A Guerra dos Tronos - Capítulo 18

De Gelo e Fogo wiki
Ir para: navegação, pesquisa


Catelyn IV
Capítulo de A Guerra dos Tronos
A Guerra dos Tronos.jpg
PDVCatelyn Tully
LocalPorto Real
Página123 PT-BR Leya (Outras versões)
Cronologia dos capítulos (Todos)
Catelyn III
Bran III ← Catelyn IV → Jon III

Catelyn V

Catelyn e Sor Rodrik chegam a Porto Real de navio. Em um encontro secreto com Petyr Baelish e Varys, Catelyn é informada de que adaga do assassino pertenceu à Tyrion Lannister.

Resumo

Porto Real, arte extraída de A Guerra dos Tronos - Edição Ilustrada, por Ted Nasmith ©.

À medida que seu navio Dançarino da Tempestade se prepara para atracar em Porto Real, Catelyn se reúne no convés com Sor Rodrik Cassel. Catelyn observa que Rodrik parece muito melhor do que estava há dias. Ele sofreu de enjôos durante toda a viagem, forçando-o a raspar suas suíças.

Depois que o capitão Moreo Tumitis os deixa, Catelyn e Rodrik discutem sobre como irão investigar a adaga. Catelyn sugere falar com o mestre de armas da Fortaleza Vermelha, Sor Aron Santagar, que poderia reconhecer a arma. Rodrik lembra a Catelyn que eles devem ter cuidado para que ela não seja reconhecida. Isso traz Lorde Petyr Baelish, o [mestre da moeda] do rei, à lembrança de Catelyn. Baelish - ainda conhecido pelo apelido "Mindinho", que lhe foi dado por seu irmão Edmure - foi criado com ela em Correrrio como protegido de seu pai, Hoster. Eles eram bastante próximos, até que Petyr desafiou o noivo de Catelyn, Brandon Stark, por sua mão. Brandon apenas poupou Petyr porque Catelyn havia pedido por sua vida. Após sua recuperação, Petyr foi mandado embora e Catelyn não o viu desde então. Rodrik propõe que ir até a Fortaleza Vermelha sozinho, porque sem suas suíças, ele é irreconhecível mesmo para os poucos que poderiam reconhecê-lo.

Após o desembarque, Catelyn e Sor Rodrik se mudam para uma modesta e velha pousada sugerida pelo capitão do navio. Depois que Rodrik sai, Catelyn tenta dormir um pouco, mas é despertada pela Patrulha da Cidade de Porto Real. Eles lhe mostram um selo representando um sabiá em cera cinzenta, o brasão de Petyr Baelish. Enquanto se prepara para acompanhar os soldados (que não a reconhecem), Catelyn pergunta-se como Petyr sabia que estava em Porto Real, e coloca a culpa no capitão do "Dançarino da Tempestade".

"O Duende" – disse Mindinho, enquanto Lorde Varys observava o rosto dela. – "Tyrion Lannister", por Hed-ush ©.

Catelyn é acompanhada até uma sala de torre ocupada por Petyr. Quando ela pergunta como ele sabia que estava na cidade, Petyr responde que Varys sabe tudo o que acontece na cidade. Ele admite, no entanto, que Varys não sabe o motivo da visita de Catelyn. Catelyn mente, dizendo que apenas desejava ver seu marido e suas filhas. Petyr não acredita nisso por um momento e pede a Catelyn que o deixe ajudar.

Antes que Catelyn possa responder, eles são interrompidos por Varys. Depois de profusas cortesias, Varys pede para ver a adaga. Catelyn é surpreendida pelo conhecimento de Varys de coisas que ninguém poderia saber, e entrega a adaga para inspeção. Ao examinar a arma, Petyr revela que uma vez pertenceu a ele, até que ele perdeu ao apostar em Sor Jaime Lannister no Torneio do Dia do Nome do Príncipe Joffrey. Petyr explica que quando Jaime foi desarmado por Sor Loras Tyrell, a adaga de Petyr foi ganha por Tyrion Lannister.

Galeria

Sobre a página

Esta página utiliza conteúdo baseado em A Game of Thrones-Chapter 18, um artigo de A Wiki Of Ice And Fire.