Ovo de dragão

De Gelo e Fogo wiki
Ir para navegação Ir para pesquisar

 

Daenerys Targaryen embalando um ovo de dragão. Arte por Gabrielle Portal. © Fantasy Flight Games.

Um ovo de dragão é um ovo posto por um dragão com o propósito de reprodução. Os dragões geralmente produzem ninhadas de até cinco ovos. Com o tempo, eles simplesmente se transformam em admiráveis pedras.

Aparência e Características

Veja também: Imagens de ovos de dragão
Dany segurando o ovo verde de Rhaegal. Arte por Katherine Dinger, © Fantasy Flight Games.

Ovos de dragão são ovos grandes com escamas pequenas, que brilham como metal polido à luz do sol.[1] Ovos de dragão vêm em uma variedade de cores ricas. A cor da casca do ovo parece indicar a coloração do dragão em seu interior: do ovo verde profundo, com manchas de bronze polido[1] eclode Rhaegal, um dragão com escamas e asas verde-jade[2][3][4] e olhos de bronze;[3] do ovo creme claro com listras douradas e bronze[1][5] eclode o dragão Viserion, que tem olhos dourados[2][3] e escamas de cor creme e dourado;[6][7] do ovo preto com ondulações e redemoinhos escarlates[1] eclode o dragão Drogon, cujas escamas[8] e dentes[7][8] são negros e cujos chifres, placas espinhais e olhos são vermelhos.[8]

Para Daenerys Targaryen, os três ovos que ela choca mais tarde são quentes ao toque,[9][5] embora outras pessoas não sintam o calor.[5]

Dragões são conhecidos por botar ovos em ninhadas de até pelo menos cinco,[10] e um dragão pode botas várias ninhadas durante sua vida.[11] Embora o assunto dos hábitos de acasalamento de dragões seja discutível, alguns meistres acreditam que se um dragão nunca botou um ovo em sua vida, ele deve ser macho.[12] Não se sabe se um ovo deve ser fertilizado por um dragão macho para eclodir.

Incubação dos ovos

Um homem roubando ovos de dragão. Arte por Tim Arney-O'Neil. © Fantasy Flight Games.

Havia incubadoras de dragões na ilha de Pedra do Dragão sob o vulcão Monte Dragão, onde muitos ovos e filhotes de dragões podem ser encontrados.[11][13]

O Grande Meistre Benifer acreditava que longe de Pedra do Dragão, os ovos de dragão poderiam não eclodir.[14] Alguns ovos de dragão, mesmo em Pedra do Dragão, não chocam, e viram pedra.[14]

Quando o Rei Aegon II Targaryen tentou chocar um ovo de dragão, de acordo com Cogumelo, ele sentou em um dos ovos por um dia e uma noite.[15]

Após a extinção de seus dragões em 153 d.C., os Targaryens fizeram inúmeras tentativas de chocar os ovos de dragão remanescetes. Rei Aegon III Targaryen, O Veneno de Dragão, mandou buscarem por nove magos de Essos por sugestão de sua Mão, Viserys. No entanto, a tentativa de usar sua magia para reanimar os ovos provou ser um desastre e um fracasso.[16][17] Rei Baelor I Targaryen orou sobre seus ovos, enquanto outros Targaryens tentaram eclodir os seus com feitiçaria, [18] e ainda outros usaram meistres para estudá-los.[19] A Tragédia de Solarestival foi atribuída à tentativa do Rei Aegon V Targaryen fazer nascer dragões.[19][20] Durante o seu reinado, Rei Aerys II Targaryen tentou chocar os ovos que encontraram nas profundezas dd Pedra do Dragão, alguns dos quais se transformaram em pedra devido à sua grande idade, mas as tentativas dele não renderam nada.[21] Apenas Daenerys Targaryen conseguiu chocar ovos de dragão após a morte do último dragão.[22]

Ovos fossilizados de dragão são mais preciosos que rubis.[6] Sor Jorah Mormont diz a Daenerys Targaryen que um de seus ovos de dragão poderia comprar um navio para levá-la de volta às Cidades Livres. A venda dos três faria dela uma mulher rica para o resto da vida.[22]

Tradição Targaryen

Príncesa Elaena Targaryen, segurando um ovo de dragão que combina com a cor de seus cabelos.[23] Arte por Roman Papsuev

Princesa Rhaena Targaryen supostamente colocou um ovo de dragão nos berços de seus irmãos mais novos Jaehaerys e Alysanne logo após seu nascimento,[14][24] O irmão dela, Rei Jaehaerys I Targaryen, colocou um ovo no berço de seu filho recém-nascido, Aemon, em 55 d.C..[25] Durante o reinado de Rei Viserys I Targaryen, tornou-se realmente comum colocar um ovo de dragão no berço de uma criança recém-nascida.[26]

Era considerado um sinal de que a criança era um verdadeiro Targaryen se o ovo colocado em seu berço chocasse.[11] Se o ovo não eclodisse ou se o dragão nascido fosse fraco e morresse rapidamente, era considerado um mau presságio.[11][13] A tradição de colocar um ovo no berço de um recém-nascido da realeza continuou mesmo depois que o último dragão morreu e os ovos pararam de chocar.[10] Esses ovos de dragão eram bens preciosos para cada um de seus donos.[23]

Dragões que puseram ovos

Cogumelo, um bobo da corte durante os reinados de Viserys I, Aegon II, Rhaenyra e Aegon III, afirma em O Testemunho de Cogumelo que o dragão Vermax deixou uma ninhada de ovos em algum lugar nas criptas de Winterfell no início da Dança dos Dragões. No entanto, não há registro oficial de que Vermax botou um ovo sequer, sugerindo que o dragão era macho. Os meistres sentem que a teoria estranha de Cogumelo não tem base, típica de seu Testemunho.[12]

Ovos de dragão conhecidos

Ovos Donos História
{Ovo de Vermithor} Rei Jaehaerys I Targaryen Colocado em seu berço ao nascer em 34 d.C., por sua irmã mais velha, Princesa Rhaena Targaryen. Deu vida ao dragão Vermithor.[24]
{Ovo de Silverwing} Rainha Alysanne Targaryen Colocado em seu berço em seu nascimento 36 d.C., by her older sister, Princesa Rhaena Targaryen. Deu vida ao dragão Silverwing.[24]
{Três ovos da Princesa Rhaena Targaryen} Princesa Rhaena Targaryen Uma ninhada de três ovos postos por Dreamfyre em Ilha Bela por volta de 50 d.C., que eclodiram depois de serem trazidos para Pedra do Dragão.[14][27]
Três ovos de Elissa Farman Casa Targaryen
Elissa Farman
O Senhor do Mar de Braavos
Três ovos de dragão roubados das incubadoras de Pedra do Dragão por Elissa Farman em 54 d.C. e vendidos para o Senhor do Mar de Braavos.[14]
Ovo do Príncipe Aemon Targaryen Príncipe Aemon Targaryen Colocado em seu berço ao nascer em 55 d.C., por seu pai, Rei Jaehaerys I Targaryen.[25] Pode ter dado vida ao dragão Caraxes.
Ovo de Mysaria Mysaria Por volta de 105 d.C., quando Príncipe Daemon Targaryen soube que sua amante estava grávida, ele a presenteou com um ovo de dragão, mas Rei Viserys I Targaryen ordenou-lhe que devolvesse o ovo e mandasse Mysaria embora.[11]
{Ovo de Vermax} Príncipe Jacaerys Velaryon Colocado em seu berço ao nascer em 114 d.C. por decreto real. Deu vida ao dragão Vermax.[26][28]
{ Ovo de Arrax} Príncipe Lucerys Velaryon Colocado em seu berço ao nascer em 115 d.C. por decreto real. Deu vida ao dragão Arrax.[26][28]
{Ovo de Tyraxes} Príncipe Joffrey Velaryon Colocado em seu berço ao nascer em 117 d.C. por decreto real. Deu vida ao dragão Tyraxes.[26][28]
{Ovo de Stormcloud} Rei Aegon III Targaryen Colocado em seu berço em seu nascimento em 120 d.C. pela tradição Targaryen. Deu vida ao dragão Stormcloud.[26][29]
Ovo do Rei Viserys II Targaryen Rei Viserys II Targaryen Colocado em seu berço em seu nascimento em 122 d.C. pela tradição Targaryen.[26] Embora Viserys tenha mantido o ovo durante sua atribulada infância, o ovo nunca desenvolveu. Em 135 d.C., ele foi enviado de Porto Real para Pedra do Dragão por ordem do Rei Aegon III Targaryen, após o monstruoso wyrm eclodir do ovo de Laena Velaryon.[30]
{Ovo de Shrykos} Príncipe Jaehaerys Targaryen Colocado em seu berço em seu nascimento em 123 d.C. pela tradição Targaryen. Deu vida ao dragão Shrykos.[26][28]
{Ovo de Morghul} Princesa Jaehaera Targaryen Colocado em seu berço em seu nascimento em 123 d.C. pela tradição Targaryen. Deu vida ao dragão Morghul.[26][28]
Ovo do Príncipe Maelor Targaryen Príncipe Maelor Targaryen Colocado em seu berço em seu nascimento em 127 d.C. pela tradição Targaryen.[26] O ovo de Maelor era verde pálido com espirais prateadas. Após a morte de Maelor em 130 d.C., Lady Caswell mandou o ovo para Lorde Ormund Hightower.[31]
Ovos de Lady Rhaena Targaryen Lady Rhaena Targaryen O primeiro ovo de Rhaena eclodiu em uma coisa quebrada que morreu em poucas horas. Ela possuiu outro ovo no início da guerra civil, e levou três ovos para o Vale com ela durante a guerra[13] Morning eclodiu de um dos ovos em 130 d.C..[15]
Ovos do Rei Aegon II Targaryen Rei Aegon II Targaryen Após a morte de Sunfyre em 130 d.C., Rei Aegon queria um dragão substituto. Sete ovos foram selecionados pelo meistre da Pedra do Dragão e enviados para Porto Real, incluindo um grande roxo e dourado, mas nenhum eclodiu.[15]
Ovo do Rei Aegon IV Targaryen Rei Aegon IV Targaryen Colocado em seu berço em seu nascimento em 135 d.C., por seu pai, o Príncipe Viserys Targaryen pela tradição Targaryen.[30]
Ovo de Laena Velaryon Laena Velaryon Laena recebeu um ovo de dragão ao nascer em Derivamarca em 135 d.C., mas chocou em um wyrm cego e sem asas, branco como um verme. Depois que o monstro arrancou um pedaço do braço da criança Laena, seu pai, Lorde Alyn Velaryon o retalhou em pedaços.[30]
Ovo do Príncipe Aemon Targaryen Príncipe Aemon Targaryen Colocado em seu berço em seu nascimento em 136 d.C. pela tradição Targaryen. Seu irmão Aegon, de um ano e meio, foi encontrado batendo no irmão recém-nascido com o ovo.[30]
Cinco ovos do Último dragão Casa Targaryen Da ninhada do último dragão.[10]
Ovo da Princesa Elaena Targaryen Princesa Elaena Targaryen Branco platina e dourado brilhante.[23]
Ovo do Príncipe Daeron Targaryen Príncipe Daeron Targaryen[10] Colocado em seu berço em seu nascimento pela tradição Targaryen.[10]
Ovo do Príncipe Aerion Targaryen Príncipe Aerion Targaryen Colocado em seu berço em seu nascimento pela tradição Targaryen. Parecia que era feito de ouro e prata, com veios cor de fogo.[10]
Ovo do Príncipe Aemon Targaryen Príncipe Aemon Targaryen Colocado em seu berço em seu nascimento em 198 d.C. pela tradição Targaryen.[10]
Ovo do Rei Aegon V Targaryen Rei Aegon V Targaryen Colocado em seu berço em seu nascimento em 200 d.C. pela tradição Targaryen, tinha espirais brancas e verdes.[10]
Ovo do Lorde Ambrose Butterwell Lorde Ambrose Butterwell
Casa Targaryen
Dado a ele pelo Rei Aegon IV Targaryen, era vermelho, com manchas douradas e espirais pretas. Retornado à posse da coroa por Brynden Rivers em 212 d.C..[10]
Sete ovos do Rei Aegon V Targaryen Rei Aegon V Targaryen Usados na cerimônia que causou a Tragédia de Solarestival em 259 d.C..[19]
Ovo do Rei Euron Greyjoy Rei Euron Greyjoy Euron afirma ter tido um ovo de dragão que atirou ao mar.[32]
{Ovo de Drogon} Princesa Daenerys Targaryen Tão negro como o mar da meia-noite, mas vivo, com ondulações e remoinhos escarlates.[1] Deu vida ao dragão Drogon em 299 d.C..
{Ovo de Rhaegal} Princesa Daenerys Targaryen verde profundo, com manchas de lustroso bronze que vão e vem, dependendo do modo como se olha.[1] Deu vida ao dragão Rhaegal em 299 d.C..
{Ovo de Viserion} Princesa Daenerys Targaryen Creme-claro listrado de dourado.[1] Deu vida ao dragão Viserion em 299 d.C..

História

Primeiro século após A Conquista

Princesa Rhaena Targaryen colocou um ovo de dragão nos berços de seus irmãos Jaehaerys e Alysanne depois que eles nasceram. De acordo com as histórias, desses ovos eclodiram Vermithor e Silverwing.[24] Jaehaerys mais tarde colocou um ovo de dragão no berço de seu filho Aemon.[14]

Em 43 d.C., Dreamfyre , o dragão de Rhaena Targaryen, já havia produzido duas ninhada de ovos.[24] Durante o tempo de Rhaena em Ilha Bela (49 -50 d.C.), Dreamfyre pôs outra ninhada de ovos. A presença da Dreamfyre na ilha deixou alguns moradores com medo e nervosos, entretanto, e a nova ninhada de ovos fez com que um irmão mendicante começasse a pregar que Ilha Bela "logo seria invadida por dragões" que comeriam ovelhas e homens, e pediu que um matador de dragões matasse os dragões para impedir seu destino. O homem foi preso, mas mesmo assim suas palavras inspiraram medo onde quer que fossem espalhadas.[27] Quando Rhaena partiu de Ilha Bela, ela levou os ovos com ela enquanto fazia um tour pelas terras do oeste. Depois de algum tempo em Rochedo Casterly, Lorde Lyman Lannister expressou seu interesse nos três ovos e perguntou como eles eclodiriam e quando isso seria esperado. Lady Jocasta Lannister sugeriu a Rhaena que presentear os Lannister com um ou mais dos três ovos seria uma boa maneira de demonstrar sua gratidão. Depois que Rhaena se recusou, Lorde Lyman se ofereceu para comprar os ovos.[27] Pedra do Dragão acabou sendo concedida à Rhaena como seu próprio assento.[27] Lá, os ovos chocaram.[14]

Em 54 d.C., Lady Elissa Farman roubou três ovos de dragão das incubadoras de Pedra do Dragão e fugiu com eles para Pentos, de onde viajou para Braavos. Em Braavos, Elissa vendeu os ovos para o Senhor do Mar e usou o ouro para construir um navio. A notícia sobre o roubo foi alarmante para o Rei Jaehaerys; se os ovos eclodissem, haveria um senhor de dragão no mundo que não era da Casa Targaryen. Recompensas foram oferecidas por rumores sobre a localização dos ovos de dragão, mas cada sussurro provou ser inútil.[14] Em 56 d.C., Jaehaerys suspeitou que os ovos de dragão haviam desempenhado um papel no financiamento do navio. O banqueiro negou tudo.[25] Em 57 d.C., a nova Mão do Rei, Septão Barth, viajou para Braavos e conversou com o Senhor do Mar sobre os ovos, avisando que Rei Jaehaerys traria destruição sobre Braavos caso os ovos chocassem. O Senhor do Mar negou ter comprado os ovos e afirmou que, não eclodidos, os ovos de dragão nada mais eram do que "lindas pedras". Barth acabou voltando para Porto Real sem os ovos, mas com todo o empréstimo da coroa do Banco de Ferro perdoado.[25]

Reinado de Viserys I

Durante o reinado do Rei Viserys I Targaryen, havia mais dragões do que nunca. Vários dragões produziam ovos com frequência. Muitos, mas não todos, ovos eclodiram. Durante o reinado de Viserys, tornou-se realmente comum colocar um ovo de dragão no berço de uma criança recém-nascida.[26]

Quando sua concubina Mysaria ficou grávida em 106 d.C., Príncipe Daemon Targaryen presenteou-a com um ovo de dragão. Rei Viserys I ordenou-lhe que devolvesse o ovo, e que voltasse para sua esposa, Lady Rhea Royce, ou então seria preso como um traidor. Mysaria foi então enviada de volta para Lys, sem o ovo.[26][11] Cada um dos três filhos da princesa Rhaenyra Targaryen com Laenor Velaryon receberam um ovo de dragão enquanto estavam no berço por decreto real; aqueles que acreditavam que o pai dos meninos realmente era Sor Harwin Strong sussurraram que os ovos nunca eclodiriam, mas todos eles nasceram, e todos os três meninos se tornaram cavaleiros de dragão. Príncipe Aemond Targaryen rejeitou os ovos "estúpidos" e as crias "insignificantes" de Pedra do Dragão, preferindo o grande dragão Vhagar. Ovos de dragão foram colocados nos berços de: Príncipe Aegon, o mais novo, Príncipe Viserys, Príncipe Jaehaerys, Princesa [ [Jaehaera Targaryen | Jaehaera]], e Príncipe Maelor Targaryen.[11] Todos os ovos, exceto os de Viserys e Maelor, eclodiram.

Dança dos Dragões

A filha do Príncipe Daemon, Lady Rhaena Targaryen, tinha um ovo também, mas o dragão que nasceu do ovo morreu em poucas horas. Pouco antes do início da Dança dos Dragões, Rhaena havia recebido um ovo da última ninhada de Syrax. Rhaena dormia com o ovo todas as noites e orava por ele.[29] Quando ela partiu para o Vale em 129 d.C., ela trouxe três ovos com ela e orou todas as noites para que eclodissem.[13][33] Um desses ovos eclodiu durante a guerra, trazendo o dragão Morning.[15]

De acordo com Cogumelo, o dragão Vermax deixou uma ninhada de ovos de dragão em Winterfell quando seu cavaleiro Jacaerys Velaryon visitou Lorde Cregan Stark. O Grande Meistre Gyldayn e o Meistre Yandel acham que a história de Cogumelo pode ser desconsiderada, e consideram Vermax como um dragão macho, já que não há registro do dragão alguma vez criando ovos.[12][34]

Príncipe Viserys Targaryen levava seu ovo aonde quer que fosse [29] e viajava com ele no Alegre Deleite. Quando ele foi levado cativo, ele escondeu seu ovo de dragão.[13][33]

Quando Príncipe Maelor Targaryen fugiu de Porto Real sob os cuidados de Sor Rickard Thorne, os dois foram descobertos e identificados em Ponteamarga quando um cavalariço encontrou o ovo de Maelor nos alforjes de Sor Rickard. Depois que Príncipe Maelor e Sor Rickard foram mortos, Lady Caswell enviou o ovo de dragão para Lorde Ormund Hightower em Mesalonga, na esperança de acalmar sua ira.[31]

O Rei Aegon II Targaryen ordenou ao meistre de Pedra do Dragão que mandasse ovos de dragão à Porto Real, para que ele pudesse chocar outro ovo. O meistre enviou-lhe sete ovos, em homenagem aos deuses.[15]

Laena Velaryon recebeu um ovo de dragão ao nascer em Derivamarca em 135 d.C., mas chocou um wyrm cego e sem asas, branco como um verme. Momentos após o nascimento, o monstro arrancou um pedaço do braço da bebê Laena, e seu pai Lorde Alyn Velaryon arrancou-o dela e cortou-o em pedaços. Preocupado ao ouvir essa notícia, Rei Aegon III Targaryen ordenou que nenhum ovo de dragão fosse permitido na Fortaleza Vermelha e forçou seu irmão Príncipe Viserys a enviar seu ovo não eclodido para Pedra do Dragão.[30]

História recente

O último dragão Targaryen pôs uma ninhada de cinco ovos.[10] Após a morte do último dragão, vários Reis Targaryen tentaram chocar ovos de dragão, incluindo Aegon III,[21][17] Baelor I,[17] Aegon V,[19] e Aerys II.[21]

Durante a Primeira Rebelião Blackfyre, o ladrão Dedoligeiro foi pego com ovos de dragão roubados.[35]

Príncipe Aegon Targaryen e seus irmãos foram todos presenteados com ovos de dragão enquanto estavam no berço. Ele e seu irmão Aemon costumavam brincar que eram seus os ovos que eclodiriam.[10]

Um torneio foi realizado em Alvasparedes em 212 d.C. para celebrar o casamento de Lorde Ambrose Butterwell com a filha de Lorde Frey. O prêmio da vitória do torneio era um ovo de dragão, que havia sido concedido ao avô de Lorde Butterwell pelo Rei Aegon IV Targaryen. Na verdade, o casamento e o torneio foram uma tentativa de fomentar secretamente a Segunda Rebelião Blackfyre em nome de Daemon II Blackfyre, que havia sonhado que um dragão nasceria em Alvasparedes. O torneio foi manipulado para que Daemon ganhasse o ovo de dragão, mas ele desapareceu antes de sua última justa, e Sor Glendon Ball foi acusado de roubo. Após a derrota da tentativa de rebelião, a Mão do Rei Brynden Rivers informou a Sor Duncan, o Alto que o ovo foi de fato levado por um agente seu que rastejou pelo poço privado do castelo para tirar o ovo do castelo, e que o ovo agora está seguro.[10]

Na ilha de Pedra do Dragão, existe supostamente um lendário tesouro de ovos de dragão.[36]

Eventos Recentes

A Guerra dos Tronos

Daenerys Targaryen colocando seus ovos de dragão na pira funerária de Drogo. Arte por Magali Villeneuve. ©

No casamento de Daenerys Targaryen com Khal Drogo, Magíster Illyrio Mopatis dá a ela como presente três ovos de dragão fossilizados.[1] Após a morte de Drogo e a morte de seu filho, Daenerys coloca os ovos na pira funerária de seu marido: o negro ao lado de seu coração, sob o braço, o verde ao lado de sua cabeça, e o creme e dourado entre suas pernas. Depois que a pira é acesa, Daenerys entra no fogo e os ovos eclodem e se transformam em dragões vivos.[22]

O Festim dos Corvos

Na Muralha, Samwell Tarly pondera que a Rainha Alysanne Targaryen visitou Castelo Negro em seu dragão, Silverwing, e que o Rei Jaehaerys I, veio atrás dela em seu próprio dragão, Vermithor. Samwell se pergunta se Silverwing poderia ter deixado um ovo para trás, ou se o Rei Stannis Baratheon encontrou um ovo na Pedra do Dragão, por conta das lendas.[18]

Lorde Hallyne, da Guilda dos Alquimistas, pede a Rainha Regente Cersei Lannister que seus piromantes possam chocar os ovos de dragão que possam existir em Pedra do Dragão durante uma busca no castelo. Cersei observa que se qualquer um desses ovos tivesse permanecido, Stannis Baratheon os teria vendido para pagar por sua rebelião. Ela se abstém de dizer que o plano é desvairado, já que todas as tentativas feitas pelos Targaryens de chocar um dragão após a morte do último dragão terminaram em morte, desastre ou desgraça.[37]

Euron Greyjoy afirma ter segurado um ovo de dragão nas mãos. Um mago de Myr jurou que poderia chocá-lo se Euron lhe desse um ano e todo o ouro que ele precisava. Euron afirma que ele matou o homem quando ficou entediado com as desculpas do mago, e que jogou o ovo no mar durante um de seus humores sombrios.[32]

A Dança dos Dragões

De acordo com Lorde Mace Tyrell, seu filho Sor Loras Tyrell e seus homens vasculharam cada centímetro da Pedra do Dragão, mas não encontraram nenhum sinal do lendário tesouro de ovos de dragão. O Regente Kevan Lannister em particular duvida dos protestos de Mace.[36]

Citações


Ovos de dragão, das Terras das Sombras além de Asshai. As eras os transformaram em pedra, mas ainda possuem uma beleza ardente e brilhante.[1]
—— Magíster Illyrio Mopatis



Tragam-me os meus ovos.[22]
—— Daenerys Targaryen para suas servas.



Se soubesse que os ovos podiam eclodir, teria se sentado pessoalmente sobre eles.[4]
—— Sor Jorah Mormont para Daenerys Targaryen, sobre o presente de Illyrio Mopatis.



Algum dia os dragões vão voltar, meu irmão Daeron sonhou com isso, e o Rei Aerys leu na profecia. Talvez seja meu ovo que vai eclodir. Isso seria esplêndido.[10]
—— Egg, para Dunk.


Referências

  1. 1,0 1,1 1,2 1,3 1,4 1,5 1,6 1,7 1,8 A Guerra dos Tronos, Capítulo 11, Daenerys.
  2. 2,0 2,1 A Dança dos Dragões, Capítulo 11, Daenerys.
  3. 3,0 3,1 3,2 A Dança dos Dragões, Capítulo 68, O Domador de Dragões.
  4. 4,0 4,1 A Fúria dos Reis, Capítulo 40, Daenerys.
  5. 5,0 5,1 5,2 A Guerra dos Tronos, Capítulo 68, Daenerys.
  6. 6,0 6,1 A Fúria dos Reis, Capítulo 12, Daenerys.
  7. 7,0 7,1 A Tormenta de Espadas, Capítulo 8, Daenerys.
  8. 8,0 8,1 8,2 A Dança dos Dragões, Capítulo 52, Daenerys.
  9. A Guerra dos Tronos, Capítulo 23, Daenerys.
  10. 10,00 10,01 10,02 10,03 10,04 10,05 10,06 10,07 10,08 10,09 10,10 10,11 10,12 10,13 O Cavaleiro dos Sete Reinos, O Cavaleiro Misterioso.
  11. 11,0 11,1 11,2 11,3 11,4 11,5 11,6 O Príncipe de Westeros.
  12. 12,0 12,1 12,2 O Mundo de Gelo e Fogo, Os Sete Reinos: O Norte, Winterfell.
  13. 13,0 13,1 13,2 13,3 13,4 13,5 A Princesa e a Rainha.
  14. 14,0 14,1 14,2 14,3 14,4 14,5 14,6 14,7 14,8 Fogo & Sangue, Nascimento, morte e traição sob o governo do rei Jaehaerys I.
  15. 15,0 15,1 15,2 15,3 15,4 Fogo & Sangue, A morte dos dragões: O breve e triste reinado de Aegon II.
  16. O Mundo de Gelo e Fogo, Os Reis Targaryen: Aegon III.
  17. 17,0 17,1 17,2 A Tormenta de Espadas, Capítulo 54, Davos.
  18. 18,0 18,1 O Festim dos Corvos, Capítulo 5, Samwell.
  19. 19,0 19,1 19,2 19,3 O Mundo de Gelo e Fogo, Os Reis Targaryen: Aegon V.
  20. A Tormenta de Espadas, Capítulo 25, Davos.
  21. 21,0 21,1 21,2 O Mundo de Gelo e Fogo, Os Reis Targaryen: Aegon II.
  22. 22,0 22,1 22,2 22,3 A Guerra dos Tronos, Capítulo 72, Daenerys.
  23. 23,0 23,1 23,2 So Spake Martin: Three Maidens in the Tower. (June 27, 2006)
  24. 24,0 24,1 24,2 24,3 24,4 24,5 Fogo & Sangue, Os filhos do dragão.
  25. 25,0 25,1 25,2 25,3 Fogo & Sangue, Jaehaerys e Alysanne: Triunfos e tragédias.
  26. 26,00 26,01 26,02 26,03 26,04 26,05 26,06 26,07 26,08 26,09 26,10 Fogo & Sangue, Herdeiros do dragão: Uma questão de sucessão.
  27. 27,0 27,1 27,2 27,3 27,4 Fogo & Sangue, Uma abundância de governantes.
  28. 28,0 28,1 28,2 28,3 28,4 O Mundo de Gelo e Fogo, Os Reis Targaryen: Viserys I.
  29. 29,0 29,1 29,2 Fogo & Sangue, A morte dos dragões: Os pretos e os verdes.
  30. 30,0 30,1 30,2 30,3 30,4 Fogo & Sangue, A Primavera Lysena e o fim da regência.
  31. 31,0 31,1 Fogo & Sangue, A morte dos dragões: Rhaenyra triunfante.
  32. 32,0 32,1 O Festim dos Corvos, Capítulo 29, O Pirata.
  33. 33,0 33,1 Fogo & Sangue, A morte dos dragões: O dragão vermelho e o dourado.
  34. Fogo & Sangue, A morte dos dragões: Um filho por um filho.
  35. O Cavaleiro dos Sete Reinos, A Espada Juramentada.
  36. 36,0 36,1 A Dança dos Dragões, Epílogo.
  37. O Festim dos Corvos, Capítulo 36, Cersei.


Sobre a página

Esta página utiliza conteúdo baseado em Dragon egg, um artigo de A Wiki Of Ice And Fire.