Rhaena Targaryen (Rhaena de Pentos)

De Gelo e Fogo wiki
Ir para navegação Ir para pesquisar

 

Para os artigos que compartilham o mesmo título, por favor veja esta página de desambiguação. Disambig.png

Targaryen.png
Rhaena Targaryen
Hightower.png

Corbray.png
Rhaena Arryn-Vale-Joshua-Cairos.png
Rhaena chegando ao Vale Arryn, arte por Joshua Cairós ©.
Apelido(s) Rhaena de Pentos
Título(s) Lady
Lealdade Casa Targaryen
Casa Corbray
Casa Hightower
Os Negros
Raça Valíria
Cultura Valíria
Esposa(o) 1º: Sor Corwyn Corbray
2º: Garmund Hightower
Filho(a)(s) 6 filhas
Nascimento Em 116 d.C., em Pentos
Livros Históricos
Mencionada
Mencionada
Mencionada
Mencionada

HOTD LOGO.png
Rhaena Targaryen HOTD.png
Intérprete Phoebe Campbell (jovem)
Eva Ossei-Gerning (criança)
Aparições Primeira Temporada
Apareceu em 4 episódios (ver seção)

Lady Rhaena Targaryen, conhecida como Rhaena de Pentos[1] e Rhaena Corbray,[2] foi uma das filhas gêmeas do Príncipe Daemon Targaryen e Lady Laena Velaryon; Baela Targaryen era sua gêmea mais velha.[3] Rhaena era sobrinha do Rei Viserys I Targaryen e prima do Rei Aegon II Targaryen. Ela também era a meia-irmã dos Reis Aegon III e Viserys II Targaryen, bem como a natimorta Visenya Targaryen.[4] Rhaena era uma cavaleira de dragão que cavalgava Morning.[5]

Na adaptação televisiva House of the Dragon, Rhaena é terpretada por Phoebe Campbell (quando jovem) e Eva Ossei-Gerning (quando criança).[6][7]

Aparência e personalidade

Veja também: Imagens de Rhaena Targaryen

Rhaena e sua gêmea, Baela, tinham cabelos prateados e olhos violeta.[8] Quando jovens meninas, as gêmeas eram inseparáveis e impossíveis de distinguir. Embora fossem altas e magras aos dezesseis anos, já não se pareciam. Rhaena era esbelta e graciosa, e Baela era magra e rápida, com cabelos curtos como os de um menino. Rhaena adorava dançar enquanto Baela preferia cavalgar e voar.[9]

História

Juventude

Rhaena e Baela nasceram pequenas e doentes em Pentos em 116 d.C.. Rhaena foi nomeada em homenagem a sua avó materna, Princesa Rhaenys Targaryen.[8] Quando tinham meio ano de idade, as gêmeas navegaram de Pentos para Derivamarca com sua mãe, Laena Velaryon. Em 117 d.C., Rhaena foi apresentada na corte por seu pai, Príncipe Daemon Targaryen.[10]

Em 118 d.C., com a bênção do Rei Viserys I Targaryen, Rhaena foi prometida a seu primo, Príncipe Lucerys Velaryon.[8] Rhaena recebeu um ovo de dragão, mas o dragão recém-nascido não era saudável e morreu horas depois de emergir de seu ovo. Eventualmente, um ovo de outra ninhada, colocado por Syrax, foi dado a Rhaena, e foi dito que ela dormia com ele todas as noites e rezava por um dragão para combinar com o de sua irmã, Moondancer.[4]

Dança dos Dragões

Durante a Dança dos Dragões, Rhaena foi escolhida para acompanhar o Príncipe Joffrey Velaryon a Vila Gaivota para sua proteção, embora tenham sido informados de que era para defender o Vale de Arryn contra Dragões do Rei Aegon II Targaryen. Rhaena trouxe três ovos de dragão com ela para o Vale, onde rezava todas as noites para que eclodissem.[1]

Rhaena permaneceu no Vale durante toda a guerra civil como protegida de Jeyne Arryn, Senhora do Ninho da Águia.[11] No Vale, Rhaena desfrutava de uma vida de conforto e privilégio, com empregadas que escovavam seus cabelos e preparavam seus banhos. Cantores compunham odes à sua beleza, e cavaleiros disputavam por seu favor. Rhaena fez amizade com Sor Corwyn Corbray durante sua estada no Ninho da Águia, e ficou especialmente apaixonada por ele.[9] Eventualmente, um de seus ovos de dragão eclodiu, e Rhaena rapidamente se uniu ao filhote, que ela chamou de Morning.[12][13] A notícia do nascimento de Morning chegou aos verdes no início de 131 d.C., incomodando-os muito, pois eles perderam todos os seus dragões durante a luta. A Rainha Viúva Alicent Hightower temia que os plebeus considerassem os negros mais legítimos, devido ao nascimento de Morning.[13] No entanto, a guerra durou apenas mais meio ano,[14] durante o qual Morning ainda era muito jovem para ser montado.[12]

Reinado de Aegon III

No final da guerra, Rhaena e seu dragão acompanharam Lady Jeyne, navegando de Vila Gaivota em direção a Porto Real com uma grande hoste. Uma vez na capital, Rhaena se reuniu com sua irmã gêmea Baela, e as duas se tornaram as queridinhas da cidade da noite para o dia. Os plebeus ficaram em êxtase com a visão de Morning, um dos poucos dragões ainda vivos e o único em Porto Real. No entanto, o meio-irmão de Rhaena, Príncipe Aegon Targaryen, que tinha visto um dragão comer sua mãe Rhaenyra Targaryen, empalideceu quando viu Morning pela primeira vez e ordenou que seus guardas o tirassem de sua vista.[15]

Rhaena e Baela estavam entre aqueles que imploravam por perdão para seu avô, Senhor Corlys Velaryon. Elas fizeram seu apelo diretamente a Aegon, que foi contra a vontade do Mão do Rei, Senhor Cregan Stark, e perdoou a Serpente do Mar. Cogumelo, por outro lado, afirmou que foi Lady Alysanne Blackwood quem convenceu Cregan a poupar Corlys.[15]

Após a ascensão de seu primo e meio-irmão, como Rei Aegon III Targaryen, Rhaena e sua irmã Baela eram consideradas as únicas Targaryens vivas além do rei e sua rainha, Jaehaera Targaryen, pois o Príncipe Viserys Targaryen foi dado como morto na época. Rhaena e Baela eram muito populares em Porto Real, pois frequentemente viajavam pela cidade, enquanto Aegon e Jaehaera permaneciam na Fortaleza Vermelha. As gêmeas muitas vezes cavalgavam para caçar ou falcoar, davam esmolas aos pobres, serviam como anfitriãs e se reuniam com enviados e visitantes. Dezenas de jovens senhores competiam pelos sorrisos de Rhaena, artistas pediam para desenhá-la ou pintá-la, e as melhores costureiras da cidade buscavam a honra de fazer seus vestidos. Todo lugar que Rhaena ia era com Morning, seu jovem dragão, geralmente enrolado em seus ombros como uma estola.[9]

Primeiro casamento

Em 132 d.C., após a morte repentina do avô de Rhaena, Lorde Corlys Velaryon, o conselho de regentes começou a discutir o assunto do herdeiro de Aegon. Baela e Rhaena foram considerados os dois únicos pretendentes que o reino provavelmente aceitaria como herdeiros do rei sem filhos. Apesar do fato de Baela ser a gêmea mais velha, o conselho considerou Rhaena mais adequada, pois ela era a menos voluntariosa e a mais tratável das duas. Além disso, Rhaena tinha seu dragão, Morning, ao contrário de Baela, cuja Moondancer havia morrido durante a queda de Pedra do Dragão. Quando Myles Mooton notou que Rhaena só tinha um filhote, o Senhor Roland Westerling apontou ainda que Baela havia derrubado o Rei Aegon II, e que muitos ficariam irritados se ela fosse coroada. O Grande Meistre Munkun tentou encerrar o debate, insistindo que tanto Baela quanto Rhaena eram mulheres e, portanto, desqualificadas completamente, já que a Dança dos Dragões havia mostrado que eles tinham que favorecer o reclamante masculino pela decisão do Grande Conselho de 101. No entanto, a Mão Tyland Lannister apontou que todos os pretendentes do sexo masculino foram mortos.[9]

Os regentes planejavam casar Baela com o Senhor Thaddeus Rowan para conter seus caminhos obstinados e fornecer um consorte adequado para uma possível rainha. No entanto, ela discordou muito de sua escolha e escapou para Derivamarca para se casar com Lorde Alyn Velaryon, seu primo e um bastardo legitimado. Este ato confirmou a opinião dos regentes sobre Baela, e eles temiam que ela logo ficasse grávida. Eles decidiram que Rhaena deveria ser a herdeira de Aegon e que ela deveria se casar rapidamente. Rhaena concordou em fazer o que o rei e o conselho desejassem, e quando Sor Tyland perguntou se ela tinha alguma preferência entre seus pretendentes, ela nomeou Sor Corwyn Corbray, que ela conheceu no Vale. Corwyn não era a escolha ideal, pois era um segundo filho que já havia sido casado e viúvo. Ainda assim, a Casa Corbray era velha e prestigiosa, e Corwyn era um grande guerreiro e portador da espadade aço valiriano Senhora Desespero, e seu irmão Lorde Leowyn Corbray era Protetor do Reino. Rhaena e Corwyn se casaram em quinze dias.[9]

Na segunda metade do ano de 133 d.C., a corte se alegrou quando Rhaena anunciou que estava grávida, mas infelizmente ela abortou dentro de um mês. Mais tarde naquele ano, a jovem rainha Jaehaera aparentemente cometeu suicídio, e alguns se perguntaram se ela havia se deprimido com o aborto de Rhaena. Desejando impedir a sucessão de Rhaena ou Baela, a Mão Unwin Peake planejou casar o Rei Aegon com sua filha solteira Myrielle. No entanto, os outros regentes e os senhores do reino sentiram que Lorde Unwin havia se excedido e, em vez disso, o forçaram a declarar um baile a ser realizado no Dia da Donzela, onde o próprio rei poderia escolher sua própria noiva. No Baile do Dia da Donzela, centenas de jovens donzelas foram apresentadas ao rei. Baela e Rhaena chegaram de repente, após o rei ter demonstrado não gostar realmente de nenhuma. Embora Baela estivesse grávida, e Rhaena pálida e magra por causa de seu aborto, elas eram uma só, vestidas de veludo preto e rubis vermelhos, com o emblema Targaryen em suas capas. Montadas em um par de cavalos negros, as gêmeas cavalgaram juntas pelo corredor, e Rhaena anunciou a Aegon que haviam trazido sua nova rainha. O marido de Rhaena, Corwyn, apresentou a jovem protegida de Baela, Daenaera Velaryon, e na conclusão do baile, Aegon anunciou que se casaria com Daenaera. As gêmeas foram aplaudidas pelo povo de Porto Real quando Aegon se casou com Daenaera no último dia de 133 d.C..[2] No entanto, Unwin Peake nunca se importou com Baela, mas agora também não gostava de Rhaena.[16]

A reunião do Rei Aegon III e Príncipe Viserys Targaryen, com a presença de Rhaena e sua família, por Naomi Butello ©

Em 134 d.C., Rhaena e Corwyn acompanharam a corte real ao porto de Porto Real para receber de volta Alyn Velaryon de sua primeira grande viagem, e o Punho de Carvalho revelou que ele havia retornado com o Príncipe Viserys Targaryen, o jovem irmão de Aegon há muito perdido. O retorno de Viserys agradou muito os regentes, bem como sua família, pois ele era o herdeiro indiscutível, à frente de qualquer filho nascido de Baela ou Rhaena, ou das próprias gêmeas.[16]

Mais tarde naquele ano, Corwyn tornou-se membro do conselho de regentes, e na primavera de 135 d.C., ele foi enviado ao Vale para resolver o questão de sucessão para a Casa Arryn e restaurar a paz. No terceiro dia da terceira lua de 135 d.C., Rhaena montou Morning pela primeira vez. Ela só circulou uma vez ao redor da cidade antes de retornar ao Fosso dos Dragões, mas logo ficou mais ousada e voou mais longe a cada dia. No entanto, ela desembarcou apenas uma vez na Fortaleza Vermelha, pois o Rei Aegon ainda estava aterrorizado com dragões, e logo depois Rhaena voou pela Baía da Água Negra para ficar em Pedra do Dragão onde, como ela disse, "Dragões e aqueles que os montam são mais bem-vindos." Mais tarde naquela primavera, o marido de Rhaena, Corwyn, foi morto em Pedrarruna no Vale enquanto lidava com a sucessão de Arryn. Baela viajou para Pedra do Dragão para confortar sua gêmea viúva e garantir que Rhaena não usasse Morning para tentar vingar a morte de seu marido.[5]

Vida posterior

Quando os preparativos estavam sendo feitos em 136 d.C. para um progresso real a ser realizado após Aegon fazer dezesseis anos, Rhaena desejou acompanhar o rei com Morning. No entanto, esta sugestão foi delicadamente desviada pelo conselho de regentes.[5]

Mais tarde na vida, Rhaena casou-se com Garmund Hightower, o irmão mais novo do Senhor Lyonel Hightower,[15] com quem teve seis filhas.[17]

Citações por Rhaena


Me agradaria se [um possível marido] não fosse tão velho a ponto de não poder me dar filhos, nem tão gordo a ponto de me esmagar na cama. Desde que seja amável e gentil e nobre, sei que vou amá-lo.[9]
—— Rhaena, aos regentes





Irmão, se for do seu agrado, trouxemos sua nova rainha.[2]
—— Rhaena, to Aegon III Targaryen


Citações sobre Rhaena


Senhorita Rhaena seria uma rainha esplêndida.[9]


Família

Ancestrais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Jocelyn
Baratheon
 
Aemon
 
Daella
 
Rodrik
Arryn
 
Baelon
 
Alyssa
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Corlys
Velaryon
 
Rhaenys
 
 
 
 
 
Aemma
Arryn
 
Viserys I
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Alicent
Hightower
 
Daemon
 
Rhea
Royce
 
Aegon
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Laena
Velaryon
 
Daemon
 
Laenor
Velaryon
 
Rhaenyra
 
Daemon
 
Filho
 
Baelon
 
Aegon II
 
Helaena
 
Aemond
 
Daeron
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Rhaena
 
Baela
 
Jacaerys
Velaryon
 
Lucerys
Velaryon
 
Joffrey
Velaryon
 
Aegon
 
Viserys
 
Visenya
 
Jaehaerys
 
Jaehaera
 
Maelor
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Descendantes

 
 
 
 
Laena Velaryon
 
 
 
 
 
 
 
Daemon
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Rhaenyra Targaryen
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Alyn Velaryon
 
Baela
 
Corwyn Corbray
 
Rhaena
 
Garmund Hightower
 
Jaehaera Targaryen
 
Aegon III
 
Daenaera Velaryon
 
Viserys II
 
Larra Rogare
 
Visenya
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Casa Velaryon
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Seis filhas
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Casa Targaryen
 
 
 
 
 
Casa Targaryen
 

Na série de televisão

Veja também: Imagens de Rhaena Targaryen em House of the Dragon

Aparições

Aparições na 1ª Temporada de House of the Dragon
The Heirs of the Dragon The Rogue Prince Second of His Name King of the Narrow Sea We Light the Way
The Green Council


Sobre a página

Esta página utiliza conteúdo baseado em Rhaena Targaryen (daughter of Daemon), um artigo de A Wiki Of Ice And Fire.


Referências

  1. 1,0 1,1 Fogo & Sangue, A morte dos dragões: O dragão vermelho e o dourado.
  2. 2,0 2,1 2,2 Fogo & Sangue, Sob os regentes: Guerra, paz e exposição de gado.
  3. Fogo & Sangue, Sob os Regentes - A Mão Encapuzada.
  4. 4,0 4,1 Fogo & Sangue, A morte dos dragões: Os pretos e os verdes.
  5. 5,0 5,1 5,2 Fogo & Sangue, A Primavera Lysena e o fim da regência.
  6. HBO.com: House of the Dragon Cast & Characters
  7. WarnerMedia Pressroom: House of the Dragon | Character Descriptions
  8. 8,0 8,1 8,2 Fogo & Sangue, Herdeiros do dragão: Uma questão de sucessão.
  9. 9,0 9,1 9,2 9,3 9,4 9,5 9,6 Fogo & Sangue, Sob os regentes: A Mão encapuzada.
  10. O Mundo de Gelo e Fogo, Os Reis Targaryen: Viserys I.
  11. Fogo & Sangue, A morte dos dragões: Rhaenyra triunfante.
  12. 12,0 12,1 O Mundo de Gelo e Fogo, Os Reis Targaryen: Aegon II.
  13. 13,0 13,1 Fogo & Sangue, A morte dos dragões: O breve e triste reinado de Aegon II.
  14. A Princesa e a Rainha.
  15. 15,0 15,1 15,2 Fogo & Sangue, O momento posterior: A hora do lobo.
  16. 16,0 16,1 Fogo & Sangue, Sob os regentes: A viagem de Alyn Punho de Carvalho.
  17. O Mundo de Gelo e Fogo, Apêndice: Árvore Genealógica dos Targaryen.