pedra do Dragão e Derivamarca, para bloquear a entrada da Baía da Água Negra, os Negros planejaram manter Rhaenys, montada Meleys, perto da frota para proteger os navios de qualquer ataque dos Verdes e seus dragões.[1]

Quando notícias chegaram em Pedra do Dragão sobre a morte de Lucerys Velaryon (filho de Rhaenyra) nas mãos do príncipe Aemond Targaryen, Rhaenys e seu marido conseguiram impedir que o irmão dele, Joffrey, partisse com seu dragão para vingar seu irmão. Tomada pela dor da morte do filho, a rainha Rhaenyra deu a Rhaenys e Corlys o comando do seu conselho de guerra.[10]

Nove dias mais tarde, Lorde Staunton pediu ajuda aos Negros pois seu castelo de Pouso de Gralhas estava sob ataque. Rhaenys voou até lá montada em Meleys. Eles combateram as forças de Sor Criston Cole mas a batalha era uma emboscada. Surpreendendo Rhaenys, o rei Aegon II Targaryen e o príncipe Aemond Targaryen apareceram do céu montados em Sunfyre e Vhagar. Rhaenys não teve medo e enfrentou os dois com Meleys, mesmo sabendo que não teria chances contra dois dragões. Os três se confrontaram e caíram no chão. O dragão Meleys acabou sendo morta e junto com sua carcaça estava o corpo de uma mulher totalmente queimada e enegrecida, que acreditava-se ser de Rhaenys. Seu marido, Corlys Velaryon, ficou enfurecido com o fato da rainha Rhaenyra ter mandado Rhaenys sozinha ao invés dos seus filhos Jacaerys e Joffrey. De fato, Rhaenyra havia proibido os seus dois filhos de se juntarem a ela, por questões de segurança.[1]

Citações


Amada filha de Lady Jocelyn Baratheon e Príncipe Aemon Targaryen, fiel esposa do Senhor Corlys Velaryon, mãe e avó, a rainha que nunca foi viveu sem medo, e morreu em meio a sangue e fogo. Ela tinha 55 anos de idade
—— Arquimeistre Gyldayn

Família

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Jocelyn
Baratheon
 
Aemon
 
Daella
 
Rodrik
Arryn
 
Baelon
 
Alyssa
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Corlys
Velaryon
 
Rhaenys
 
 
 
 
 
Aemma
Arryn
 
Viserys I
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Alicent
Hightower
 
Daemon
 
Rhea
Royce
 
Aegon
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Laena
Velaryon
 
Daemon
 
Laenor
Velaryon
 
Rhaenyra
 
Daemon
 
Filho
 
Baelon
 
Aegon II
 
Helaena
 
Aemond
 
Daeron
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Rhaena
 
Baela
 
Jacaerys
Velaryon
 
Lucerys
Velaryon
 
Joffrey
Velaryon
 
Aegon
 
Viserys
 
Visenya
 
Jaehaerys
 
Jaehaera
 
Maelor
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Referências

  1. 1,0 1,1 1,2 1,3 A Princesa e a Rainha.
  2. Gelo & Fogo: HBO escala Corlys Velaryon e outros novos personagens para ‘House of the Dragon’, Fevereiro, 11, 2020.
  3. 3,0 3,1 3,2 Fogo & Sangue, O longo reinado Jaehaerys e Alysanne: Política, progênie e provação.
  4. 4,0 4,1 4,2 Fogo & Sangue, Herdeiros do dragão: Uma questão de sucessão.
  5. O Mundo de Gelo e Fogo, Os Sete Reinos: As Terras da Tempestade, Casa Baratheon.
  6. O Mundo de Gelo e Fogo, Os Sete Reinos: O Norte, Os Senhores de Winterfell.
  7. O Mundo de Gelo e Fogo, Os Reis Targaryen: Jaehaerys I.
  8. Fogo & Sangue, A morte dos dragões: Os pretos e os verdes.
  9. 9,0 9,1 9,2 O Príncipe de Westeros.
  10. Fogo & Sangue, A morte dos dragões: Um filho por um filho.